Nerdices: Desenhos Antigos – A Família Drácula

dracpack

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Hoje é dia de falarmos de desenhos né? Faz um tempinho já que a gente não fala de desenho animado nas terças-feiras. Falamos de Games, falamos de outras coisas…  o último desenho que citamos aqui foi Scooby-Doo, bora voltar a falar dos desenhos amiguinhos. E para voltar eu escolhi… um desenho da Hanna Barbera, que na época em que eu assistia não fez tanto sucesso assim… e a bola da vez é Família Drácula (ou Drak Pack no original em inglês).

Talvez não tenha feito tanto sucesso porque era inspirado nos personagens de terror, lobisomem, Drácula e Frankenstein. A animação foi criada em 1980, ele foi criado por uma divisão Australiana da Hanna Barbera e ele tem apenas 16 episódios. Talvez porque a premissa do desenho era bem bobinha… não sei… Eu curtia. Mas a história era mais ou menos assim. Cansado de serem discriminados pela sociedade e tratados como bandidos por todos por causa dos crimes dos seus pais Drácula Júnior, Frankestein Júnior e Lobisomen Júnior resolvem sair pelo mundo usando seus poderes sobrenaturais para ajudar as pessoas, se tornando assim super-heróis.

Eu vou colocar aqui embaixo para vcs a abertura em português do desenho. É muito engraçada a abertura e eu achava o desenho bacana hahahaha, mas meus primos morriam de medo e eu tenho certeza que várias crianças também tinham hahahahaha. Eu conversei com meus primos esses dias e eu sou a única que se lembra desse desenho, eu acho que da minha galera, só eu quem curtia hahaha. É eu sei, eu sou estranha.

Tem vários episódios completos e dublados no YouTube, se vcs procurarem vcs podem encontrar bastante material. O que é raro em se tratando de desenhos da Hanna Barbera. Curiosidade da minha parte… alguém mais, além de mim se lembra deste desenho que passava na Rede Manchete? Se tiver alguém aí que se lembra deixe aí nos comentários. Quem sabe eu não me sinta assim tão estranha e nem tão velha hahahaha. 

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Anúncios

Site para Fazer sua Árvore Genealógica – Genoom.

genoom

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Ainda estou um tanto quanto doente, mas… as coisas vão melhorando devagar eu espero. O post de hoje será um tanto quanto curto porque eu tô bem sem tempo para escrever hoje, e estou sem Internet também (ainda… onze dias e contando… eu vou falar disso num outro post, aguardem…). Mas eu prometo compensar vcs nos próximos posts beleza?

Hoje eu resolvi falar de uma coisa um tanto quanto diferente aqui no blogue. Vira e mexe aqui no blogue eu falo de tecnologia certo então hoje vamos falar de um site que tem duas funções básicas, uma delas te ajudar a fazer um desenho, um organograma com a Árvore Genealógica da sua família… e também vc pode encontrar familiares nele também, desde que é claro eles também estejam participando do site.

O site em questão se chama Genom e vc pode acessar ele clicando no link que eu vou deixar aqui para vcs e que é www.genoom.com e podem começar a desenhar a sua árvore genealógica. Claro que quanto mais informações vc souber sobre a sua família mais completo vai ficar o meu ficou bem bacana e eu sei bem pouca coisa hahahahaha, mas eu coloquei todos os nomes que eu me lembrava. Eu vou deixar aqui embaixo uma imagem para vcs terem uma ideia de como fica.

O site tem duas versões a versão gratuita que é a que eu estou usando (pessoa é pobre) e a versão paga onde vc tem mais funções. É na função paga aliás que vc tem a função de buscar por familiares, parentes, até mesmo parentes distantes em todos os lugares do mundo. A intenção do site é boa, mas a não ser que vc esteja procurando por uma mãe, um pai ou irmãos perdidos eu não acho que muitas pessoas vão utilizar deste serviço.

Então assim galera, não é uma dica que qualquer pessoa vá curtir, mas se vc curte, se vc sempre quis fazer a árvore genealógica da sua família, entretanto vc nunca encontrou uma forma bacana de fazer, porque no papel não cabe tudo, noutro programa dá muito trabalho. Taí o site para vcs utilizarem. Como ferramente ele é bem bacana!

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Tudo é música…


musica
Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Quer dizer, mais ou menos… seis dias sem internet mas eu não quero falar disso neste texto vou escrever um texto específico para vcs sobre isso posteriormente explicando o caos que foi aqui em casa e de como somos reféns de empresas inescrupulosas de telefonia graças a um desgoverno federal, estadual e municipal que não fiscaliza essas empresas como deveria.

Hoje vamos falar de coisas mais agradáveis… de coisas engraçadas. Deixa eu contar para vcs uma história que é mais ou menos uma piada interna entre eu e meu irmão, que só a gente entende… então se eu não explicar o texto vai ficar meio sem sentido. Aqui em casa todo mundo gosta muito de música, mas temos gostos musicais muito diferentes… Entretanto de vez em sempre fazemos um intercâmbio de músicas e artistas, indicando uns aos outros algo que pode ser que o outro venha a gostar também. E existem vários artistas e bandas que todos os três gostamos.

Fora isso, a gente conversa muito… a gente gosta de conversar sobre tudo, desde o que aconteceu no nosso dia, um caso engraçado, um acontecimento triste, um acontecimento bom… até teorias filosóficas, teorias da conspiração… enfim, qualquer assunto que vcs possam imaginar. E um dia, ouvindo umas músicas aqui em casa no computador… meu irmão disse assim: Você já reparou numa coisa? Eu: O quê? Ele: Tudo é música! Eu: Como assim? Ele: Assim, tudo que aconteceu, acontece, e acontecerá na vida de qualquer pessoa alguém já foi lá e escreveu uma música sobre isso. Tudo é música!

Demorou um pouco para eu entender o que ele estava tentando dizer hahahahaha, mas é mais ou menos assim… todos os dissabores e alegrias, os acontecimentos da vida humana na terra estão, de alguma forma, refletidos numa música qualquer. Aconteceu alguma coisa, então um artista foi lá e criou uma canção sobre aquele fato da vida. E nós que não somos artistas, vamos vivendo e então de vez em quando a gente tropeça numa canção que parece que está narrando aquele acontecimento da nossa vida. Vc pensa, caraca mano, esse cara quando escreveu esta música estava pensando em mim não é possível!

Tem até aquela máxima que diz… “Quando estamos felizes gostamos da música, quando estamos tristes entendemos a letra…”. Faz sentido se pensarmos que existe uma música para cara situação humana que passamos ou que vamos passar. Pode parecer maluquice… (e é… tá eu admito hahahaha) mas pensem bem… no momento existem 7 bilhões de pessoas vivas no mundo. Fora as que já morreram… se pelo menos uma a cada dez pessoas que estão vivas ou já viveram escreveram uma música para cada fato que aconteceu na vida dele… e for um fato comum a qualquer outro ser humano, como se sentir triste, se sentir feliz, se apaixonar, sentir saudades… então sim… tudo (o que sentimos e o que nos aconteceu, acontece e acontecerá) é música.

E a música é uma linguagem universal, ainda mais quando ela fala de sentimentos. Vc pode até não entender a língua, não compreender muito a cultura, mas como ser humano, em algum dado momento da sua vida vc vai se identificar com aquilo que está sendo contato através daquela canção. Como eu disse, aqui em casa todo mundo ama música, e todos nós num momento ou outro da nossa vida estudamos música, aprendemos a tocar um instrumento. E eu recomendo essa imersão musical a todos vcs. Se vc já teve ou ainda tem vontade de aprender a tocar qualquer instrumento que seja, de cantar… vai fundo. É uma experiência gratificante… Tudo é música (de acordo com meu irmão Carlos).

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Gadgets: Trocando Meus Monitores…

curved1

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… quer dizer mais ou menos, mas eu não quero falar sobre a minha saúde, aliás esta é a última coisa que eu quero pensar neste momento da minha vida. Vamos falar de coisa boa, mas não é de Tekpix… deixa eu contar para vcs que finalmente, depois de uns cinco anos. Sobrou uma graninha nuns meses e eu juntei e resolvi trocar meus monitores aqui do meu PC do meu Desktop. Eu tinha um SETUP com dois Monitores/TV de 27” mas não foi nada planejado. Na verdade, eu comecei a utilizar dois monitores meio que por acidente. A história é mais ou menos assim…

Eu tinha, lá em 1900 e bolinha um monitor de 24” que também era TV e eu estava bem contente com ele. Ele tinha a função Picture em Picture que permitia que eu trabalhasse no PC e assistisse TV numa mini tela no cantinho do monitor simultaneamente. Acontece que justamente esta função começou a dar problemas e parar de funcionar, mas o monitor funcionava até que muito bem. Então eu resolvi trocar meu monitor e eu encontrei um da Samsung de 27” com as mesmas funções e usei ele bastante tempo até que de repente ele começou a desligar do nada, eu troquei ele por outro da Samsung também de 27” também TV e também com PIP mas que dessa vez tinha conexão WIFI, e mandei os dois monitores antigos o de 24” e o de 27” para a assistência técnica, paguei 200 reais e eles ficaram novinhos em folha e então de repente… lá estava eu com três monitores e um computador. Então eu instalei o monitor de 24” no PC dos meus irmãos e peguei o de 27” e pensei… será que minha placa de vídeo funciona com dois monitores?

Porque eu já tinha visto gamers e coders e tradutores e legendadores e editores de vídeo que trabalhavam com dois monitores no mesmo desktop então eu resolvi testar. E pela primeira vez em todos estes anos nesta indústria vital eu comecei a trabalhar assim e mano… foi maravilhoso, especialmente para a minha produtividade. Se vcs não trabalham com dois monitores, nem nunca trabalharam, vcs não tem noção de como faz as coisas mais ágeis na hora de vc trabalhar. É bacana para a diversão e entretenimento também eu não vou mentir. Tanto que hoje em dia já virou um hábito ter pelo menos dois monitores. E eu não abro mão… meu irmão esses dias me perguntou, vc precisa mesmo de dois monitores? Olha… precisar eu não preciso, mas… é útil pra caramba, é gostoso pra caramba. E eu pretendo explicar isto num outro post…

Mas voltando ao tema do post, tem uns quatro ou cinco anos que eu vinha utilizando meu SETUP desta forma com dois monitores. E então no final do ano passado meus dois monitores começaram a apresentar alguns defeitos. Eles desligavam do nada, ficavam piscando. Eu pensei em mandar arrumar novamente, mas aí eu fui fazer as contas e um deles já estava comigo fazia oito anos e o outro cinco… eu pensei… putz, nem sei se vale a pena, se ainda existe peças para esses monitores e outra a tecnologia já avançou tanto nos últimos anos que eu acho que eu mereço um monitor com uma imagem melhor. Então eu pesquise bastante e troquei meus dois monitores que tinham a função TV junto para dois monitores que tem apenas função de monitor mesmo.

curved2

Então apresentando para vcs meus monitores novos para 2019. São dois Monitores de 27” da Samsung, eles são curvos. Modelo… C27F591 Full HD Curvo com Speaker. Cliquem no link para saber mais detalhes diretamente no site da Samsung. Eles são bonitos hein, com a parte traseira branca e laterais e frontais em tons metálicos. Que tem três conexões na parte traseira, uma VGA, uma HDMI e uma Display Port. Resolução de 1920X1080. O que faz com que a imagem deles seja muito, mas muito melhor que a imagem dos meus monitores anteriores. Eles têm falantes embutidos também, e o som é bem bacana. Infelizmente ele não tem controle remoto para ligar e desligar, o que é uma pena é tudo feito por um botão que também não é muito bem localizado, fica na parte traseira e é uma espécie de joystick que vc navega para cima, para baixo, direita e esquerda nas opções. Ele também não tem nenhuma entrada USB o que é uma pena… E ele é estritamente monitor. O pedestal dele é bem pesado o que dá para ele uma estabilidade bem maior do que a dos meus monitores anteriores. E este pedestal dele deixa que vc regule a inclinação da tela, mas não dá para regular a altura… o que para mim é indiferente porque ele encaixou bem certinho no espaço que eu tinha para ele… mas se vc prefere um monitor com ajuste de altura, fiquem sabendo que este aqui não tem. Ele não tem função TV como meus monitores antigos.

curved3

Então, eu perdi a função TV dos meus monitores antigos, mas sem problemas porque eu não assisto TV aberta nem TV fechada já tem bastante tempo… a única coisa que eu assisto todos os dias é o jornal da manhã enquanto eu me arrumo, arrumo a minha mochila e tomo o meu café da manhã antes de ir para o trabalho. Mas, eu ganhei bastante qualidade nas imagens para assistir Netflix, ou algum vídeo no YouTube.

curved4

A imagem dele é maravilhosa para assistir aos vídeos das minhas aulas do cursinho online que eu estava fazendo até maio deste ano. E eu tenho um Chromecast que eu instalei e um dos monitores e a imagem do Chromecast no monitor fica extremamente boa (quando meu WIFI colabora, claro… a TIM Live tem sido insuficiente no fornecimento da minha conexão com internet ultimamente). Outra vantagem de eu ter trocado meus monitores é que eu tenho um certo TOC com coisas desproporcionais e como eu já disse anteriormente eram dois monitores da Samsung de 27’’ mas eram de modelos diferentes e a divisória que ficava entre as duas imagens era bem grande cerca de cinco a sete centímetros. E esses novos monitores eles têm as margens bem mínimas… então a divisória entre eles caiu para uns três ou quatro centímetros.

Claro eles não são completamente sem bordas como os monitores da DELL e ele não são 4K, são Full HD somente porque infelizmente os monitores 4K ainda estão bem caros, valores acima dos 2500 reais e não cabiam no meu bolso no momento. Fora isso, minha placa de vídeo, que eu planejo trocar assim que eu tiver condições não suporta 4K. Nesses dois monitores novos eu já gastei uma grana considerável… Cada um deles custou cerca de 1400 reais. Eu paguei caro, mas valeu a pena. Porque afinal de contas não tem nada mais chato do que o monitor ficar piscando ou desligando enquanto vc tenta estudar, trabalhar ou assistir a um filme qualquer.

