Aqui estou eu, em pleno sábado no trabalho, esperando a galera da Prodam pra instalar sei lá o que nos computadores pra desgraçada da eleição de amanhã. Marcaram com a gente aqui às nove da manhã mas parece que marcaram às dez com prodam. Entretanto já passam da dez e nada de ningiém aparecer por aqui hahahahaha, por que eu me surpreendo com essas coisas?? Nossa, eu queria muito, muito mesmo, ganhar uma grana fenomenal sabe… pra não ter que ser chefe de PQP nenhuma mais. Agora o presidente da sessão eleitoral está dando um esporro em Prodam por telefone hahahahaha. Eu suspeito que eles estão fazendo a via crucis pelas Subprefeituras.

Ontem à noite voltando pra casa da faculdade (eu saí mais cedo que os meus irmãos e ainda assim eles chegaram junto comigo hahahaha pq eu fui pra casa de busão e eles de metrô) eu estava, como sempre pensando na minha vida, no que eu quero pra ela… porque assim, muitas das coisas que eu faço atualmente e que eu fiz até hoje na minha vida foi porque minha mãe me aconselhou a fazer (como fazer faculdade de direito, entretanto sempre que eu segui os conselhos da minha mãe eu me dei bem então não posso reclamar) ou então porque a coisa eventualmente aconteceu, sem que eu tenha planejado nada do gênero (trabalhar onde eu trabalho atualmente por exemplo, eu não planejei ser funcionária pública, aconteceu… eu estava desempregada, sem grana, fiz o concurso, passei… e pronto tô aqui).

Já falei que eu sofro a maldição do planejamento né? Sim, nada que eu planejo acontece, especialmente de Sábado… deve ser por isso que a Prodam se perdeu vindo pra cá hahahha. Mas… pensando na vida ontem eu cheguei à conclusão que chega, que eu preciso, para o bem da minha própria sanidade mental começar a fazer aquilo que eu quero, as coisas que eu quero fazer… senão vou começar a achar que não existe sentido na vida e vou acabar me tornando uma daquelas pessoas amargas e ranzinzas que odeiam o mundo e tudo o que anda por ele. Não quero isso…

Mãssss, para poder realmente dar o primeiro passo neste novo caminho rumo ao desconhecido eu preciso me livrar da faculdade  e me livrar dos meus impedimentos financeiros. Mais um ano e dois meses (tô contando os dias galera, vcs não tem noção!) e eu termino minha faculdade. Já tá decidido, não quero estudar mais, pelo menos não cursos de graduação. E por hora nada de pós-graduação também… pelo menos não por um ou dois anos depois que eu terminar a faculdade. Quero um ano pelo menos de férias intelectuais e mais um ano pra me dedicar a outra coisa.

Se eu não morrer até lá (tudo é possível) nos dois anos que seguirem ao término da faculdade eu vou estudar piano a sério e vou me dedicar (fora do horário de serviço) ao meu livro…  Vou terminar essa história que já está rodando na minha cabeça tem alguns anos, vou colocar a dita cuja no papel e vou tentar publicar.

Eu disse que é um caminho novo e desconhecido porque… eu não sei se eu vou conseguir publicar, e mesmo que eu consiga, não sei como ele vai ser recebido pelos leitores (se é que vai ter alguém que leia). Mas sei lá… fiz umas experiências com fã fiction de terror esses meses atrás (aliás preciso terminar de escrever as fã fiction hahahaha abandonei o negócio) e meu "estilo" de escrever agradou uma galera… então estou esperançosa. Não dá pra prever se a história vai virar um best seller, mas… se eu conseguir publicar já tá valendo.

Com relação às minhas finanças, que andam mais que bagunçadas isso eu ainda vou resolver. Talvez tenhamos pela frente mais uns dois ou três meses de aperto… se eu for bem pessimista vamos estar com as contas complicadas até final de Dezembro… mas sinceramente espero que tudo se resolva antes. Porque a tentação de parar de estudar (o que significaria 700 reais a mais no orçamento todo mês…) é por demais tentadora com as finanças estrupiadas como estamos.

Bom, eu começei este post às nove e meia… pessoa da Prodam chegou às dez e meia… tive que parar pra organizar as coisas, organizamos praticamente tudo, já são duas e vinte e cinco e o rapaz da prodam está instalando os programas, que… são mais chatos do que eu pensava para instalar… yay… viva… mais uma vez a maldição dos sábados não me deixa na mão.

