Aiai… o dia foi legal… cansativo… sempre é cansativo sair de casa, pegar condução ainda mais quando você está com preguiça… mããããsss é a vida…
 
1) O Caso do atraso costumeiro…
 
Íamos a família toda ao shopping center hoje assistir A ERA DO GELO 2 né? Né…
Então lá fomos nós… meu padrasto marcou com a gente às 11h00 da manhã na estação do metrô… beleza… Eu acordei às nove… e vai e volta… eram 11h05 e nós estávamos saindo de casa… hahahahahha… de Lei esse atraso… a gente sempre se atrasa, principalmente quando marca com ele… principalmente que ele odeia gente que se atrasa. Não é de propósito, parece… mãããsss não é… Sério, não é mesmo. Mas sempre acontece… desde que a minha mãe casou com ele… e lá se vai a década de oitenta e eu com nove anos de idade. Acabou virando tradição!!! Assim como é tradição ele dar um tapa na cara de cada um de nós (leia-se eu e meus dois irmãos) assim que a gente chega.
 
2) O Caso do Bilhete Único…
 
Bilhete único escolar não funciona nas catracas novas do metrô. Aquelas que tem o validador… não adianta viu??? Nós testamos hoje. Ainda bem que eu tinha carregado com R$10,00 o bilhete único hoje cedo. Mas vamos e convenhamos, é mais prático o Bilhete único que o passe de metrô. Mais seguro também. Você coloca os créditos e usa quando quer, não corre o risco dele amassar, molhar ou simplesmente perder a validade né? Muito prático sim senhor. Mas eles devia liberar o de Estudante também… Ahhhh deviam…
 
3) O Caso do Restaurante depois do cinema…
 
O filme foi como era esperado, inesperado foi o cinema estar vazio. A galera aqui em SP tá boa de grana viu… três feriados prolongados praticamente seguidos e todo mundo foi viajar nos três??? Achei que nesse a galera não fosse. Mas o shopping estava vazio e a sala do cinema também. O filme 1 foi melhor que o 2 (pra variar né). Mas é legal eu recomendo.
 
Daí a galera (leia-se meus irmãos) queria comer qualquer coisa… mesmo tendo enchido a cara de pipoca e de refrigerante no cinema. Éééééé pessoas, adolescentes em fase de crescimento comem muitoooooooo… principalmente meus dois magrelos (parecem dois paus de virar tripa mas comem feito dois mamutes). Detalhe, Só existe um "restaurante" no shopping que a gente foi, eu é self-service tb… mas meu padrasto quis ir nele, porque ele tem trauma de comer em fast-food… ele não gosta de comer as coisas com as mãos (Macdonalds e adins) nem de praças de alimentação (misturar-se com a gentalha). Antes a gente tivesse ido no Burguer King… ou não… daí eu ia passar mal porque aquele big king deles é uma ignorância de tão grande… Eu devia ter ficado só na pipoca mesmo… ainda to com aquele frango grelhado pesando no estômago. Não era aqueeeeeele restaurante… bom, agora a gente já sabe que lá não é legal… da próxima vez a gente vai no Macdonald’s ou Burguer King mesmo… sou contra a invasão americana, mas não sou radical… e aqueles sanduíches do Girafas Deus que me defenda!
 
4) O caso do próximo passeio…
 
Tá… meu padrasto achou o dia divertido mas nem tanto…
Tanto que voltamos pra casa com ele perguntando quando nós queríamos a nossa próxima ida ao Playcenter que era pra ele já ir se programando. Hahahahaha…
 
5) O caso da máquina de escrever…
 
Enquanto isso no bat-escritório dele… tem uma máquina elétrica toda cheia de coisas. (Sim… nós passamos por lá na volta do Restaurante e eu fiquei fuçando nela). Tem outras duas manuais (uma delas a minha que ele pediu emprestado e nunca mais devolveu!!!). Porque ele não gosta de computador…
 
Eu acho que neste mundo todos têm espaço… Eu adoro minha máquina de escrever… ela é bacana. Eu gosto do barulho dela… tec…tec…tec… e não vivo sem meu computador também. Hoje em dia computador é uma necessidade. Agora pra completar minha coleção eu podia ganhar uma máquina elétrica e um laptop né?? Hahahahahaha…
 
6) O caso do : "Você tinha razão!"
 
Mostrei para o meu padrasto a prova de Direito Civil, mais especificamente uma pergunta que meu professor me deu errado, sendo que eu acho que… estava certa. Haja visto a redação da questão…
 
Águas passadas, eu nem fui reclamar com o professor até porque não é tão desesperadora minha situação… dá pra recuperar. Mas meu padrasto concordou comigo que eu tinha razão. Anote-se isto aos autos e registre-se para consultas futuras!!!
 
Musica de hoje…
 
Hoje vai uma aulinha de sueco!!!
 
Mannen Med Gitarr
Hej mannen med gitarr
Sjung en sång innan löven faller
Spela nåt som jag förstår
Nåt jag tänker på
Om när jag mötte hennes ögon
För den allra första gången
Jag vill höra den där sången
Och det var för länge sedan
En massa år men det känns som igår
Länge har det varit länge sedan
Men jag kan känna doften av hennes hår
I sommarvinden. Hej mannen med gitarr
Sjung en sång om det som redan varit
Spela nåt som jag förstår
Varma läppar, mjuka lår
Jag kunde klättrat över stuprör
Och gjort så alla klockor ringer
Om hon bara viftat med sitt finger
Men det var för länge sedan
Allt det var då men det känns som igår
Länge har det varit länge sedan
Men jag kan känna smaken av en tår
I sommarvinden. I sommarvinden
Det var för länge sedan
En massa år men det känns som igår
Länge har det varit länge sedan
Men jag kan känna doften av hennes hår
I sommarvinden
 
Homem Com a Guitarra
Ei você, homem com a guitarra.
Cante uma canção antes que as folhas caiam.
Toque algo que eu possa entender.
Algo que sobre o que eu penso
Sobre quando eu vi os olhos dela
Pela primeira vez
Eu quero ouvir aquela canção
E isso foi há muito tempo.
Muitos anos atrás mas parece que foi ontem
Muito tempo passou, muito tempo atrás
Mas eu posso sentir a fragrância do cabelo dela
No vento do verão
Ei cara, você com a guitarra.
Cante uma canção sobre o que já passou
Toque algo que eu possa entender
Lábios quentes, coisas suaves
Ei poderia ter escalado as paredes
E feito todos os sinos tocarem
Se ela apenas tivesse estalado os dedos
Mas isso foi há muito tempo
Tudo o que era então, mas parece que foi ontem
Muito tempo passou, muito tempo atrás
Mas eu posso sentir o gosto das lágrimas
No vento do verão, no vento do verão
Isso foi a muito tempo. Muitos anos mas paree que foi ontem
Muito tempo passou, muito tempo atrás
Mas eu posso sentir a fragrância do cabelo dela
No vento do verão
 
Fui…