E então, Shao, eu tô pensando em comprar um monitor bacana vc recomenda este? Eu não recomendo este computador para o pessoal gamer, mas se vc joga esporadicamente como eu, se vc quer um bom monitor para vc trabalhar com textos, para estudar, para ver vídeos com uma imagem de boa qualidade, com um som decente. Eu recomendo este monitor sim. Ele é bem compacto, quase todo tela e ele é mais largo que alto. Ele é uns três centímetros mais baixo que os meus monitores anteriores. Tanto que assim que eu desempacotei ele e comecei a instalar eu cheguei a pensar… caraca ele é muito menor do que eu esperava eu devia ter comprado a versão dele de 32”. Mas depois de um tempo eu me acostumei. E eu tô bem satisfeita com a minha compra.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Nerdices: Filme Antigo – A Rainha dos Condenados

rainhadoscondenados

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Então terceiro e último filme desta sexta-feira de julho para vcs (porque eu estou escrevendo este texto em maio). É mais um filme antigo. E mais um filme de terror… Para vcs que não sabem eu sou fã de carteirinha da escritora Anne Rice. Para quem não a conhece ela é uma escritora norte americana, que escreve terror e romances e foi ela quem escreveu as “Crônicas Vampirescas”, que narram aventuras da vida do Vampiro Lestat, e o primeiro volume dessas crônicas foi o livro “Entrevista com o Vampiro”, que virou filme e fez o maior sucesso nos anos noventa. Ele trazia Tom Cruise, Brad Pitt e Antônio Banderas nos papéis dos vampiros mais emblemáticos da autora.

Acontece que outro livro das Crônicas Vampirescas de Anne Rice também virou filme, e é deste filme que vamos falar no texto de hoje. “A Rainha dos Condenados” é o nome dele e em sua versão literária é um dos meus livros favoritos ever da autora, mas que infelizmente em sua versão cinematográfica não alcançou o mesmo sucesso de público e de crítica que o primeiro livro da autora que virou filme.

Então, para quem não leu o livro e nem viu o filme a história é mais ou menos assim… O Vampiro Lestat ficou entediado com a vida, então ele resolveu se enterrar numa catacumba e dormir por alguns séculos, uma espécie de hibernação que os vampiros podem fazer. E ele está dormindo quando ele ouve um som diferente que chama a sua atenção. O som de uma banda de Rock. Que o faz lembrar de seu amor pela música quando ele ainda era mortal e logo depois quando era um jovem vampiro aprendendo sobre seus poderes. Lestat então relembra do seu passado, do seu criador Marius, e de seu encontro com a mãe de todos os vampiros, a primeira de sua linhagem vampiresca, a vampira Akasha.

Lestat então decide adotar os roqueiros e vira o vocalista da banda. Escrevendo canções para eles e cantando e eles logo alcançam um sucesso estrondoso. E então Lestat faz o que é proibido no mundo vampiro, ele se revela para os seres humanos. Expondo a existência de sua espécie para o mundo. O que faz com que muitos vampiros passem a odiá-lo e passem a buscar a sua morte. Entretanto… assim como aconteceu há séculos, a música e a rebeldia de Lestat acordam Akasha de seu sono eterno, e faz com que ela vá ao encontro de Lestat salvando-o de seus inimigos. Akasha então diz a Lestat que o quer ao seu lado, como seu imperador e que eles vão reinar e dominar o mundo mortal e o mundo vampiro. E que eles não devem mais se esconder nas trevas e sim viverem na luz, e serem adorados como criaturas superiores que são. E eu não vou contar o que acontece depois disso, porque eu quero que vcs assistam ao filme se quiserem descobrir o que acontece no final.

Entretanto, deixa eu dizer para vcs que eu curti o filme, aconteceram alguns erros na escalação do elenco, não era um elenco estelar, em sua grande parte atores desconhecidos. Escolheram uma obra da autora que é gigantesca e tentaram condensar tudo em cerca de uma hora e meia de filme o que é impossível. O ator que fez o papel de Lestat, Stuart Townsend, substituindo Tom Cruise do primeiro filme fez um ótimo trabalho, até certo ponto ele representou um Lestat muito mais próximo do livro, muito mais sedutor e mais sarcástico só que ao mesmo tempo sofredor que o Lestat do Tom Cruise. Mas a interpretação dos outros atores que contracenavam com ele ficava tão aquém do talento dele que ficava extremamente desproporcional.

Outra coisa que eu quero dizer é que… como era de se esperar o livro é bem melhor que o filme. Se vcs curtirem este tipo de literatura então eu recomendo além do filme, também o livro para vcs. Livro aliás que eu já resenhei aqui no blogue para vcs caso vcs queira ler este texto basta vcs clicarem aqui.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Nerdices: Filme Antigo – O Décimo Terceiro Guerreiro

13guerreiro.jpg

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Como está sendo a sexta de vcs? Espero que esteja sendo bacana, sexta sempre é um dia bacana porque no dia seguinte é Sábado né? Então…  caso vcs não estejam lendo este post na sexta e sim durante o final de semana… espero que aproveitem as dicas de filmes para deixar o final de semana de vcs mais divertido. Bora para o segundo filme da sexta-feira?

Segundo filme do dia é um filme antigo, porque como vcs sabem eu curto rever alguns filmes de vez em quando. Além de eu gostar de rever certos filmes às vezes eu preciso rever porquê de vez em quando eu indico alguns filmes para meus alunos de inglês este filme do qual vou falar agora é um deles e depois mais adiante eu direi para vcs o porquê. Então nosso segundo filme é “O Décimo Terceiro Guerreiro” que é um filme protagonizado pelo Antônio Banderas e é um filme que eu gosto muito e já deixo ele aqui recomendado para vcs.

É um filme antigo, de 1998 se eu muito me engano… E ele conta a história do poeta árabe chamado Ahmed Ibn Fahdlan que depois de se apaixonar perdidamente por uma das esposas de um dos homens mais ricos e influentes de seu país teve que escolher entre a morte ou o exílio para terras longínquas. Em sua viagem rumo ao seu exílio seus caminhos se cruzam com guerreiros Vikings do longínquo norte que em seu caminho de volta para casa depois de tentar a sorte pilhando barcos pelo oceano recebem de um velho rei viking um pedido de ajuda para libertar a sua terra de uma ameaça lendária que está matando todos os guerreiros, deixando vivos apenas velhos, mulheres e crianças.

O líder deste grupo de vikings chamado Buliwyf então consulta sua feiticeira sabendo se ele deve ou não seguir nessa misteriosa e perigosa empreitada. Ela diz que sim, uns encontrariam a morte certa, outros a glória eterna, mas para que a empreitada obtivesse sucesso ele teria que levar os guerreiros certos e um determinado número de guerreiros… ela lê nos ossos que devem ser apenas 13 guerreiros. Todos eles vão se voluntariando um por um até que quando chega no décimo terceiro… a bruxa diz que o décimo terceiro não deve ser um homem do norte. E então o Fulano é o escolhido.

Ele até tenta dizer que não é um guerreiro, mas é dito a ele que negar ir com os outros 12 traria má sorte para todos. Então mesmo não acreditando em nada daquilo e não sendo um guerreiro ele segue viagem com seus 12 companheiros. Sem conhecer nem os costumes nem a língua daqueles guerreiros ele embarca numa jornada de aprendizado que ele jamais poderia imaginar que um dia aconteceria na sua vida.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Nerdices: Filme – Lizzie

lizzieborden

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Mais uma sexta-feira… e como sempre, vcs estão carecas de saber que às sextas, aqui nesse blogue eu comento e indico para vcs três filmes que eu tenha assistido e curtido recentemente… se eu vejo um filme ruim, ou que eu não gostei tanto eu não indico, podem ficar sossegados. Se tá aqui na sexta-feira é porque eu achei bacana (vcs podem até não achar tão bacana assim, mas se chegou ao blogue é porque eu gostei hahahahaha).

Eu estou escrevendo este texto no Word porque justamente no Feriado que eu tirei para dormir até tarde, jogar videogame e escrever para o meu blogue a Internet resolve ficar fora do ar. Mas tudo bem, eu vou escrever aqui no Word mesmo e depois quando minha internet resolver voltar eu posto os textos nos blogues.

Então sem mais delongas bora para o primeiro filme do dia. É um filme de 2018 baseado em um crime real, que conta a história de um dos crimes mais grotescos de seu tempo. O filme é chamado “Lizzie” e é inspirado na vida de uma das assassinas mais infames do EUA, Elizabeth ‘Lizzie’ Borden. É claro que o filme tem várias licenças poéticas, mas… o crime e os personagens são bem reais. E se vcs quiserem saber mais sobre o caso real vcs podem ler mais sobre ele aqui e aqui.

lizzie2

Voltando ao filme, ele conta por cima a vida de Lizzie Borden, e sua estranha relação com a sua família (que não a tratavam muito bem e a consideravam uma espécie de fardo), seus histórico familiar de doenças mentais e uma solidão imensa a levaram a se envolver romanticamente com Emily, uma empregada na casa da sua família e como as duas juntas planejaram a morte violenta e grotesca de várias pessoas. Eu não quero falar muito do filme porque eu não quero dar spoilers e estragar a experiência de vcs. Mas eu curti o filme e recomendo para vcs.

Aqueles que estiverem afim de ir mais a fundo na história e ler sobre o caso real vão ver que o julgamento de Lizzie Borden foi um acontecimento gigantesco e midiático na época e também vão perceber que o filme é um pouco fantasioso. Na vida real Lizzie Borden era bem mais maquiavélica do que ela é retratada no filme. O filme, entretanto, apresenta os acontecimentos todos de uma forma que no final vc fica se perguntando, será que Lizzie Borden planejou tudo e seduziu a criada para ter sua ajuda, envolvendo uma pessoa facilmente influenciável em sua tramoia horrenda. Ou será que ela realmente cometeu um crime passional, matando aquelas pessoas para livremente viver com sua amada?

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Música: Roxette – 20 anos de Have a Nice Day

Roxette-Have_A_Nice_Day_(2009)-Frontal

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Hoje bora falar de música, e bora falar do Roxette que como vcs sabem é minha banda favorita (e antes de que venha um outro fã irado me corrigir dizendo que Roxette é uma dupla e não uma banda – Banda = Uma bandaconjunto ou grupo musical é uma reunião de diferentes tipos de grupos e formações musicais formada com o intuito de tocar arranjos musicais.).

Neste ano de 2019 o Album “Have a Nice Day” do Roxette completou 20 anos do seu lançamento em 22 de Fevereiro de 1999. Era para eu ter escrito estre post há bastante tempo mas só agora que eu consegui. E para comemorar esse aniversário de 20 anos foi lançado o Vinil Duplo comemorativo. Que eu não comprei porque eu não coleciono vinis, mas diversos amigos meus, que também são fãs da banda e deste album em especial compraram e comemoraram o lançamento.

Este album foi o sexto album de estúdio do Roxette, e ele demorou 18 meses para ser gravado depois de uma pausa de cinco anos, o album anterior de inéditas deles “Crash!Boom!Bang!” havia sido lançado em 1994. O album foi gravado na Espanha se eu não me engano. E uma curiosidade, o album não foi na época lançado nos EUA porque o Roxette na época estava sem nenhum contrato com nenhuma gravadora nos Estados Unidos. Outra curiosidade é que foi lançada uma versão do album com três canções extras em espanhol voltada para os países de lingua espanhola. Foram lançados quatro singles para este album, as quatro canções explodiram em diversas paradas ao redor do mundo. 

O album teve divcersas críticas boas. Uma das primeiras vezes que o Roxette flertava com a música eletrônica. Entre os fãs… (posso falar pelos meus amigos hahahaha) tem gente que ama e tem gente que odeia. Eu tô no meio termo metade das músicas eu amo, a outra metade não entram na minha playlist hahahahaha. Eu lembro que esse ano marcou minha entrada nos fóruns de discussão de fãs… eu fiz diversos amigos com quem eu troco figurinhas sobre o Roxette até hoje. Teve uma galera que eu conheci pessoalmente depois de conversar via ICQ ou MSN por anos e anos… e eu posso dizer que fiz amigos de verdade…

Claro, alguns eu achei que eram amigos e não eram, e acabei perdendo contato ou cortando mesmo contato por diversos motivos. Vários eu perdi durante as eleições de 2014 por conta de memes… Porque em 2014 eu zoei para caramba, ambos os lados, nas eleições e eu perdi amigos Petistas e PSDbistas… uma pena né? Mas, eu realmente não sei se eu quero ser amiga de pessoas que encaram eleições, partidos e política como se fosse um time de futebol. Nos tempos atuais se faz necessário questionar, criticar e cobrar quem está no poder, independentemente da ideologia. Mas eu não quero falar mais disso.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Dermatite Liquenóide…

dermatite

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Sim, apesar do tema do texto de hoje. Eu ainda estou doente eu ainda estou em tratamento por conta de uma lesão na pele e é disso que vamos falar hoje. Se vcs visitam meu blogue com frequencia vcs já devem saber que desde janeiro eu tô tratando de um machucado que virou alergia e só agora que eu estou melhorando. Lembrando a vcs que eu estou escrevendo este texto em maio (vcs vão ler apenas em julho e eu espero que quando este post for publicado eu já esteja livre desta dor de cabeça).