Yay, meu irmão me ligou, o notebook tá arrumado. Tá dando um pepino no Windows… não sei porque, não tava dando pepino quando ele saiu lá de casa. Parece que não precisou trocar o teclado. Só teve que limpar um a um os conectores hahahahaha. Ficou em 100 reais (anota aí… nunca mais eu tomo coca-cola perto do computador… aliás… foi fanta uva). Preciso passar no caixa eletrônico para pegar uma grana para pagar o conserto do notebook e pagar a primeira parcela do amplificador que eu comprei pro meu irmão no lugar do cachorro.

Quero comprar um notebook virado no jiraya (ou seja, bem poderoso… da DELL assim que meu problemas financeiros se estabilizarem e quero um desktop novo também, mas aí não precisa ser nada do outro mundo, pode ser um Itautec meio termo com pelo menos 2GB de Ram e 320 de HD…) e todo mundo vai ficar wireless lá em casa hahahaha.

Hoje faz exatamente um ano que meu avô morreu… minha vó não deve estar legal… se ela lembrou, espero que ela não se lembre. Semana que vem é feriado, eu havia planejado ir para a casa da minha vó… mas… tem a prova para oficial de justiça no domingo. Se eu for vou ter que fazer uma ginástica, pensei em ir pra faculdade na sexta e ir pra casa da minha vó (na zona oeste, do outro lado da cidade) assim que terminar a aula. Sei que vou chegar lá tarde pra caramba mas… fazer o que. Depois eu ficava lá até domingo, ia fazer a prova lá perto do metrô tiradentes e depois voltava pra lá (é Carapicuiba galera, outro município, pra vcs terem uma idéia… depois de Osasco e Barueri… minha vó se esconde hahahaha). Segunda era feriado eu ficava lá mais um dia e voltava segunda a noite para casa… uma mão de obra, um esforço do caramba… mas vale a pena. Minha vózinha é uma das poucas pessoas da minha família que me restaram e agora eu tenho que cuidar dela.

Minha vó é forte galera, porque ano passado quando meu avô faleceu eu achei que ela não ia aguentar nem seis meses sem ele… mas ela aguentou firme e passou por outro baque agora com a perda da minha mãe. De qualquer forma não posso deixar de cuidar dela como eu puder. Se eu não fosse tão pobre eu comprava uma casa grande o bastante e trazia ela para morar comigo, mas infelizmente não tenho essa autonomia financeira ainda.

Mano, e falando em concurso, eu queria tanto, tanto, tanto passar neste concurso para Oficial de Justiça… 3400 de salário… resolvia 65% dos meus problemas cara… eu não ia ter que ficar tão preocupada se a pensão da minha mãe sai ou não… se eu e meus irmãos passássemos (querendo demais né Shao… passar os três??? Tá… vai nessa…) aí resolveríamos 95% dos nossos problemas. Nem precisaríamos da pensão da minha mãe.

PQP tá dando problema na instalação do software da PRODAM… quero só ver … tem plano B pra votar na cédula de papel se não der certo??? Se não tiver será que eles vão cancelar como fizeram com o ENEM? O legal de trabalhar amanhã é que eu vou ganhar dois dias de folga… YAY… não sei quando poderei pegar essas folgas, mas eu ganho hahahahaha. Vem vindo outro técnico aqui para resolver o problema do software… espero que chegue ainda hoje né???

Chegou um comunicado do condomínio lá em casa falando do barulho hahahaha acho que o Cezar e o Carlos estão estrapolando no meio da semana, eles ameaçaram cobrar multa… mas quer saber… se multarem eu não pago porque… nunca aquelas bruxas que moram no apto do lado foram multadas e a molecada delas pula no apto vizinho até depois das duas da manhã… principalmente em época de férias. Se elas não são multadas eu também não. E tenho dito, ainda mais que meus irmãos tocam guitarra e baixo (e eu toco teclado) durante o dia, num horário que não atrapalha quem tem que acordar cedo para trabalhar ou estudar.

Não que o barulho das crianças delas me atrapalhem, acho que nem se desse um tsunami, um ciclone, um furacão, um terremoto e um vulcão me acordavam ultimamente, de tão cansada que eu ando.

Nossa, o tédio é tamanho que este post está ficando quilométrico, eu queria ter trazido meu pen drive que aí eu ia poder trabalhar, um pouquinho que fosse, no meu livro enquanto o problema não se resolve.

That’s all folks… acho que vou pesquisar um assunto interessante para postar aqui no blogue no próximo post… minha vida, minha vida, minha vida… já encheu o saco ouvir falar de mim não?

See you guys around
Shao