Noosa, eu dormi cedo ontem… acho… não olhei no relógio hahahahaha mas era cedo… antes da meia noite geralmente é cedo para mim… Fui no shopping comprar um treco que eu não vou dizer o que é porque as paredes da internet tem ouvidos e eu não quero contar hahahaha… quase comprei uma torradeira… hahahahaha 89 reaus… tá cara… vou fuçar na net pra ver se não acho uma mais barata. Aliás fim de ano é uma merda a gente sempre acha coisas pra comprar que estamos precisando. Não preciso de uma torradeira… eu quero uma torradeira, o que é diferente, precisar eu preciso mesmo é de um mp3 decente pra gravar as aulas semestre que vem e de um mp4 novo que o meu tá zuado. Pensei em comprar um IPOD… mas sei lá… acho tão besta o IPOD… tem um mp4 da sony de 16GB mais barato, mesmas funções e mais bonito… sei lá…

Precisar mesmo meus irmãos precisam de celulares novos hahahaha ainda mais agora qe são bichos e entraram na facul… mas por hora está fora de cogitação… depois dessa babaquice de natal quem sabe… Precisar eu preciso mesmo é fazer um upgrade no meu computador que o bichinho tá capenga… Precisar eu preciso é ir na minha faculdade e pedir o diploma de letras… hahahahaah faz trocentos anos que eu me formei e nunca peguei o diploma… que vergonha ahahahahaha… também… nunca precisei dele… mas eu preciso ir lá buscar. Ou seja, precisar e querer são duas coisas completamente diferentes.

Bom… sei que tenho abandonado o blog às traças principalmente com relação às minhas incusões filosóficas e mitológicas… cultura inútil é tão legal. Esses dias eu voltei a ler sobre a cultura celta, muito interessante, apesar de… com o perdão da má palavras eles terem sido um povinho estupidamente cheio de superstições. Mas… até aí… atire a primeira pedra quem não tem superstição nenhuma…

Eu estava pesquisando sobre símbolos do ininito… o mais famoso é o oito deitado né… mas mano… ele é tão feinho… tem o yin e yang… mas ele está mais relacionado ao equilibrio das coisas que ao infinito em si… tem também o simbolo celta da eternidade… conhecido como Triskle, mas… não era bem o que eu queria, eu queria falar do infinito e de algum simbolo que fosse hard core… daí, procura pra lá… procura pra cá e POW!!!! Encontrei o Ouroboros…

image De acordo com a Wikipédia o ouroboros (ou oroboro ou ainda uróboro) é um símbolo representado por uma serpente, ou um dragão, que morde a própria cauda. É um símbolo para a eternidade. É possível que o símbolo matemático de infinito ( o oiro deitado ) tenha tido sua origem a partir desta imagem.

Segundo o “Dictionnaire des symboles” o ouroboros simboliza o ciclo da evolução voltando-se sobre si mesmo. O símbolo contém as ideias de movimento, continuidade, autofecundação e, em consequência, eterno retorno.

Albert Pike, em seu livro, Morals and Dogma explica: "A serpente, enrolada em um ovo, era um símbolo comum para os egípcios, os druidas e os indianos. É uma referência à criação do universo".

A forma circular do símbolo permite ainda a interpretação de que a serpente figura o mundo infernal, enquanto o mundo celeste é simbolizado pelo círculo.

Noutra interpretação, menos maniqueísta, a serpente rompe uma evolução linear, ao morder a cauda, marcando uma mudança, pelo que parece emergir num outro nível de existência, simbolizado pelo círculo.

Para alguns autores, a imagem da serpente mordendo a cauda, fechando-se sobre o próprio ciclo, evoca a roda da existência. A roda da existência é um símbolo solar, na maior parte das tradições. Ao contrário do círculo, a roda tem certa valência de imperfeição, reportando-se ao mundo do futuro, da criação contínua, da contingência, do perecível.