Tudo começou assim… uns dois dias antes da virada do ano meus irmãos, meus primos, uma galera, resolvemos ir num parque aquático e o dia foi bem bacana. Mas eu, pateta que sou, acabei sofrendo um acidente. Numa hora lá que eu fui trocar de piscina, tinha que descer uma escada… e eu escorreguei no limo da escada e caí. Doeu pra caramba, achei até que eu tinha quebrado o braço. Eu bati o antebraço bem na quina do degrau da escada e cortou feio, foram uns 4 cortes até que fundos. Eu deveria ter ido no pronto socorro, ter tomado ponto e o caramba. Mas como já tinha parado de sangrar eu achei que eu mesma conseguiria cuidar do ferimento em casa.

Gastei uma grana mas eu consegui… em 15 dias cuidar do ferimento e ele ficou bonitinho fechadinho. E não deu mais problemas. Eu já estava até pensando em comprar aquela pomada cicatricure para passar para melhorar a aparência das cicatrizes. Quando de repente, em volta dos cortes já cicatrizados, começou a aparecer um vermelhão por cima e coçava muito. Eu a princípio achei que era aquela coceira que dá por causa da cicatrização, então eu comecei a passar uma pomada que o dermatologista tinha passado da outra vez e fiquei duas semanas tratando com aquela pomada mas… foi piorando cada dia mais. Mesmo com a pomada. Começou a encher de bolhas de água e a coçar muito, tanto que eu nem sequer conseguia me concentrar para nada…

Então, dia 2 de fevereiro deste ano começou a minha saga com várias consultas no dermatologista. Primeira vez que eu fui… a dermato me passou um remédio chamado Drenison, que é uma fita, parecendo um durex que vc coloca em cima das lesões e ele tem que tratar o local. Duas semanas colocando… melhorou mas não secaram todas as bolhinhas, e coçando para caramba. E então começou a piorar de novo. Lotou de bolhas, inchou… ficou feio… Voltei na Dermatologista e ela me passou uma outra pomada, propinato de clobetasol e um creme hidratante. Fiquei eu 10 dias fazendo o tratamento. Nos dois primeiros dias melhorou, mas no terceiro dia, voltou a atacar e a piorar.

Já sem paciência eu procurei outra dermatologista. Porque a primeira que me atendeu, eu cheguei a perguntar para ela se talvez não seria ideal eu tomar um remédio, porque só as pomadas não estavam adiantando. Ela disse que não… E como eu já tenho experiência com a minha dermatite, eu sei que de vez em quando ela ataca de um jeito que só tomando medicamento, como antibiótico, anti fúngico e antialérgico.

Segunda médica examinou o braço e de cara fez crioterapia no meu braço. Ela pegou o nitrogênio lá e jogou nas bolhas, queimou elas todas e acabou com a coceira e ainda me passou dois remédios pra tomar… Fluconazol, duas semanas, cinco dias de antibiótico Azitromicina e uma pomada antibiótica chamada Diprogenta. Cinco dias de tratamento e a coceira e as lesões sumiram quase por completo. Apenas o lugar onde ela tinha queimado duas bolhas maiores ficaram vermelhos e sensíveis…

Eu fiquei duas semanas bem, sem vermelhão, sem coceira… eu achei que tinha sarado. Fiquei feliz pra caramba e então. Dez dias depois a coceira não volta novamente? Não voltou violentamente, apareceram umas bolinhas pequenas com cara de inofensiva. Mas como gato escaldado tem medo de água fria, eu voltei na dermato e ela me passou Nebacetim pomada e um antialérgico chamado Hidroxizina, que me derrubou me deixando sonolenta  uns cinco dias. Ela mandou passar a pomada até melhorar… duas semanas depois ficou ruim pra caramba… tipo… voltou a estaca zero. Cheio de bolhas, vermelho… Não tava coçando muito porque eu estava tomando antialérgico.

Voltei lá na dermatologista com o braço todo danado, ela ficou surpresa e então… ela me passou novamente antibiótico, o azitromicina, que tinha quase secado as lesões da primeira vez que eu passei com ela. Só que dessa vez ela me passou “em pulso” que é assim, vc toma três dias, fica 4 sem tomar e depois toma mais três… E ela me passou uma tal de pasta d’água para passar nas lesões para ajudar a secar as bolinhas e tratar as coceiras… e continuar tomando o antialérgico. É para eu ficar nesse tratamento durante três semanas e voltar lá com ela… e levara uns exames de sangue de vitamina C, vitamina D e ferro. Eu preciso  fazer o exame de sangue ainda…

Continuando a história porque ela não acabou… fiquei três semanas tomando o medicamento em pulso como a médica mandou e o que aconteceu foi o seguinte… Em duas semanas o antibiótico secou as lesões e a pele tava quase limpa, mas tinha umas áreas ainda que apresentavam um vermelho, tipo inflamado sabe… E na terceira semana eu ainda estava tomando o antibiótico quando as bolhas voltaram… Daí eu voltei lá na médica e ela pediu dois exames… uma biópsia. Pra ver o que são essas lesões e um exame de alergia. O saco é que a diaba da biópsia demora de três a quatro semanas para ficar pronto o resultado, ou seja, na melhor das hipóteses eu ainda teria quatro a cinco semanas de tortura pela frente… com coceiras e o caramba.

Então uma semana depois desta consulta, dia 27/05 para ser mais exata eu fui no consultório da Dermato mesmo e ela cortou um pedaço da pele lesionada (credo Shao, que agonia… pois é…) e eu tive que tomar uns pontos na parte onde ela retirou a área lesionada para ser enviada para o laboratório. Ela cortou justamente a parte que estava coçando mais… e então dois ou três dias depois do exame ficou coçando e doendo. A médica deu os pontos bem apertados então ficou repuxando um pouco e as lesões ao redor do corte e do ponto ainda ficaram coçando para um caramba.

A médica me passou também 15 dias de prednisona escalonado, 5 dias de 8 em 8 horas, depois mais 5 dias de 12 em 12 horas e então mais cinco dias a cada 24 horas. O saco desse remédio é que ele mexe para caramba com os níveis de açúcar no sangue e eu tive que cortar drasticamente o meu consumo de carboidratos, açúcares naturais (frutas)… eu tô basicamente a base de salada, legumes, proteína magra e água pra caramba… e tive que aumentar e muito quantidade de insulina injetada. Consegui manter os números da glicemia baixos? Nem sempre… teve dias que batemos os 350. Mas… vamos vivendo certo?

Daí eu tive que ficar dez dias com os pontos para fechar direitinho. Dez dias depois eu voltei no médico para tirar os pontos. Felizmente o resultado do exame já estava pronto. Sim, a médica disse que demoraria entre três e quatro semanas mas demorou apenas dez dias e o resultado? Dermatite Liquenoide. Uma doença crônica rara. Para a qual não tem um tratamento específico. Então a doutora passou uma pomada para melhorar a resistência e as vitaminas da pele para ver se melhora a lesão. Uma pomada cara do caramba chamada Protopic. Ela mandou eu passar a diacha durante três meses e voltar lá com ela.

PS… claro que as coisas não poderiam simplesmente correr bem… porque azar pouco é bobagem. Eu comecei a passar a pomada e adivinha… Os pontos da microcirurgia para a biópsia acabaram inflamando. Eu fui no hospital tirar os pontos, tava fechadinho e tal mas estava bem vermelho e dolorido e assim que a enfermeira tirou o ponto inflamou de um jeito que o corte abriu novamente e encheu de pus. Toca eu tratar da infecção … trocando o curativo a cada oito horas, limpando com antisséptico e aplicando pomada antibiótica. Demorou umas duas demanas para desinflamar desinchar e parar de doer. 

Voltando ao tratamento da lesão… eu fiquei passando a pomada nova uns quinze dias e tomando o remédio Predinisona, começou a secar a lesão e parar a coceira. Mas foi eu parar de tomar a Predinisona… dois dias depois a lesão encheu de bolinhas e começou a coçar loucamente novamente. E um mês depois já tava tudo tomado de novo. Então… eu tive que voltar lá na dermatologista. Ela mandou eu suspender a Protopic e passou um outro remédio… manipulado dessa vez e uma outra pomada… manipulada e tomar esse remédio e passar essa pomada por um mês e depois voltar lá com ela.

Eu levei a receita pro meu pai, pra ele levar na farmácia de manipulação do amigo dele que ele conhece há anos luz. E acho que leva uns dias para ficar pronto… Então no momento que eu estou escrevendo este texto eu ainda não comecei com a medicação nova. Como sempre eu espero que dessa vez dê certo. Já são seis meses dessa novela desta dermatite e eu tô bem cansada. É uma doença que vai minando a gente sabe? Provavelmente quando este post for publicado eu ainda vou estar tratando… eu tenho que ficar até Agosto nesse novo tratamento. Qualquer outra novidade eu atualizo aqui no blogue num outro post.

Vou terminando este post gigante por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Desculpe se ficou muito longo, mas eu tinha que contar os detalhes, são meses de tratamento galera. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Nerdices: Games Antigos – Plants Vs Zombies

plantasvszumbis

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Ainda de folga forçada nos estudos Shao? Sim… Mas caramba, já estamos em Julho. Vcs estão em julho, eu estou em Abril ainda… Sim, eu escrevi este post com meses de antecedência. E como de acordo com meus médicos eu estou extremamente estressada e é devido a esse estresse que eu tô doente, eu tenho que chegar em casa, depois do trabalho e descansar o máximo que eu puder. E o que eu tenho feito para descansar? Eu tenho dormido pra caramba… e eu às vezes tenho jogado videogame no meu PC hahahahaha. Sim, sou dessas.

Mas como eu sou velha já, eu curto muito jogos antigos… e navegando pela Steam eu encontrei diversos jogos bacanas, e eu comprei alguns, todos eles antigos, claro hahahahaha. E entre eles temos o jogo sobre o qual vamos falar hoje que é “Plants Vs Zombies”. Que é um videogame da PopCap Games, lançado em 2009, ou seja, este joguinho já tem dez anos amiguinhos. A princípio este jogo foi lançado para PC, o sucesso foi tanto que com o passar do tempo ele foi sendo lançado para outras plataformas, hoje em dia se vcs quiserem dá pra baixar ele para celular tanto Android quanto IOS eu gosto de jogar ele no meu monitor de 27” então eu baixei pra celular, mas a versão para tablet também é legal.

plant1

A história do jogo é bem legal, vc comprou uma casa, acabou de se mudar e uma horda de zumbis invadiu a cidade e agora vc vai ter que plantar diversos tipos de plantas combatentes no seu quintal, no seu jardim para evitar que os zumbis invadam a sua casa e coma o seus cérebro hahahahaha. Então basicamente o jogador tem que defender a casa… vc tem, que montar uma estratégia porque são vários tipos de zumbis também. Vc tem que defender a invasão dos zumbis em três ambientes da sua casa,o quintal da frente, o quintal dos fundos da sua casa e o telhado. Você também joga à noite e de dia… e conforme as telas mudam e a hora do dia muda, bem, como os tipos de zumbis mudam… sua estratégia defensiva deve mudar também.

Alguns zumbis inclusive, eles vem com alguns acessórios e equipamentos para se defenderem dos ataques das plantas. Tem vários modos de jogo, o principal é o modo Adventure e conforme vc vai jogando nele vc vai desbloqueando outros modos. Os outros modos são o Puzzle, o Survival e os mini-games. Varia um pouco de plataforma para plataforma, na Steam mesmo que foi onde eu comprei vc também ganha outras coisinhas conforme vc desbloqueia desafios.

É um jogo muito, muito bacana… se vcs estiverem procurando um jogo bem bobinho, mas muito divertido, apenas para passar o tempo mesmo… Sabe aqueles dias que vc chega do trabalho e quer esquecer o dia pesado que teve? Pois é… para esses momentos eu recomendo este joguinho para vcs. Chegue em casa, toma um banho come uma coisa e fica uma meia horinha jogando pra desconectar dos problemas do doa a dia.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

O mundo é pequeno e ele dá voltas!

solitario

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… quer dizer, estou melhor. Ainda estou morrendo de sono por conta do antialérgico, mas… como eu sempre digo… não maldigamos a nossa sorte (mesmo sendo uma má sorte) porque acreditem ela podia ser bem pior. Dermatite Atópica por mais chata que seja a coceira, por mais chato que seja o tratamento… ainda existe tratamento, existe remédio…

Imaginem uma doença de pele que não tem cura como por exemplo a Epidermólise Bolhosa que eu já comentei aqui com vcs no blogue com vcs, que não tem cura e o remédio que é paliativo é caro para um caramba. Aliás, cliquem no link e leiam o post… lá eu deixei um link para quem quiser e puder, possa doar uma quantia em dinheiro para ajudar a ONG Jardim das Borboletas que cuida de pessoas com essa enfermidade tão terrível.  Então, apesar de eu ainda não estar 100% eu agradeço a Deus por não ter que passar por algo pior.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no texto de hoje. Vcs com certeza já ouviram aquela máxima que diz: O mundo é muito pequeno mesmo… Se vc parar para pensar no tamanho dos oceanos, das florestas, dos desertos, das montanhas mais altas, comparadas ao tamanho do ser humano… o mundo é imenso. Mas se compararmos ao universo… o mundo é um grão de areia. E de vez em quando a máxima te acerta na cara com uma coincidência e então vc se dá conta do quão pequeno realmente é o mundo.

Deixa eu contar uma história curiosa aqui para vcs… Outro dia eu tive que, devido o meu trabalho… ir numa reunião… num curso… não me lembro ao certo. Lá no centro de São Paulo. E quando esses eventos e treinamentos são obrigatórios. A prefeitura manda a gente de UBER ou de 99 então… nesse dia, estávamos eu e minha amiga. No carro do Uber e quando chegamos bem ali na Praça da Sé eu comecei a comentar com a minha amiga que minha mãe trabalhava ali o Fórum João Mendes Júnior e que eu pegava a van escolar bem ali no meio da Praça da Sé para ir todos os dias para a escola. Daí o motorista do Uber disse assim: Ahhh quando eu era criança eu também pegava o ônibus escolar.

