1) O Caso da Banda de Forró no busão…
 
Sério… certas coisas só acontecem comigo meu!!! Quando que eu ia imaginar uma coisas dessas??? Mas nem que eu tivesse a imaginação mais fértil deste planeta.
 
Vou pra faculdade né… normal. Chego lá… aula normal. Professor da segunda aula falta. Beleza, eu já estava me preparando para ter mais uma aula chata… ainda bem… fiquei contente. Vim embora, entrei no bussão e dou de cara com que??? Uma banda de forró, daquelas tradicionais sentados lá no fundão e tocando forró de raiz ao vivo!!! Inacreditável uma coisa dessas…
 
Minha cabeça não estava doendo. O que atualmente é uma coisa rara. Mas bastaram os dez minutos dentro do busão da faculdade até o Terminal para minha cabeça doer.
 
Pelo menos eu cheguei mais cedo em casa hoje…
 
2) O Caso do bebum cantor…
 
Aliás… casos estranhos no busão são de lei né? Ainda mais de noite voltando pra casa. Geralmente tem um tiozinho fedendo a cachaça roncando do seu lado. Duro é aguentar aquele bafo desgraçado. O melhor a fazer nesses casos é ignorar aquele lugar e ficar em pé. Assim não corre o risco também de dormir e passar do ponto.
 
Dia desses tinha um bebum cantado no busão. Pra evitar contato com a criatura eu já fui logo ficando em pé à uma distância que eu achei ser segura. E ele ficou lá, cantando e pentelhando uma senhora que estava sentada perto dele. Relez engano meu achar que a distância entre eu e ele era segura, eu estava com minha mochila, por sinal, pesada pra caramba, ele levanta me cutuca e fala… quer que eu carregue a mochila pra vc moça. E eu… não obrigada já vou descer. Ele voltou pra lá continuou cantando e pentelhando. Quando faltamva exatamente um ponto para eu descer ele vem perto de mim de novo e pergunta. Ow moça, vc quer que eu cante uma música de amor pra vc ficar aí pensando na sua paixão. E eu… não obrigada eu já vou descer … hahahahahaha pensando na situação agora acho graça, mas é um saco aturar bebum galera.
 
Eu queria pensar em paixão nenhuma, na verdade eu queria fazer igual um urso, deitar e hibernar por três meses… ficar sem pensar em nada!
 
4) Óia o Curintcha!!!
 
Ai esse time do meu irmão viu. Como é que ele quer que a gente torça pra um time desses??? Sou mais a minha Lusa lá na segunda divisão!!! Eu tentei… torci… até porque era contra argentino e eu detesto argentino. Mããããsss o curintcha não colaborou. Ontem eu torci pro São Paulo contra o Palmeiras, não pro São Paulo especificamente, mas pro Rogério Ceni… acho ele um baita goleiro… tinha que ser convocado pra Seleção!!! Torci pra ele porque ele é legal, gosto dele…
 
5) It’s Over, When It’s Over…
 
Pois é, acabou minha folga. Segunda voltamos à correria diária cotidiana hehehehe… quando é o rpóximo feriado hein???  Tem um em Junho… acho que é Corpus Cristie (não é assim que escreve, eu sei…). Vai cair numa quinta, espero que emendem… to cansadaaaaaaaaaaaa… Até quando vão as aulas? Parece que até dia 23…
 
Tenho três… não, quatro livros para ler. Fazer um resumo e responder três questionários. Tenho aula sábado e aula domingo. Não vou na Aula sábado, vou visitar minha vó (se minha mãe voltar de Carapicuiba… porque ela foi pra lá hoje, vai levar meu avô no Hospital, ele tá mal de novo!).  Ele teve câncer de próstata e vira e mexe a gente tem que correr com ele pro hospital.  Espero que dessa vez n~çao seja nada grave, da última vez ele teve que fazer uma cirurgia delicada.
 
 
Música de hoje…pra homenagear o fim da preguiça!!!
 
Anyone
Anyone who have a love close to this, Knows what I’m saying
Anyone who wants a dream to come true, Knows how I’m feeling
All I can think of is you and me, Doing the things I wanna do
All I imagine is heaven on earth I know it’s you
Anyone who ever kissed in the rain, Knows the whole meaning
Anyone who ever stood in the light, Needs no explaining
But everything more or less Appears so meaningless, blue and cold
Walking alone through the afternoon traffic, I miss you so
Anyone who felt like I do. Anyone who wasn’t ready to fall
Anyone who loved like I do. Knows it never really happens at all
It’s over when it’s over, What can I do about it?
Now that it’s over
Everything more or less Is looking so meaningless and fades to grey
Lying awake in an ocean of teardrops I float away
Anyone who ever felt like I do. Anyone who wasn’t ready to fall
Anyone who loved like I do. Knows it never really happens at all
It’s over when it’s over What can I do about it?
Now it’s all over. It’s all over babe…
(Roxette)
 
Fui…