1) O Caso do Seminário
 
Não é daqueles seminários onde ficam os aspirantes à padre que eu estou falando.
 
Caso vocês não saibam o que é um seminário… seminário é quando um professor ou quer torturar os alunos de determinada sala de aula ou não tem idéia de como dar uma aula então deixa os idiotas do aluno discutindo um assunto e falando que está errado. O princípio básico de um seminário é aterrorizar os alunos, porque, ele pergunta, ou manda algum outro grupo, perguntar alguma coisa para o seu grupo e aí vc tem que falar a resposta em alto e bom som para todos ouvirem.
 
Pois é… seria um método de tortura psicológica válido… se estivésemos na quinta ou na sexta série. Certo??? Bom, de acordo com o meu professor, ERRADO!!! É amiguinhos, ele fez isso na sala de aula ontem.
 
A sorte (ou o azar, depende do ponto de vista) é que bem na hora que meu grupo ia falar… ele encerrou a aula. Mas aí já era 22h55 minutos, todos nós já perdêramos nossos respectivos ônibus… (com excessão daqueles que vão de carro claro!). Aquele frio do caramba (por volta de 13°C) e eu lá naquele terminal todo aberto, entrando vento gelado por todos os cantos, meia hora esperando o ônibus. Bom, pelo menos ontem não teve banda de forró!
 
2) O Caso da visita que não houve
 
Então, hoje eu teria que ir na casa da minha avó, entretanto, a chefa da minha mãe vai entrar de férias a partir de segunda-feira e minha mamãe, vai ficar no lugar dela, assim sendo ela (a chefa) quer terminar com o serviço pendente para não deixar nada abarrotado para minha mãe, então… as duas (mais uma galera lá) foram trabalhar hoje. Sim, funcionários públicos também fazem hora extra – e diferentemente dos funcionários das espresas privadas, não ganham em dinheiro e sim em horas. Para que servem estas horas? Para o caso de seu ônibus quebrar… vc tem horas para pagar o atraso… não pode pegar esses dias em descanso também, viu só que dureza??? Coitada da minha mãe, como se ela não trabalhasse pouco.
 
Assim, sendo, não vamos mais lá na minha vó… até mesmo porque eu desconfio que como sempre o assunto que ela tem a tratar não é comigo, mas com a minha mãe… se eu fosse até lá sozinha não ia adiantar nada, ia adiantar no máximo pra trazer um recado pra minha mãe. Então, eu vou pro shopping pagar as minhas contas lá nas Casas Bahia que eu ganho mais. Mas antes…
 
3) O Caso da Galeria do Rock
 
Antes, vou para a galeria do rock, lá no centro com meus irmãos e meu primo… Meu primo é mano e gosta de comprar roupa lá. Sabe, aquelas roupas de skate??? Pois é… ele gosta daquelas roupas e a gente vai lá com ele. Depois de lá a gente vai pro shopping. Qual shopping??? Sei lá, vamos decidir no caminho, o que ficar mais perto e tiver uma loja das Casas Bahia. Mas dessa vez eu não vou entrar em nenhuma loja de CD que tenha maconheiro para me deixar passando mal como da outra vez.
 
4) O Caso dos Livros
 
Bom, gente, tenho muitos livros para ler e trabalhos para fazer… sem ser nesta que vem, na outra semana já começa a segunda leva de provas dos professores… assim sendo… tenho que ir estudar. E também tenho que passar meu caderno a limpo. Pelo menos o de Filosofia, porque prometi emprestar pro meu colega na segunda-feira. Também tenho que estudar pelo menos uma partitura para amanhã. Por isso vou ficando por aqui…
 
Música do Dia…
 
U2 – With Or Without You
See the stone set in your eyes. See the thorn twist in your side. I wait for you
Sleight of hand and twist of fate, on a bed of nails she makes me wait
And I wait….without you
With or without you. With or without you
Through the storm we reach the shore. You give it all but I want more
And I’m waiting for you
With or without you. With or without you
I can’t live. With or without you
And you give yourself away. And you give yourself away
And you give. And you give. And you give yourself away
My hands are tied. My body bruised, she’s got me with
Nothing left to win and nothing else to lose
With or without you. With or without you
I can’t live. With or without you
 
Fui…