Então eu falei, eu estudei na escola chamada “Passinho Inicial”, e ele disse: Eu também… aí sabe quando soa um sinal de alerta? Tipo… opa… será que eu conheço essa pessoa? Então eu virei pra ele e perguntei, sua mãe trabalhava no Tribunal? Ele, sim… E eu, a minha também. Então eu olhei para ele pelo retrovisor e perguntei… sua mãe por um acaso não se chama Vera não né? Ele… sim, minha mãe se chama Vera. E eu cada vez mais espantada… Vc se chama Clayton? Ele… não… eu me chamo Cléber, Clayton é meu irmão!

Para contextualizar toda a história, Vera era super amiga da minha mãe… e as duas iam juntas trabalhar e voltavam juntas e as duas também iam juntas entregar e pegar as crianças (eu, e o Clayton e o Cléber) no ônibus escolar. O Clayton era meu amigo, a gente vivia junto, a gente tinha a minha idade e estudava na mesma sala… e o Cléber era mais novo, eu me lembro dele bebê.

Claro que nunca que a gente ia reconhecer um ao outro. Na época eu tinha uns três anos e ele devia ter meses de idade. Então, caraca mano, fazem 40 anos isso… tô velha mesmo pelo amor de Deus ahahahahahaha. E é nessas horas que realmente o mundo é pequeno, e ele dá voltas. Quando é que eu ia, um dia na minha vida imaginar que eu iria reencontrar, ter notícias de pessoas que eu não via e não sabia nada faz exatos 40 anos? Nunca! Num Uber assim… aleatório… é incrível.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Tempos e Pessoas

filosofando

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Quer dizer, mais ou menos… tô tomando antialérgico (sim, ainda a questão da dermatite) e tô sonada pra caramba… e pior, nem sei quanto tempo eu vou ficar tomando este remédio. Tenho retorno com a médica em 15 dias… veremos… Essa é a segunda pior crise de dermatite que eu já tive na minha vida. A pior eu fiquei seis meses doente, esta está quase batendo os cinco meses já… espero que ela termine antes de bater o recorde da anterior. Meu diabetes tá todo zoado, meus exercícios já foram pros quintos, meus estudos pro Exame da Ordem estão todos comprometidos também… tá osso… 

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no texto de hoje. Hoje é aquele dia da semana que nós filosofamos sobre a vida, sobre as coisas e sobre as pessoas. E hoje vamos falar sobre as pessoas. Ultimamente, umas perguntas vêm rondando os meus pensamentos e eu vou deixá-las aqui, logo de cara no começo do texto para atormentar vcs um pouquinho… Será que as pessoas mudam com o tempo? Ou elas apenas se revelam? Ou ainda… Será que com o passar do tempo nós começamos a ver as pessoas de forma diferente?

Como sempre, eu estava conversando com meus irmãos esses dias e estávamos justamente nos questionando isso… Claro, as pessoas evoluem (algumas regridem), mudam… Não podemos nunca subestimar a capacidade das pessoas de mudar (para melhor ou para pior). Mas também, às vezes as pessoas com o passar do tempo apenas mostram ser quem elas realmente são. Ou ainda nós passamos a enxergar a verdadeira pessoa por trás da máscara (ou pode ser que seja uma somatória dos dois não sei… uma coisa não necessariamente anula a outra, sabe como é né?).

Eu como irmã mais velha fico chateada em ver meus irmãos ficando desapontados com certos “amigos”. Mas também por ser bem mais velha que eles eu sei que não vai ser a primeira vez que isso vai acontecer na vida deles. Nem na minha, nem na de ninguém aliás. Uma coisa que entretanto nós raramente nos questionamos é o seguinte… Por que é que nos decepcionamos com as pessoas? Será que a culpa é mesmo da pessoa? Será que a culpa não é das expectativas que nós mesmos criamos com relação à dita pessoa? Porque às vezes a gente não conhece a pessoa de verdade, às vezes nós só conhecemos e nos contentamos com a imagem que nós, na nossa mente, fazemos da pessoa.

Então, baseados nessa imagem que fazemos da pessoa, criamos expectativas, e quando essas nossas expectativas não são atendidas (porque elas não foram baseadas numa pessoa real e sim na nossa idealização da pessoa) a gente fica puto com a pessoa e a pessoa tá literalmente cagando e andando pra gente hahahahahaha. Nossa Shao, mas são tantas perguntas e tão poucas respostas… pois é… assim é a vida, a gente sempre tem mais perguntas que respostas. Mas agora vc deixou a gente aqui com um monte de perguntas Shao. Vc vai terminar o post e deixar a gente assim sem as respostas? Minha função aqui é questionar… as respostas, cada um de vcs tem que procurar e talvez encontrar as suas.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Tecnologia: App para E-book – Aldiko

redes

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Não faz tanto tempo assim que eu postei aqui para vcs falando de um aplicativo legal para usar no celular. E eu falei de um app chamado DU Recorder. Que eu tô usando faz pouco tempo, mas hoje eu queria falar de um app que eu já uso faz muito, muito tempo, acho que desde o meu primeiro ou segundo smartphone que é um app para ler e-books chamado Aldiko.

Desde que eu comprei meu primeiro Kindle (nem sei que ano foi isso galera…) eu mergulhei de cabeça no mundo dos e-books. Se vc ainda não fez isso, eu recomendo grandemente que vc faça! Claro, de vez em quando eu ainda compro livros físicos, pois eles são minha grande paixão e eu gosto de colecioná-los, fora que não tem sensação melhor para um bibliófilo (=aquele que ama livros) que comprar um livro novinho e folheá-lo pela primeira vez… Bom, talvez tenha… aquela sensação de encontrar um livro raríssimo e caríssimo a preço de banana num sebo ahahahahaha. Mas de qualquer modo, comprar livros eletrônicos e tê-los à sua disposição em vários dispositivos (PC, Notebook, celular, tablet e e-reader) não é nada ruim também.

Geralmente quando eu saio de casa, eu levo um livro ou meu Kindle comigo, mas de vez e quando eu me esqueço e fico presa em algum lugar, nesses momentos eu saco o meu celular, e baixo livro da nuvem (porque eu sempre guardo meus livros digitais na nuvem) e posso ler tranquilamente. E para tal eu uso o Aldiko. Bora falar das características dele que foi pra isso que a gente começou este post não é mesmo. Ele tem duas versões, a paga e a gratuita. Eu uso a versão gratuita… porque não achei, para mim, vantagem de testar a versão paga… Se eu não me engano, na versão paga vc tem acesso auma biblioteca imensa de parceiros do Aldiko.

Mas como eu geralmente compro os meus livros pelo site da Amazon e salvo na nuvem eu só precisava de um app para ler os livros que eu guardo na nuvem. O visual do Aldiko é bem bacana, é uma prateleirinha onde ficam à mostra as capas dos livros que vc fez o upload pro app. Existem duas formas de vc fazer upload do e-book para o app, ou vc conecta o seu celular no seu PC e arrasta o arquivo para a pasta chamada Aldiko que tem no seu celular ou no cartão de memória. Ou vc pode fazer download do e-book, salvar na pasta e depois abrir usando o app. É bem simples na verdade porque o app reconhece automaticamente os livros eletrônicos.

Infelizmente o Aldiko não reconhece todos os formatos disponíveis de livro eletrônico ele reconhece apenas PDF e EPUB. Eu particularmente uso o app para ler nesses dois formatos então tá beleza. Mas ele compensa isso tendo várias funcionalidades bem bacanas…  Como por exemplo, você pode determinar o tamanho, tipo a cor da fonte e também das cores de fundo do app. Vc pode escolher o espaçamento da margem, o alinhamento, o espaçamento entre as linhas. Você pode também aumentar ou diminuir o brilho para não cansar tanto os olhos durante a leitura. Claro, que ler no celular e no Tablet não é tão satisfatório quanto ler o livro físico ou o Kindle… mas é bacana vc poder controlar a luz. 

Outra função bacana que o app tem é o modo noturno que também ajuda na visualização. Ele tem opção de inserir marcação no livro, vc também consegue navegar rapidamente pelo livro usando o índice ou a função buscar. E assim como no Kindle, o Aldiko memoriza automaticamente a sua última posição de leitura e vc pode continuar lendo de onde parou sem ter que ficar perdendo tempo procurando a página. E por último mas não menos importante, como ele tem suporte em várias línguas vc pode ter acesso à diversos dicionários também para tirar dúvidas sobre palavras, frases e até mesmo expressões. E tudo isso disponível na versão gratuita.

Mas Shao, vc disse que tem também uma versão paga do app qual a diferença? O que eles oferecem de vantagem? Primeiramente vc não vai ter propagandas nem pop-ups atrapalhando sua leitura. Segundo, vc pode criar um arquivo EPUB com anotações e destaques de todos os livros que vc leu. É útil para quando vc está fazendo uma resenha. Vc pode add um widget, que é uma janela diferenciada no seu celular para rápido acesso. A atualização do app pago é sempre mais rápida que a do gratuito… e é isso. Como eu disse anteriormente para mim não são indispensáveis essas diferenças por isso eu não comprei. Mas caso vcs se interessem… é bom saber que elas existem.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Documentário – Cartas de Dunblane

cartasdunblane

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… terceiro e último filme de hoje para fechar o ‘dia dos documentários e dramas’ aqui no blogue. Eu prometo para vcs que semana que vem voltaremos com a nossa programação normal… chega de tanto filme triste… filme dramático e de crimes reais beleza?

Mas, nesta semana nós continuamos falando de temas reais, de tragédias e crimes reais que aconteceram e que nós esperamos que não voltem a acontecer novamente (como diz o velho ditado ‘a esperança é a última que morre’). Mais um documentário para a Netflix… este agora é o “Cartas para Dunblane”. Antes de entrar na temática desde documentário, deixa eu dizer para vcs que… para vcs compreenderem bem este documentário vcs tem que antes assistir ao anterior… Não é estritamente necessário mas é interessante vc fazê-lo e eu explico porque.

No post anterior falamos do documentário que trata do atentado armado à uma escola na cidade de Newtown em Conecticut e de como a sociedade local estava ( e está ainda) batalhando para se reerguer, especialmente mental e emocionalmente depois de enfrentar uma tragédia de 2012 onde morreram 28 pessoas. Neste documentário… eles vão contar a história da correspondência entre dois padres… Na cidade de Newtown o padre Bob Weiss foi uma das pessoas que mais trabalhou para amparar a comunidade e as famílias das vítimas que perderam seus entes queridos e ele conta como as cartas e conversas com o padre Basil O’Sullivan, que em Dunblane que em 1996 passou pelo mesmo com o ataque em morte de 16 crianças numa escola.

São muitos casos de atiradores em escolas, em shoppings, em igrejas, em cinemas… nas últimas décadas e este documentário conta como essas pessoas que passaram pela mesma situação de violência e perda e elas relatam como foi importante para elas a união com outras pessoas que sofreram perdas semelhantes, como isso serviu para dar forças para eles poderem superar o trauma, a dor da perda e se sentirem mais fortes, buscarem novos rumos para continuar com suas vidas mesmo com tamanha cicatriz nas suas vidas.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Documentário – Newtown

newtown

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Segundo filme do dia, e é um documentário chamado “Newtown” que está na Netflix… então se vcs quiserem, e forem assinantes, vcs também podem assistir a este documentário. Então assim galera, talvez este post aqui não seja tão longo, aliás é bem capaz que ele seja bem curtinho porque eu não quero falar muito do documentário porque eu não quero dar spoiler e estragar a experiência de quem queira assistir. 

É mais um drama… um drama real… tão real quanto o drama de milhões do filme do post anterior. Desde o primeiro atentado com armas numa escola em Columbine nos EUA, cada vez mais casos semelhantes vem aparecendo. De ex-alunos que voltam às suas escolas de origem e então nesse lugar eles cometem assassinatos em massa… entram armados e matam dezenas de pessoas. E existem diversos documentários tratando dos atentados, das mortes, discutindo diversas questões em especial o motivo, por que essas pessoas cometeram esses crimes? Eles eram vítimas? Eles tinham problemas mentais? Eles eram apenas pessoas ruins?

Massss poucos documentários tratam do assunto que este aqui trata que é… como ficou a cidade, a escola, a comunidade… como ficaram as famílias das vítimas e dos perpetradores depois que o caso parou de aparecer nos jornais, depois que cessou todo o interesse e a atenção da imprensa sensacionalista e do público estarrecido? E é exatamente este o tema do documentário e ele vai visitar a cidade de Newtown em Connecticut. Em dezembro de 2012 a cidade foi cenário de um tiroteio que ceifou a vida de diversas pessoas.

E assim como Columbine e tantas outras comunidades que passaram pelo mesmo trauma tiveram que se reerguer das cinzas. É uma história de resiliência e trata dos traumas sofridos pelas pessoas que perderam pessoas amadas e a luta dessas pessoas para encontrar forças e um novo propósito para continuar vivendo. Eu espero que vcs assistam, apesar do tema ser bastante pesado ele procura insuflar um pouco de esperança na gente.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Nerdices: Filme – 1985

1985

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Chegou mais uma sexta-feira, e ultimamente eu tenho assistido muitos filmes sérios. Pra ninguém dizer… Ai Shao vc só assiste enlatado, blockbuster, filme velho, filme besta de terror… mimimi… não… eu assisto documentários, eu assisto filmes pesados, filmes críticos. Mas depois de assistir coisas como as que eu vou resenhar essa semana… eu preciso assistir outras coisas bem bestas para dar umas risadas e desintoxicar… Vc não pode ser sério o tempo todo. E eu não sou estudante, nem especialista, nem crítico de cinema. Eu só gosto de ver filmes.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no texto de hoje, então sem mais preâmbulos, bora para o primeiro filme da sexta. É um drama que foi lançado no comecinho do ano passado e passou por vários circuitos respeitáveis de cinema e emocionou muitas pessoas, ganhou vários prêmios e foi um amigo quem me indicou. É um filme bem triste, pra galera mais jovem, que nem tinha nascido ainda nos anos 80 é um filme interessante de ver porque atualmente tem aumentado novamente o número de pessoas infectadas pelo vírus da AIDS entre os jovens principalmente… e talvez isto aconteça porque a maioria desses jovens não viveu a grande crise nos anos 80, 90 e começo dos anos 2000 quando a doença se tornou um problema de saúde mundial matando milhões de pessoas.

