Bom… eu tive que sair hoje pra ir no Kalunga comprar mais DVD-R que os mesu já tinham acabado… Graças a Deus estou terminando de baixar a sexta temporada da Xena… Fiz uma "besteira" e comprei as caixas de som pro PC que eu estava precisando já a uns meses. De novo vou ficar devendo no cartão e passando um mês meio apertado, mas… fazer o que… se eu não fizer assim nã compro nada fico sempre esperando sobrar e nunca sobra nada… Bom, o som é bacana… pau a pau com o que eu tinha… acho eu…
 
Amanhã é aniversário do meu avô, 77 anos e minha mãe quer ir lá na casa deles pra fazer uma festinha. Como é longe pra caramba seria maravilhoso se a gente pudesse ir de carro. Mas o carro não está legal… é por isso que eu quero trocar de carro. Carro velho tem dessas, de vez em quando increspa uma coisa e se vc não arruma a carroça não anda. Assim sendo teremos que ir de metrô. Bom… acho que amanhã o papa vai embora, as coisas voltam ao normal na cidade. Vai ser cansativo… mas whatever… se não for pela sua família vc vai fazer esforço por quem?
 
De volta pra casa do shopping eu avistei uma pessoa que estudou comigo. Fiquei tentada a ir falar com ela… mas em primeiro lugar… ela não era minha amiga, em segundo lugar… eu geralmente não faço isso… adoro ficar na minha…
 
Mas eu me lembro de um episódio com essa pessoa, se eu não me engano ela estava menosprezando determinada pessoa que ela conhecia porque a pessoa falava "pobrema" em vez de problema… aliás, isso é muito comum (infelizmente). Então eu me lembrei do que uma professora de lingua portuguesa me disse uma vez… que não existe pessoa perfeita… mas se existisse essa pessoa deveria, em tese, ser a primeira a não menosprezar os outros pelas suas "imperfeições". Quanto mais culta essa pessoa fosse, mais ela deveria respeitar as pessoas que não tiveram a mesma oportunidade que ela… Infelizmente não é isso que acontece… mas…
 
Relembrando…
 
Roxette… aureos tempos de Roxette… essa música nem fez tanto sucesso… mas é do album do Rox que mais vendeu na história… não sei exatamente quanto… não me perguntem…
 
 
 
Fui…