O ouroboros costuma ser representado pelo círculo. O que parece indicar, além do perpétuo retorno, a espiral da evolução, a dança sagrada de morte e reconstrução. E além disso o “olhar para si mesmo”.

Durante a idade média esse simbolo meio que se perdeu um pouco devido ser representado pelo réptil dragão ou serpente… porque os padres doidos resolveram que era coisa do “demo” hahahahaha… mas o simbolo também pode er encontrado por aí como a representação de dois animas um mordendo a cauda do outro… muito comum na China, Ìndia e tals…

De qualquer forma é um simbolo bonito… se eu fosse a rebelde que minha familia acha que eu sou eu faria uma tatoo com esse simbolo…

image Os celtas que por sinal deviam ser fascinados pelo eterno… um outro simbolo de eternidade, que hoje em dia é associado à bruxaria, representando os três elementos (burrice porque os elementos são quatro e não três… mas a ignorância sempre me surpreende e se sobresai a cada burrice espalhada) por conta da cultura pop do Seriado de TV Charmed (Jovens Bruxas em português)  – Não se sabe qual a verdade qual cultura adaptou-se a qual… se primeiro os gregos ou os celtas usaram o simbolo… mas a triqueta também as moiras na cultura grega… representa o passado, o presente e o futuro… novamente… ligado a tempo a infinito… etc. O mais engraçado é que esse simbolo hoje reverenciado pelos praticantes da wicca já foi considerado um símbolo cristão durante as cruzadas com outro nome… com o nome de Cruz de Lorena utilizado pela Duques de Lorraine (anteriormente conhecido como o Duques de Anjou). Esta cruz está relacionada com a Crusader da cruz, o padrão de Joan do Arco, e os seis globos da família Medici. A Lorena cruz foi conduzido à Cruzadas pelo original Cavaleiros Templários, conceder-lhes a sua utilização pelo Patriarca de Jerusalém.

Enfim crianças… os símbolo mudam… a coruja hoje em dia é simbolo de mau agouro, se a coruja pia perto de alguém esta pessoa está com os dias contados, mas na Grécia ela era símbolo de sabedoria… e até hoje é o símbolo que é gravado no anel de formatura da galera que faz faculdade de letras… ao lado de uma flor de lis… que foi o simbolo da nobresa da França mas que também já foi usada como forma de punição… todos aqueles “marcados” pela flor de liz… eram assassinos e criminosos. Assim sendo njão se apeguem a símbolos… mesmo aqueles que significam o eterno… possuem seus significados não tão eternos. O homem muda… o humem em sí e eterno apenas enquanto viver nesta terra e assim são os símbolos que ele cria…

A artista da semana é Liz Phair… rock bacana… do bom… essa semana pesquei muita coisa da série Charmed… Liz Phair era figurinha fácil no seriado e na trilha sonora do seriado… então enjoy…

Booooooooooom, faz tempo que eu não posto um video da Xena aqui né??? Esse é bem bacana… a banda é Paramore que esteve no Brasil recentemente e a canção chama-se when it rains… no video tem a cena mais imbecil de toda a série…Xena dando uma chakrada no cérebro da Gabriele, diz a lenda que nenhuma das atrizes queria gravar essa cena que não fazia sentido nenhum a Xena tentar matar a Gabrielle fosse qual ofsse a razão… mas os produtores, diretores e afins inssistiram e elas tiveram que gravar… tudo pra deixar a coisa mais dramática. Mas… até hoje Lucy e Renee não entendem como na hora de salvar a filha do Ares, Deus da Guerra ela apenas cortou a espada dele e pra salvar a mesma filha da Gabrielle possuida pelas Fúrias ela meteu-lhe o chackram na cabeça hahahaha… divirtam-se… e vejo vcs em breve…

 

Devemos modelar nossas palavras
até se tornarem o mais fino invólucro dos nossos pensamentos.

(Clarice Lispector)


Ceres"Shao" Xisto


Websites