Este filme conta um pouquinho, bem pouquinho e de forma bem delicada e emotiva mesmo da história de Adrian Lester, um rapaz que nasceu numa cidade pequena no Texas mas que se mudou para Nova Iorque onde ele viveu uma tragédia. Adrian então em 1985 volta para casa para finalmente contar para sua família terrivelmente tradicional e religiosa que é gay e que está infectado pelo vírus HIV.

Como eu disse, toda a temática é bem pesada… a história é bem triste e vc sente a angústia do personagem. Ele quer contar para a sua família a verdade sobre ele mesmo, mas ele tem medo de que se ele contar ele vai perder o amor dos pais e do irmão mais novo, bem como dos amigos de infância. E também a angústia de carregar uma sentença de morte. Sim, porque hoje em dia uma pessoa que tem o vírus HIV ela pode, se fizer o tratamento direitinho, viver uma vida praticamente normal e viver muitos e muitos anos. Mas na época… em 1985… era uma sentença de morte. Então, eu recomendo pra caramba esse filme para vcs. A não ser que vcs não curtam filmes sérios… então, nesse caso acho melhor vcs voltarem semana que vem porque esta semana, esta sexta só vai ter esse tipo de filme. 

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Música: Dido

dido

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Meio do ano hein galera, não sei para vcs mas para mim o ano de 2019 tá passando voando, eu não tô reclamando, 2019 tá sendo um ano bem ruim. Eu espero que ele acabe logo mesmo. Mas enfim… bora falar de música, que hoje é o dia da semana que falamos disso. E hoje eu vou falar para vcs de uma cantora de quem eu sou fã pra caramba e que deve pintar em terras brasileiras este ano. Infelizmente eu não sei se vou poder ir. Queria muito mas… a grana anda curta e teremos vários shows legais este ano, vou ter que escolher qual eu vou.

Então talvez não seja dessa vez que eu vou ver a Dido cantando ao vivo, mas tudo bem, sem problemas. Enquanto não chega este dia, bora falar do último álbum que a cantora britânica lançou. Foi há alguns meses atrás o lançamento do quinto álbum de estúdio dela. Dido fazia seis anos que ela não lançava nada novo… e então ela vem com a bola da vez “Still On My Mind” com 12 músicas… Eu demorei umas semanas para ouvir porque eu estava bem ocupada mas como eu fui obrigada a tirar um mês de pausa para descansar e recuperar a minha saúde então eu fiz algumas coisas que eu estava afim de fazer mas estava sem tempo…

Tipo ler uns livros, ouvir músicas de artistas que eu curto, ver vários filmes e séries, fazer tricô e escrever aqui para o blogue… já que eu sou obrigada a relaxar nada melhor do que aproveitar minhas férias forçadas para fazer coisas que eu gosto certo? Certo! E o que eu achei do último trabalho dela? Eu curti para caramba, caso vcs não conheçam o trabalho da Dido é uma cantora que vale a pena vcs conhecerem. Infelizmente ela não toca tanto quanto deveria nas rádios e apesar da qualidade das suas músicas.

Diferentemente da maioria das cantoras mais populares do momento (com algumas exceções claro) Dido escreve as próprias letras e também compõe as músicas. Dido tem um som bem característico, para quem é fã claro, então quando vc ouve a música vc reconhece a mão dela, o estilo de escrita e de som. E ela consegue fazer isso sem soar repetitiva. São poucos os artistas que desenvolvem um som que é só deles, que é uma marca registrada e ainda assim inovar e crescer a cada novo álbum, a cada novo trabalho. E ainda vão amadurecendo as músicas, os trabalhos…

E eu não vou resenhar faixa por faixa do álbum mas, até agora de todos os trabalhos dela este é o que tem um som mais maduro. As letras dela, que eu sempre curti, também estão mais profundas. Na verdade, este é o primeiro trabalho dela que eu curto mais as letras que as melodias. Mas ao mesmo tempo… este me soa como um daqueles álbuns que vc tem que escutar mais de uma vez para começar a apreciar melhor algumas canções. Claro que algumas delas já me pegaram de cara… entre elas a primeira faixa “Hurricanes” que tem um trecho bem bacana que diz assim: “Let me not turn away. From happiness or pain. Just not to run away. In my heart and in my head. Let me face… Hurricanes”. E é com essa balada acústica bem intimista que eu deixo vcs.

Ahhh antes de terminar de vez o post… deixa eu dizer que Dido acabou de anunciar vários shows no Brasil em Novembro, aqui em São Paulo o show dela vai ser no Credicard Hall no dia 2 e os ingressos já estão à venda. Tá caro para um caramba, eu queria muito ver a Dido ao vivo mas, do preço tá muito alto para os meus padrões, tá surreal o preço e eu ando sem grana ultimamente. Então acho que não vai rolar.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Diário de Bordo: Como vai vc?

cvv

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Quer dizer… mais ou menos hahahahaha eu podia estar melhor. Este mês de Junho não foi lá essas coisas… Não foi ruim, teve umas partes muito boas, mas poderia ter sido melhor. Aliás… esse ano tá sendo complicado. Mas eu nem vou reclamar porque poderia ser pior também.

Teve umas partes bacanas que eu fiquei de férias e consegui descansar bem, e também viajei, mas vcs já devem saber disso porque eu falei já sobre a viagem num post só sobre isso. Fora isso eu continuo fazendo o tratamento da minha dermatite. Durante a viagem eu estava tomando remédio que a médica tinha passado para mim. Dois dias depois de eu parar de tomar o remédio a diacha da dermatite voltou com tudo. Já marquei uma nova consulta então julho começou já comigo voltando para  o trabalho e voltando para o consultório médico… Nada legal não é mesmo?

E para ajudar as coisas estão agitadas no trabalho, teremos pessoas de férias, pessoas doentes e pessoas se aposentando. Fora isso a Secretaria da Fazenda tá mandando carta de cobrança a torto e a direito para as pessoas e as Praças de Atendimento estão ficando lotadas. Primeira semana de volta ao trabalho não foi moleza não… foi pauleira o dia todo todos os dias. Tomara que após as primeiras semanas de julho as coisas fiquem mais calmas… quando a gente trabalha com atendimento ao público a gente sempre espera que as coisas fiquem mais calmas.

Mas na Prefeiturolândia sempre o prefeito ou a secretaria da fazenda está inventando alguma coisa, alguma novidade que aumenta do nada, exponencialmente o número de pessoas que nós temos que atender todos os dias. Mas eu sempre fico na esperança de a onda passe e o movimento volte ao normal. Então eu espero que neste mês de julho que vamos estar um tanto quanto desfalcados, as coisas voltem ao normal o quanto antes.

No final de junho a Secretaria da Fazenda mandou um monte de cartas cobrando dívidas ativas das pessoas e as pessoas ficam desesperadas e não conseguem fazer o acordo pela internet porque chega na hora de fazer o acordo eles percebem o tamanho do débito e o tamanho da parcela e eles vem na prefeitura achando que pessoalmente eles podem fazer um acordo melhor. O que a maioria das pessoas não sabe é que o acordo feito pessoalmente com a gente é identico ao da internet, não muda nada… não tem desconto, não aumenta o número de parcelas… nada disso… Mas a galera não sabe… porque não lê a carta que chega da Fazenda.

Então quais seus planos para o mês de julho Shao? Nenhum na verdade… não tenho planos… tô tentando não fazer planos enquanto eu estiver com esse problema da dermatite. Eu fico chateada com o fato de eu estar em tratamento desde fevereiro e nada de melhorar… me deixa bastante desanimada isso… eu tento focar. Ontem eu tive mais uma consulta com a dermatologista. Vamos ver qual vai ser o próximo passo do tratamento.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Meta de Leitura 2019 – Livro 6 – O Vampiro Lestat

vampirolestat

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Vamos falar de livros? Eu sei que eu tenho lido pouco este ano. Mês passado eu falei para vcs do livro “Entrevista com o Vampiro” que foi o primeiro volume das Crônicas Vampirescas de Anne Rice. Hoje vamos falar do segundo volume dessas Crônicas… Quem leu o primeiro livro, ou viu o filme (já resenhei ambos aqui no blogue… podem dar uma procurada nos posts antigos que vcs vão encontrar) achou que Louis era o personagem principal da saga de Anne Rice, mas este segundo livro vem para tirar essa perspectiva das nossas cabeças.

O segundo livro, que se chama “O Vampiro Lestat” vem para nos contar quem é o vampiro Lestat, como ele era quando era humano, quais suas origens e como ele se tornou um vampiro. Muito tempo antes dele conhecer e transformar Louis num vampiro. A partir daqui, descobrimos que o “herói” das Crônicas Vampirescas de Anne Rice é Lestat. Este livro foi publicado em 1985… quase dez anos depois do primeiro volume. Apesar de ser um livro bem antigo eu vou tentar ao máximo não dar spoilers sobre o enredo beleza? Bora lá então…

Agora vamos ficar sabendo a história da vida de Lestat, seu nome é Lestat de Lioncout, ele nasceu na França em 1760 na cidade de Auvergne e ele é o sétimo filho do Marquês D’Auvergne. Lestat morava com toda a sua família no castelo que sempre pertenceu aos seus antepassados nobres. Mas, apesar da nobreza a família de Lestat era uma família pobre porque seus antepassados antes dele esbanjaram a fortuna da família. Por ser o filho mais novo Lestat não herdaria nada do pai… fora isso ele nunca se deu bem com o pai e com os irmãos. Já com a mãe Gabrielle, Lestat tem uma conexão bem forte. Ele a ama profundamente, mas não sabe dizer se a mãe também o ama.

E Lestat vai vivendo a sua vida, sem muita preocupação. Até que um dia, um grupo de lobos ataca a aldeia próxima ao castelo de seus pais e os aldeões pedem ajuda do Marquês para os livrar daquele perigo. Lestat resolve então ir caçar os lobos. Mas ele é atacado por esses lobos que o deixam a beira da morte. Depois do ataque, Lestat deixa de ser a pessoa alegre que era. O melhor amigo de Lestat, Nicholas que era um violinista resolve animá-lo e diz que talvez eles devessem buscar uma vida nova em Paria. Lestat então o acompanha e começa a se animar novamente, ele descobre o teatro e se apaixona pela ideia de ser um ator.

Entretanto numa noite, após uma apresentação de teatro Lestat chama a atenção de um vampiro muito antigo chamado Magnus. Contra a sua vontade, Magnus sequestra Lestat e o transforma em vampiro. E aqui eu tenho que fazer uma observação… Geralmente nas obras de Anne Rice, um vampiro quando transforma um humano em vampiro ele cria um vampiro mais fraco que ele… Ou seja, quanto mais antigo é o vampiro, mais forte e mais poderoso ele é. Mas o que ocorre com Lestat e Magnus não é muito usual.

Primeiro porque Magnus não é um vampiro qualquer, ele é um dos vampiros mais antigos que vagam a terra. E ele resolve, quando ele transforma Lestat, dar todo o seu poder para aquele novo vampiro. Então, apesar de ser um ‘vampiro recém nascido’ Lestat é mais poderoso que a maioria dos vampiros novos e inclusive mais poderoso que alguns vampiros mais antigos. Voltando à história…

Depois de transformar Lestat em vampiro, Magnus explica que está cansado de viver, que está cansado da eternidade e que a criação de Lestat foi seu último ato no mundo. Então ele vai lá e se mata, pulando numa fogueira, deixando a Lestat primeiramente a eternidade para viver e uma fortuna incalculável. Lestat então fica meio que perdido no mundo, sem orientação nenhuma e ele resolve viajar pelo mundo e descobrir mais sobre o que é ser um vampiro, ser um imortal.

A sede de conhecimento de Lestat e sua incessante busca por descobrir a origem dos vampiros chama a atenção de outro vampiro muito antigo chamado Marius, um vampiro que tem mais de mil anos que sabe muita coisa e que é o responsável por guardar os corpos petrificados porém ainda vivos dos primeiros vampiros criados… o casal Real Enkil e Akasha e que forma os primeiros humanos a adquirirem a maldição da sede de sangue humano.

Lestat passa muitos anos aprendendo com Marius. Mas o espírito inquieto de Lestat o leva longe demais numa noite quando ele invade a parte secreta do Castelo de Marius e descobre os corpos de Enkil e Akasha. Lestat percebe que apesar de parecerem duas estátuas de mármore, o rei e a rainha ainda estão vivos. Sedutor, Lestat então se coloca a tocar o seu violino para Akasha e a rainha dos vampiros oferece seu sangue para ele…

Marius descobre Lestat no santuário e fica furioso com Lestat, dizendo que ele não sabe o que fez… Então Marius pega suas coisas, pega Enkil e Akasha e some no mundo. Deixando Lestat novamente sozinho e sem respostas. Por anos a fio, Lestat procura Marius e Akasha sem sucesso. Até que sua busca o leva até os acontecimentos do primeiro livro do “Entrevista com o Vampiro”.

É claro que acontece muito mais coisas no livro, mas eu não detalhei muito. É um dos livros mais legais de toda a saga. É um dos meus favoritos. E eu recomendo pra caramba. Depois de ler este livro vcs com certeza vão deixar de achar que o Lestat era o vilão do primeiro livro.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Feliz Aniversário Mãe

Cartaz-Feliz-Aniversario_thumb.jpg

Feliz aniversário mãe… se ainda estivesse aqui conosco hoje vc estaria complerando 65 anos de idade… e eu não sei muito bem o que dizer… estoum tanto quanto sem palavras. Eu tinha pensado em escrever uma carta aqui no meu blogue mas eu cho que não consigo… pelo menos não hoje. Mas eu acho que eu gostaria de tentar… porque eu sei que vc ficaria orgulhosa. Se eu fracassar… pelo menos eu tentei não é mesmo?

Todo ano é a mesma coisa desde que vc se foi é um dia triste num dia que costumava ser feliz. E não só esta data do seu aniversário, como tantas outras. Vc tinha razão quando vc dizia… “O Sol não para de brilhar e o mundo não para de girar só porque a gente está triste…” Tem tanta coisa acontecendo hoje, algumas boas, algumas ruins… a maioria boas. Por isso eu vou focar nelas… e não nas coisas ruins.

Eu tenho muitos amigos que são espiritualistas e eles sempre me dizem. Sua mãe está lá em cima (em algum lugar que eles acreditam que existe) olhando pra vcs ou por vcs) e eu não acredito muito nisso. Mas só por hoje eu vou fazer de conta que acredito e vou escrever umas coisinhas aqui para vc como se vc pudesse ler ok? Hoje é a apresentação do TCC do Cezar mãe… e o Carlos apresentou o dele semestre passado. Vc ficaria orgulhosa deles, tenho certeza. Eu sei que eu tenho orgulho deles. Mesmo tendo contribuído tão pouco com a formação deles. Acho que é mais mérito deles mesmo serem os homens e os seres humanos que são. E eu tenho certeza que eles sentem a sua falta tanto quanto eu.

calceolaria_flower_yellow_bright_spotted_41481_1920x1080.jpg

Agora eu vou terminar este post por aqui porque esse dia foi muito longo. Mas antes de terminhar eu vou deixar aqui umas imagens das suas flores favoritas. As calceolárias, que vc chamava de sapatinho. Vc lembra quando a gente te deu umas de presente de aniversário? Vc ficou tão feliz… e eu tirei uma foto e ela tá no porta-retratos aqui na minha frente… mal a gente sabia que pouco tempo depois vc ia partir. A vida tem dessas coisas né?

215625_2090682187060_4997399_n_thumb.jpg

Hoje eu acordei e fui trabalhar e fiz todas as coisas que eu tinha que fazer, e eu falei com as pessoas e eu dei risada… mas eu fiquei triste e com saudades o dia todo. Tomara que amanhã chegue depressa… Talvez as coisas fiquem menos doloridas amanhã…

Ceres

 

Eu sempre fui uma aluna exemplar… massss…

magczlam3z2kj93qtabj

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Acabei de almoçar, estou morrendo de preguiça, hoje não está sendo legal porque eu vou ter que além de trabalhar o dia todo eu vou ter que fazer um curso obrigatório sobre processo eletrônico, porque tá tudo migrando pra processo eletrônico na Prefeiturolândia. Mas enfim, ossos do ofício. De vez em quando a Secretaria da Fazenda me vem com essas novidades…

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste texto, porque hoje é dia de relembrar. E eu estava lembrando da minha vida na escola quando eu era criança e depois adolescente. Sem nenhuma saudades diga-se de passagem. Eu raramente me apego a coisas passadas. Eu não sou o tipo de pessoa que se lembra do passado e pensa, ahhh as coisas antes eram melhores. Não sou. Eu geralmente olho para o passado e penso, putz como eu era imbecil. Como é que eu não enxerguei isso? Talvez porque eu tenha dado muita cabeçada na vida e passado por muita coisa… mas eu tô satisfeita com o meu presente. As coisas podiam estarem melhores? Claro, as coisas sempre podem melhorar, mas… as coisas podem piorar também… então eu nem vou reclamar do que tá ruim, vou só trabalhar para tentar melhorá-las.

Mas enfim, tô me afastando do assunto novamente. Olhando para trás nos meus anos escolares eu chego à conclusão que em geral eu era muito boa aluna. Eu só faltava na aula quando eu estava bem doente mesmo (o que às vezes eram muitas vezes), eu sempre fazia os trabalhos escolares, as lições de casa e eu sempre tive notas excelentes. Massss… apesar disso tudo não quer dizer que eu não aprontava das minhas… O que foi que vc já aprontou na sua vida escolar tia Shao? Bom… deixa eu ver. Deixa eu fazer um MEA CULPA aqui e me confessar hahahahahaha.

Primeira coisa errada que eu fiz na escola eu devia ter uns 11 anos e eu lembro que eu e meu melhor amigo na época, que se chamava Henrique cabulávamos toda a sexta-feira a aula de Educação Física. Quando tinha jogo de vôlei (meu favorito) e basquete (favorito dele) a gente ficava na aula, caso contrário… a gente cabulava mesmo. Mas vamos e convenhamos amigos, era a última aula da sexta-feira e a gente estudava de tarde. Tentação demais para não cometer o pecado. Fora isso, eu tive uma fase rebelde na minha vida que eu arrumava briga na saída do colégio ahahahahaha. Nenhuma briga nunca chegou realmente às vias de fato eram mais discussões imbecis de adolescentes.

Depois, bem depois, lá pros meus 16 anos minha fase rebelde migrou pro lado dos professores e eu questionava tudo e todos. Mas maiormente as regras da escola. Pela primeira vez na minha vida eu levei advertência. Algumas vezes foi por bater boca com professor, por questionar a opinião deles em aula. Foi um ano difícil para mim na escola aquele ano hahahahahaha. Mas tudo bem. Ficou para trás. Depois eu só fui causar de novo na Faculdade. Ai Shao Pelamor… o que vc fez. O meu problema na primeira Faculdade que eu fiz que foi de Letras era que às vezes eu chegava na aula, especialmente nas aulas de gramática, e o professor ainda estava penando para ensinar os Phrasal Verbs para os alunos que mal sabiam o Verbo To Be…

Sério, tinha aluno que não sabia nada de Inglês e se formou colando os quatro anos… Eu fico imaginando esses professores dando aula de inglês pra galera das escolas públicas, não é de se admirar que os alunos não saibam nada… já que os professores não sabem nada. E eu via que eles estavam empacados no mesmo ponto da matéria aí eu faltava pra caramba. Eu ia para casa, faltava uma semana hahahahaha e o pessoal me chamava de Turista. Mas tudo bem… eu era mesmo… E acho que foi isso o que eu aprontei na minha vida acadêmica. Peraí Shao!!! Não me venha dizer que vc nunca colou numa prova! Nunca colei… passei cola… muito hahahahaha mas nunca precisei colar, Graças a Deus, mas não recrimino hahahahaha. Quando a gente trabalha, estuda, e tem casa pra cuidar as vezes vc precisa de um lembrete.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Instagram bloqueando músicas no Stories

redes

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Finalmente, depois de várias semanas sem escrever muito, eu consegui deixar 90 textos prontos e agendados prontinhos para publicação, agora preciso escrever mais trinta para deixar os 120 costumeiros. Vou conseguir? Não sei. Vou tentar? Certamente!

Mas como sempre nem era disso que eu queria escrever neste texto. Bora falar de um dos aplicativos mais usados na atualidade que é o Instagram. Esses dias eu fui compartilhar uma música no Stories do Instagram e eles bloquearam a minha postagem. Eu nem sei quem foi que bloqueou, se foi a gravadora, se foi o artista… Era uma música do Guilherme Arantes. Não sei se vcs ficaram sabendo… mas lá na Europa estão baixando um tal de Artigo 13 que tem a ver com Direitos Autorais e vai impedir qualquer pessoa de postar qualquer coisa em qualquer site ou rede social algo que tenha sido registrado por alguém. Como assim Shao?

Exatamente como aconteceu comigo. Você curte uma música qualquer de um artista qualquer e vc resolve compartilhar um trechinho da música numa rede social qualquer e vc é bloqueado pelo dono dos direitos autorais daquela música. Essa lei não baixou ainda no Brasil, não sei se vai ser adotada aqui na terrinha, masss… isso já acontece. Alguns artistas tem uma visão moderna da coisa e ficam contentes quando um fã divulgam eles nas redes sociais… Na verdade este artista é esperto, porque ele ganha uma divulgação gratuita da sua obra. Se uma pessoa com vários seguidores te divulgam, qualquer que seja a sua arte… pode ser que dentre aqueles seguidores vá aparecer alguém que também vai curtir… é o famoso boca à boca, masss agora no século 21 ela se dá no ambiente virtual… nas redes sociais.

Entretanto também existem artistas que tem aquela visão mais retrógrada. Que querem ter controle total da sua obra. O que acaba por limitar o alcance deles. Quanto mais vc bloqueia este tipo de divulgação. Menos público vc vai acessar. Ahhh mas Shao, eles estão perdendo dinheiro e tem gente ganhando dinheiro com a obra deles. Não é bem assim… o que um usuário comum, tipo eu, que não é webinfluencer nem nada ganha de grana divulgando um trecho de uma música dos anos 80? Nada! O que o artista ganha? Tudo porque várias pessoas vão se lembrar dele, ele pode voltar a despertar interesse nas músicas, nos albuns, nos shows.

Ahhh mas tem gente que usa a música num vídeo no YouTube para ganhar grana… sim, nesses casos talvez o artista devesse conversar com o criador do vídeo e ambos entrarem num acordo, até mesmo com uma mediação do YouTube e uma porcentagem dos lucros daquele vídeo poderiam ir para o artista, cantor, tipo… o vídeo tem dez minutos? Quanto ele arrecadou no mês? Quanto por cento do vídeo tinha a música do artista, pega essa porcentagem e paga o cantor. O resto é do criador do vídeo certo?

Atualmente infelizmente não funciona dessa forma, geralmente os criadores dos vídeos colocam uma música de um artista num trecho do vídeo e os artistas e suas gravadoras levam todo o lucro do video. Mesmo que a música tenha aparecido em apenas 30 segundos de vídeo. Injusto né? E o que vc fez com o áudio que bloquearam Shao? Eu deletei… simples assim. Como eu disse, não sei se foi o artista ou a gravadora que deu o block, mas… seja qualquer deles não foi uma decisão inteligente… Se isso não aconteceu, reparem que daqui para frente vai aparecer mais e mais este tipo de coisa nas redes sociais. Porque não é só o Instagram que está fazendo isso, o Facebook também e o YouTube também… e a tendência é aumentar, então fiquem de olho.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Nerdices: Filme Antigo – Albert Nobs

albertnobs

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Terceiro e último filme do dia. Espero que vcs tenham gostado dos posts de hoje. E já que na postagem anterior, estávamos falando de Glenn Close… e de como ela é boa atriz. Eu me lembrei de um filme antigo dela, de 2011 se eu não me engano. Mais um filme que ela fez um trabalho primoroso e foi indicada ao Oscar de Melhor atriz mas não venceu… duas injustiças na minha opinião. Ela merecia a estatueta pelos dois filmes.

O filme da vez agora é Albert Nobs e se vcs não assistiram, assistam porque é um filme muito bacana. Como não é um filme muito antigo, eu vou tentar não dar spoiler beleza? Bom, a história do filme é mais ou menos assim: Ele conta história de Albert Nobbs (interpretado como eu já disse, com brilhantismo pela atriz Glenn Close) é uma mulher que vive como um homem, ela escolheu viver assim porque era o único modo de ela conseguir um emprego digno na conservadora sociedade irlandesa do século XIX. E ela vive assim, fingindo ser o que não é por 30 anos. Albert é muito querido por todos e conhecido por sua dedicação extrema ao trabalho e por sua timidez. Durante esses trinta anos Albert guardou todo o dinheiro que ganhou para realizar um sonho, de comprar uma lojinha para si e viver sossegadamente na velhice.

A história de Albert é muito triste e ficamos sabendo dela conforme o filme vai se passando. Albert filha de uma prostituta e foi criada num convento. Mas as freiras a expulsaram do local quando ela tinha 15 anos após a morte de sua mãe. Vivendo na rua ela foi espancada e estuprada por um grupo de homens. Desde então ela para se proteger e para conseguir um emprego e sair das ruas começou a se vestir de homem e foi assim que ela viveu quase toda a vida.

Entretanto a pacífica vida de Albert começa a se abalar quando três novos funcionários começam a trabalhar no seu hotel. E eu não vou falar mais sobre eles porque eu não quero dar spoiler nos acontecimentos e no papel que eles representam em transformar a vida de Albert em algo complicado. Fora isso começa a ocorrer um surto de febre tifoide no hotel, deixando vários funcionários doentes e espantando os clientes. Albert fica doente mas se recupera, entretanto a morte de alguns personagens abalam Albert. E eu não vou contar o que acontece porque não quero estragar a experiência de quem queira assistir o filme.

É um drama, por conseguinte é muito triste. Não digam que eu não avisei vcs. O Abert sofre pra caramba a vida toda. O que me fez pensar… em gente que parece que nasceu nessa vida para ser azarado né? Tem gente que veio pra esse mundo só para se lascar. E o personagem Albert representa bem essas pessoas. A Glenn Close já tinha interpretado este papel no teatro em 1982 e depois ela passou 15 anos tentando transformar a história em filme porque ela acreditava que era uma história que precisava ser contada nas telonas. Então, de novo, recomendo pra caramba pra vcs. Peguem seus lencinhos e assistam.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Nerdices: Filme – A Esposa

The-Wife-Poster

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Segundo filme do dia, mais um dos favoritos do Oscar deste ano. E até o momento um dos meus favoritos até agora. Antes mesmo de falar do filme deixa eu dizer que “A Esposa” de todos os filmes indicados ao Oscar foi até agora o que eu mais gostei. Em primeiro lugar, “A Esposa” é baseado no filme homônimo de Meg Wolitzer (que eu ainda quero ler) e que conta a história de amor de um casala do escritor Joseph Castleman (interpretado por Jonathan Pryce) e de sua esposa a abnegada Joan (interpretada magnificamente pela Glenn Close – que foi indicada ao Oscar de melhor atriz e que deveria ter levado na minha opinião) que abandonou os estudos, a profissão e o sonho de se tornar escritora ao se casar com Joseph e dedicou sua vida toda a ele.

A história do filme é mais ou menos assim… Joan e Joseph se conhecem em 1956, ele um jovem, belo e casado professor universitário onde ela Joan era aluna. Nessa época os livros de Joseph nunca eram sucesso de público enquanto que Joan quando o conhece já era uma escritora razoavelmente conhecida. Joan então cai de amores pelo professor. Joseph também se encanta pela jovem aluna e larga da esposa para ficar com ela. 

Por conta da união deles Joseph é demitido da faculdade e Joan começa tentar publicar seu livro. Mas os editores não aceitam sua obra por ela ser mulher. Ela então arruma um emprego de secretária numa Editora. Desempregado Joseph se lança de cabeça em escrever seu livro, achando que vai ser um sucesso que vai tirá-los da situação financeira ruim. Mas o seu romance é esculhambado, ninguém gosta dele e o casamento dele e de Joan entra em crise. Com seu trabalho negado por ser mulher e o trabalho do marido negado por ser ruim Joan então tem uma ideia. Ela se oferece para arrumar o romance de Joseph para que ele seja publicado.

O trabalho reescrito por Joan, intitulado “The Walnut”, é publicado e se torna um best-seller. Então Joan transforma o marido num grande sucesso. Com o passar dos anos isto se repete continuamente. Joan trabalha loucamente escrevendo romances, grandes sucessos de venda mas os livros são sempre publicados em nome de Joseph. E este é o grande segredo do casal… que o verdadeiro escritor de todos os sucessos de Joseph é a esposa. No final da vida… Joseph ganha o prêmio Nobel de literatura. E durante a premiação o repórter Nataniel Bone, quer entrevistar Joan porque ele desconfia que seja ela a verdadeira mente por trás das obras.

Joan, que depois de muitos anos vivendo à sombra do marido, e ainda por coma sendo traída por ele está descontente com seu casamento e com as escolhas que fez na vida. O prêmio Nobel de literatura para Joseph é apenas a gota d’água que faltava para encher o copo dela (como dizia a minha avó). Então começa se questionar se fez as escolhas certas na vida. O filme nos conta a história de vida de vida desse casal em partes, como um quebra-cabeças. Mas não de uma forma confusa. A história passeia entre o presente e o passado nas lembranças de Joan. E Glenn Close tá maravilhosa no papel da esposa, que é mais talentosa que o marido, mais inteligente, mas que ao mesmo tempo é uma sonhadora e um reflexo das mulheres do seu tempo que acreditavam que era seu dever abdicar de tudo, e viver às sombras dos maridos cuidando deles e da sua família e que agora se vê angustiada diante de um mundo que pensa e age de forma diferente.

Fala-se muito de feminismo hoje em dia… mas existe pouca compreensão sobre a realidade que muitas mulheres viveram no passado. O silêncio de Glen Close em muitas cenas do filme é um silêncio pesado, refletindo tudo que ela deixou de ser para se adequar à uma sociedade onde a mulher que ousava quebrar as regras era moralmente apedrejada. A personagem dela escolheu se encaixar nessa sociedade, para tal enterrando todos os seus sonhos, expectativas e limitando todo o seu potencial. Assim, recomendo para caramba esse filme para vcs. Ainda mais se vc for mulher… faz a gente entender melhor pelo que passaram nossas mães e avós em suas respectivas épocas. 

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, Já já… mais ou menos às 23h00 a gente volta com mais uma postagem, mais um filme para vcs.

Abraços, Shao

 

Nerdices: Filme – A Favorita

favourite

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Mais uma sexta… e como vcs sabem, é dia de filme… continuo eu na minha saga, tentando ver todos os filmes do Oscar deste ano, apesar do Oscar já ter sido entregue faz muito tempo e todo mundo já saber quem ganhou e quem perdei e tudo isso… eu ainda to tentando assistir aos poucos pelo menos os indicados a melhor filme e os que tiveram atores e atrizes que foram indicados pelas seu trabalho nos melhores filmes deste ano.

E o primeiro filme de hoje é um dos que foram indicados a melhor filme e tiveram três atrizes indicadas. Uma para melhor atriz (e acabou ganhando) e outras duas atrizes para o prêmio de melhor atriz coadjuvante. Mas vamos falar disso mais adiante crianças… O filme da vez é “A Favorita” e ele conta a história de duas damas da corte inglesa que foram muito próximas da Rainha Ana da Inglaterra e a rivalidade que existia entre as duas. Bem como a sua proximidade com a rainha dava a elas poder dentro da corte inglesa.

E a história do filme é mais ou menos assim. Durante o período em que a Inglaterra está em guerra com a França a detentora do trono inglês é a Rainha Ana (interpretada brilhantemente pela atriz Olivia Colman que levou o Oscar pelo seu trabalho), frágil e doente ela mal governa a Inglaterra, quem realmente toma as decisões, através de sua influência sobre a rainha, e a sua amiga Sarah Churchill , a Duquesa de Marlborough (interpretada pela atriz Rachel Weiz, que foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz coadjuvante pelo papel).

Tudo corre bem até que de repente, vinda de longe uma prima de Sarah pede emprego no Castelo e começa a trabalhar como empregada, Abigail (interpretada pela atriz Emma Stone, também indicada ao Oscar de Melhor atriz coadjuvante pelo seu papel) que quer voltar a ser aristocrata depois da queda da sua família. Ela então usa de todo o seu charme para tentar se casar com um rico homem da corte da rainha enquanto ela faz de tudo para subir de posto dentro do Castelo. Como a rainha vivia muito doente, um dia Abigail vai até o campo e com algumas plantas ela faz um remédio que melhora as dores da rainha e este pequeno ato abre para ela as portas da corte da rainha que pessoalmente manda que ela seja colocada como sua serviçal.

E daí para frente as duas começam a travar uma verdadeira guerra dentro das paredes do castelo para ver quem é a Favorita da Rainha. Uma das grandes controversas do filme, já que ele conta a história de personagens históricos reais é a forma como a Rainha é retratada no filme. Aparentemente baseados nas descrições dela pela própria Sarah Churchill. Mas diversos historiadores contestam esta imagem dizendo que Ana era inteligente e que na maior parte das vezes conseguia impor suas vontades, apesar da doença, mas que às vezes, por questões políticas ela era obrigada a ceder, mas que ela sempre o fez de modo extremamente competente. Seu reinado não foi longo mas ela foi capaz de manter unido os reinos da Grã-Bretanha, Irlanda e Escócia unidos até sua morte. Ela foi também a última Monarca da linhagem dos Stuart. Como ela não deixou herdeiros foi substituída por seu primo Jorge que iniciou a casa de Hanover.

O que eu achei do filme? É bacana. Para quem gosta de filmes de época e filmes históricos é um prato cheio. Ele trata muito mais do relacionamento entre os personagens do que do fator histórico mesmo. Ele foca em todas as tramoias e fofocas. Bem como da infinita guerra por poder que rola dentro da corte da rainha. É uma grande disposta por poder e uma disputa de egos também. Mas, até agora não é meu filme favorito dos indicados ao Oscar. Ainda bem que ele não ganhou hahahaha. Ele não me cativou apesar de ser um bom filme. 

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, Já já… mais ou menos às 15h00 a gente volta com mais uma postagem, mais um filme para vcs.

Abraços, Shao

Música: 8mm

8mmnew

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Bora falar de música hoje? Bora né? Sabe o que é que eu acho mais bacana nesses dias que eu falo de música. O mais bacana nem é falar das bandas que eu curto que todo mundo conhece, sempre é mais bacana quando a banda da vez é uma banda não muito conhecida.

8mm

Sabe por quê? Porque depois de certa idade a gente já construiu o nosso “gosto musical” e a gente tende a ficar dentro da nossa bolha, ouvindo as mesmas músicas das mesmas bandas de novo, de novo e de novo. E a gente acaba não conhecendo música novas, bandas novas e a gente fica com aquela sensação de… nossa as músicas de antigamente eram melhores. E nem sempre é verdade, tem muita coisa boa por aí mas a gente não ouve no meio do que é sucesso, do que tá tocando nas rádios, das mais tocadas.

Eu sempre curti conhecer novas bandas, descobrir novos artistas e eu tinha deixado isso de lado nos últimos anos. E o streaming de música, onde vc faz a sua programação ele pode tanto te abrir as portas para conhecer bastante coisa nova quanto para te trancar na sua bolha musical. Antigamente quem apresentava as músicas novas para a gente eram as rádios, agora a gente pode pesquisar sozinho no catálogo gigantesco dos Apps e sites de Streaming de música.

Mas como eu disse eu tinha deixado de lado isso um pouquinho. Agora eu retomei, e uma das minhas formas de conhecer música nova é prestar atenção na trilha sonora das séries e filmes que eu estou assistindo. E eu e meus irmãos sempre trocamos figurinhas. Eu apresento alguma coisa pra eles e eles me indicam outras coisas. É bacana… E a banda que eu queria trazer para vcs aqui no blogue hoje é uma banda americana que surgiu em 2004 chamada 8mm (exatamente… oito milímetros). Ela é uma banda classificada no Wikipedia como uma banda de Trip hop (eu nem sabia da existência deste estilo musical gente).

De qualquer forma eu ouvi o som deles pela primeira vez numa série chamada “One Three Hill” eu nem acompanhava a série, mas meu irmão tava assistindo na sala enquanto eu fazia um café na cozinha e tocou a música “No Way Back” e eu pensei, nossa que música bacana. Então eu saquei do meu app SoundHound e descobri quem era a banda e depois eu fui procurar a música na internet. E várias músicas da banda já apareceram em vários episódios de várias séries de sucesso na TV americana. Quando eu conheci eles foi por volta de 2013. De lá para cá eu acompanho o trabalho deles, não muito de perto, mas toda vez que eles lançam alguma coisa eu vou ouvir e eu sempre curto. Desde que eu assinei o Spotify ficou mais fácil acompanhar os lançamentos deles.

Atualmente a banda é formada pelo seu criador Sean Beavan produtor e instrumentista e por sua esposa Juliette Beavan que é a vocalista. O som deles é um rock, pop, meio eletrônico meio gótico… eu gosto muito dos arranjos, da harmonia, das batidas… mas especialmente das guitarras e das letras. As letras deles são maravilhosas aliás… vcs nunca vão me ver falando bem de uma banda que não tenha letras bacanas… é uma questão de honra isso para mim.

E eles acabaram de lançar um EP com seis canções novas e eu vou deixar uma delas aqui para vcs ouvirem, avaliarem, como este blogue é o meu Diário de Bordo e música é uma das coisas que eu mais amo na vida eu acho legal trazer para vcs de vez em quando as coisas que eu gosto. Vai que alguém por aí curte também não é mesmo?

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

 

Contratura Muscular…

contratura-muscular-500x328

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Como eu sempre digo quando acontece alguma coisa ruim comigo, azar pouco é bobagem certo? Deixa eu contar para vcs uma história que aconteceu comigo em 2015 e que eu acho que nunca cheguei a contar aqui no blogue para vcs. Acho que eu citei bem por cima… Mas, foi assim… em 2015 fazendo meus exames rotineiros. Eu sempre faço exames anuais de mamografia, ultrassom (por conta do histórico de câncer de mama e de útero na minha família) desde que eu tinha 20 anos, fora os exames de controle do diabetes, mais os exames oftalmológicos…

E naquele ano eu tive um susto, no ultrassom apareceu um nódulo. Graças a Deus não era nada… mas, por conta da perda do meu avô e da minha mãe, que ainda estavam bem recentes e doloridas para mim. Eu meio que surtei, eu fui parar no hospital com uma contratura muscular em vários músculos do pescoço… e uma crise de pânico. Eu tive que tratar a contratura por três meses, e tive que começar a fazer terapia para tratar essa minha fobia com o câncer. Então é assim, toda a vez que eu fico chateada ou preocupada eu acabo tendo algum tipo de problema do gênero… dores musculares, essas coisas.

E agora no começo desse ano eu tive uma contratura muscular nas costas que eu tive que ficar praticamente um mês tomando um remédio caro e forte pra caramba. Eu estou escrevendo este texto no finalzinho de Abril e eu ainda sinto algumas dores no músculo machucado. Eu tenho que fazer alongamento todos os dias e uns exercícios para não travar as costas de novo.

Depois da travada federal nas costas eu tive a crise de dermatite que eu tô tratando ainda. Ela melhora, depois piora de novo. Ela quase sara depois ela piora novamente. Eu nem sei mais quanto tempo vai levar para isso resolver. Tá foda viu? Eu já cansei de ficar estressada com esses dois problemas. Na próxima sexta eu devo voltar ao dermato, as costas não estão me incomodando. Mas… mano… esse ano tá russo… cinco meses do ano, cinco meses doente (porque eu tô escrevendo este post para vcs em maio apesar de vcs estarem lendo em julho). Eu espero que até a data do meu aniversário minha saúde tenha voltado ao normal.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

Nerdices: Games Antigos – Soul Reaver

soulreaver

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Eu tirei como vcs sabem umas folgas forçadas das coisas que eu tinha planejado fazer este ano e o que é que eu tenho feito? Eu tenho focado em não me estressar. Tá sendo difícil, tá sendo bem mais difícil do que eu pensei que seria, eu não sabia, mas eu não sei desligar completamente das coisas. E eu sei que isso não é legal para mim, e pode ser por isso que eu ando tão doente… não sei…

Mas, como eu dizia, eu tirei umas folgas forçadas e eu tenho jogado videogame e feito tricô tentando relaxar e então. Eu baixei uns jogos para o meu PC e um deles é um jogo antigo do Playstation que eu jogava com os meus irmãos. Os jogos de antigamente tinham uma definição horrenda se compararmos com os jogos de hoje, os personagens eram uns bonecos quadrados e estranhos pareciam um rascunho hahahaha. Mas se vc pegar esses bonecos e comparar com o Atari, que foi o que eu cresci jogando eles eram bem melhores. Eu sempre me impressiono com a evolução da tecnologia, dos games especialmente.

Uma coisa bacana dos jogos antigos era a história. Eu acho que muitos dos jogos de hoje em dia são bem dinâmicos, mas eles são mais focados na ação que na história. Não são todos claro… tem jogos com histórias bem legais… mas também eu não posso falar muito porque eu não jogo muito os jogos novos de hoje em dia. Meus irmãos jogam, eu não hahahahaha… eu só fico nos joguinhos velhos mesmo. Mas voltando ao jogo “Soul Reaver” a história dele é mais ou menos assim:

No jogo nós somos Raziel, um dos tenentes vampiros de nome Lorde Kain que é  executado à mando de seu mestre. Ele morre e chegando no outro mundo uma divindade misteriosa dá para ele uma missão, retornar para o mundo dos vivos como um espectro. Ele faz com que Raziel se transforme no “Soul Reaver” ou o Ceifador de Almas. E ele tem que colher o máximo de almas possíveis para se fortificar para só então conseguir obter sua vingança. “Soul Reaver” é também o nome da espada mística de Lord Kain e outra missão que vc tem que cumprir é conseguir esta espada…

O jogo é bem bacana, e é bem chatinho de passar as telas mesmo vc já sabendo todos os passos que tem que dar para passar todas as telas. E se vcs tem um computador, e conhecerem o jogo e quiserem relembrar. O jogo tá disponível na Steam. Só comprar e fazer o download e jogar. E o PC de vcs nem precisa ser muito potente, o meu não é… e roda de boa. Até porque como eu disse os gráficos não são tão pesados.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

O que é Síndrome do Intestino Irritável?

sindrome_intestino_irritavel_ClinicaIbed_2-01-2

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Quer dizer, mais ou menos, ainda estou enfrentando problemas com a minha dermatite… Parece que vou levar muito mais tempo do que eu pensava para me livrar dela. Este ano não está sendo legal para mim nem para a minha saúde. Eu já nem tô fazendo planos pra mais nada eu só quero que passe de uma vez por todas essa crise de dermatite… Entretanto não sei quanto tempo vai demorar para melhorar esta bagaça.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no texto de hoje. Vamos falar de outra doença crônica, não da minha diabetes nem da minha dermatite (sim eu tenho duas doenças crônicas, eu fui sorteada para um caralho duas vezes na loteria genética) vamos falar de Síndrome do Intestino Irritável (também conhecida como síndrome do intestino irritado). Não, eu não desenvolvi mais esta doença felizmente… quem está com esta síndrome é meu irmão.

Meu irmão nos últimos anos teve vários problemas gastricos. Crises de vômito, crises de diarréia, um monte de coisas que ele não podia comer sem passar mal. Ele perdeu peso pra caramba. E a gente foi num monte de médicos, vários exames e todos os exames dele davam normais. Eu fiquei extremamente preocupada porque eu sou surtada… apareceu alguma doença nos meus irmãos eu já fico achando que é coisa ruim, que é câncer…

Mas isso é um problema meu, um trauma meu porque a última vez que minha mãe teve câncer, começou com uma dorzinha nas costas e no final das contas era uma metástase. Então qualquer coisinha neles, qualquer dorzinha eu surto. Mas como eu disse é um trauma meu isto e eu estou tratando isso com Terapia… eu tô bem melhor… Enfim, depois de muita cabeçada… meu irmão foi diagnosticado com esta síndrome e agora ele está fazendo o tratamento adequado. 

Mas o que é exatamente? O que acontece… bom… é uma doença crônica, ou seja, não tem cura, vc tem que tratar ela quando as crises atacam e tem que prevenir ela para não ter crises muito graves. E as crises são de dores abdominais, de gases, diarréia… As causas dessa síndrome são até hoje desconhecidas… A maioria dos especialistas acredita que as causas sejam de origens psicológicas, mas estudos ainda estão sendo feitos quem sabem mais adiante nós saibamos qual a causa. E meu irmão passou por muitas coisas complicadas na vida nos últimos anos pode ser que isto tenha desencadeado esta síndrome nele.

Eu não tenho a pretensão neste texto de explicar a síndrome, apesar do título da postagem. Eu só quero explicar por onde nós caminhamos para chegar a um diagnóstico…  foram quase três anos. A princípio nós achamos que ele estava tendo viroses, uma atrás da outra. Depois pensamos que poderia ser alguma espécie de intolerância a algum alimento. Primeiro o médico achou que era intolerância a lactose, depois a glúten, mas não era nem uma coisa nem outra. Então a gente trocou de médico diversas vezes… até encontrarmos com um que sentou e conversou com ele… viu todos os exames dele e agora finalmente ele tá fazendo o tratamento certo, tomando os remédios certos e ele está melhor.

Não é uma doença que vc resolve asim de uma hora para a outra, ela aparece aparentemente do nad, mas também não é do nada é devido algum estresse ou trauma e agora ele tá passando com o Gastro pra resolver as crises, uma nutricionista para ele comer direito e fortalecer todo o sistema digestivo para evitar novas crises e terapia para tratar a ansiedade que aparentemente foi a causa dos problemas digestivos dele. Então se vcs estão passando por uma treta dessas, ou conhecem alguém… não desistam. Se o primeiro médico não se importar, não investigar mais procurem um outro médico, inssistam com os exames porque apesar de não existir uma cura para a doença existem tratamentos para evitar as crises.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Faz tempo que eu não atualizo o blogue eu sei mas tem bastante coisa legal por lá e eu pretendo retomar os textos quando as coisas estiverem mais calmas na minha vida. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Viajando nas Férias

20190617_162806

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Eu acabei de chegar em casa depois de uma viagem de três dias para o interior. Mais especificamente para a Associação da AFPESP de Lindóia… Nós saímos de casa, no domingo de manhã por volta das nove e meia e chegamos lá na Associação por volta do meio dia e meia, uma da tarde… à tempo pro almoço ahahahaha…

20190617_162931

Eu aluguei um carro… um dia antes. Porque meu carro tá no funileiro, porque ele tava cheio de arranhões e pinturas foscas, e meu irmão acabou batendo e estrupiando a lanterna traseira então ele resolveu parar o carro e fazer tudo o que tinha que fazer. De qualquer forma eu já ia alugar um carro porque sai mais barato alugar do que revisar o carro e blábláblá. Eu ia alugar um carrinho simples, um Logan igual ao meu… mas meu irmão queria dirigir também e ele detesta câmbio manual então tava na promoção lá na locadora e eu aluguei uma SUV Automática. Um Jeep Renegade.

20190616_110722

Mano… virou o carro dos meus sonhos… não a parte automática. Porque eu não gosto muito de dirigir, mas quando eu tô dirigindo eu gosto de sentir que eu tô dirigindo e eu prefiro câmbio mecânico. Enfim… fomos… a Associação de Lindóia é bem menor que as outras em que eu tinha me hospedado (que foram… a de Ubatuba e a de Poços de Caldas). Não são apartamentos, são chalés… pegamos dois chalés pequenos… ficamos três dias… sexta, sábado e domingo (parte da manhã).

20190616_134242

E foi bem divertido, só não foi mais divertido porque o meu outro irmão não conseguiu pegar folga no trabalho, porque já tem gente de férias e gente que vai entrar em férias em breve. Quando a gente é solteiro e sem filhos sabe como é né? Meses de férias acaba tendo preferência quem é casado e com filhos. Mas nem era disso que eu queria falar… Vamos falar do que fizemos lá…

20190617_162400

No primeiro dia, domingo, fomos passear na cidade de Águas de Lindóia. A Associação fica na estrada, um pouco antes de chegar na cidade de Lindóia, mas ela fica bem perto das cidades de Serra Negra e de Águas de Lindóia… Mas no domingo tava tudo meio que fechado, encontramos umas coisinhas lá, umas lojas de doces e queijos, mas foi isso. Já na segunda-feira nós fomos passear em Serra Negra. Muito mais coisa para fazer… andamos o centro todo. Compramos umas lembrancinhas, tinha loja de roupa para um caramba… e depois fomos andar de teleférico e subimos no ponto mais alto da cidade, no Cristo, de onde dava para ver a cidade toda… foi bem legal.

20190617_162127

Uma coisa bacada na AFPESP é que vc paga toda a sua estadia e é pensão completa. Vc não precisa se preocupar em sair pelas redondezas do hotel pra procurar restaurante nada disso… Já tá lá disponível pra vc, nos horários certos, café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar… fora isso serviço de quarto até tipo dez da noite para vc pedir porções, lanches… Vc pode inclusive, assim que vc chega no local, informar a nutricionista caso vc tenha alguma restrição alimentar pra ela providenciar uma opção diferenciada para vc nas refeições.

20190617_1622251

No meu caso não foi necessário… porque diabetes é praticamente vc comer pouco carboidrato, pouca proteína, zero de açúcar e no cardápio lá da associação tinha bastantes opções para eu escolher e comer o mais saudável possível. Nem todas as vezes eu fiz boas escolhas e meu diabetes ficou meio zoado nos dias que a gente tava lá na Associação e agora que voltamos para casa eu tô colocando ela em ordem novamente.

20190617_105240

Infelizmente nem tudo foram flores na viagem. Tivemos um pequeno acidente com o carro, já em São Paulo e esquecemos uma sacola com umas coisas lá no chalé… Infelizmente por conta do acidente tivemos que pagar a franquia do seguro… um gasto imprevisto. Mas o lance da sacola já resolvemos eles vão mandar via malote para a sede aqui de São Paulo e meu pai vai buscar para mim a sacola quando chegar… provavelmente só semana que vem por conta do feriado.

20190617_105140

Mas nada disso estragou a experiência da viagem. Meu irmão ficou bem chateado com o acidente do carro (ele que tava dirigindo) e com o gasto extra, mas essas coisas acontecem. Eu curti para caramba dirigir o Renegade, quisera eu ter grana para comprar um carro desses que custa entre 60 e 90 mil reais, mesmo sendo automático, eu ainda prefiro câmnbio automático. E a viagem foi legal também… meu pai tá até pensando em voltar lá quando meu outro irmão sair de férias…

20190617_104804

Resumindo, essas minhas férias foram bacanas, tirando uma diabetes ligeiramente louca e a minha dermatite que ainda está em tratamento. Acho que essa é a primeira vez em diversos anos que eu não saio de férias e fico doente. Talvez porque eu já estava pegando leve uns dois meses antes de sair de verdade de férias. E a viagem foi pra fechar as férias com chave de ouro. Amanhã a caba a moleza… tô de volta à labuta. Férias de novo agora só em Novembro. Eu coloquei algumas fotos no meio do post, quem quiser ver mais só acessar meu instagram… coloquei a maioria lá. 

20190617_104602

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao

App para gravar a tela do celular

redes

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Eu reparei que faz um tempinho que eu não trago aqui para o blogue um texto sobre alguma tecnologia. E vira e mexe eu tenho um amigo que me manda uma mensagem me perguntando sobre isto ou aquilo de aplicativos e de tecnologia então bora falar hoje aqui de um app que vira e mexe eu uso e que a galera sempre me pergunta “nossa, como vcs faz isso?? que app vc usa??”

Hoje vamos falar de um aplicativo que serve para gravar a tela do seu celular. Como assim Shao? Se vc não me segue no Instagram vc não viu mas de vez em quando eu posto no meu stories pequenos vídeos com músicas, geralmente a música que eu estou ouvindo no dia. E eu faço esses pequenos vídeos com um aplicativo nativo do meu celular, que é o Galaxy S9. Masssss… nem todo mundo tem um celular com esse app nativo. Os meus irmãos tem outros celulares e eles me perguntaram que app eu usava e eu fui procurar um app que tivesse essa função. De gravar a tela do celular, grava o que quer que seja que vc esteja fazendo no celular naquele momento, video, música, jogo, conversas… grava tudo…

E eu descobri vários apps e testei todos eles e o que eu mais curti (fora o app nativo do S9) é o Du Recorder. E da mesma forma que vc pode tirar um print da tela do seu celular para postar nas redes sociais vc pode capturar a tela do seu celular em forma de um vídeo para vc compartilhar com as pessoas. E qual a utilidade disso Shao? Para quem gosta de jogar no celular, vc pode gravar sua gameplay e depois compartilhar, vc pode gravar um tutorial também de como acessar, configurar algum aplicativo, coisas assim… Vc pode capturar um video qualquer para assistir mais tartde também… eu como já disse, uso ele para fazer pequenos vídeos de músicas… gravando um trechinho da música com a imagem que tá rolando na tela do seu celular.

É um app gratuito, então vc não tem que pagar nada para usar. Ele é bem simples de usar e de configurar também. Se vc jogar o nome do app no YouTube vc vai encontrar várias reviews e até mesmo vídeos ensinando vc a configurar o app. Se vc gosta de fazer tutorial ou jogar videogames no celular ele deixa vc gravar a tela e juntamente com a tela uma facecam (a sua câmera de selfie pode ser habilitada para aparecer a sua cara no seu gameplay ou no seu tutorial.

O aplicativo é bem leve, geralmente não trava, mas lembrem-se ele pode travar ou das LAG se vc estiver gravando um jogo mais pesado. Ele também é bem fácil de usar. Depois de gravado o seu vídeo o app ainda tem um editor de vídeos que vc pode editar a imagem, aplicar filtros, editar o som ou o volume… é bem legal.  Isso faz com que ele seja melhor que o app nativo o S9 que não tem editor de vídeos. Algumas funções são bem básicas, mas outras são bem legais. Tem várias e várias funções bacanas e de novo vc pode encontrar no Youtube diversos vídeos com esses tutoriais e reviews analisando este app.  Então se vc está precisando de um app para gravar a tela do celular este eu super indíco

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao