Eu sou azarada… e ponto!

16825862_10212708936898719_7952936684528960036_o

Fala galera beleza??? Como vão vcs??? Tá todo mundo legal? Espero que sim… finalmente, parece que o verão está chegando ao fim. Eu não aguentava mais tanto calor, como vcs sabem eu detesto calor… e amo frio. Pela primeira vez em meses eu tive uma noite satisfatória de sono. Por mim eu moraria numa cidade onde fosse inverno 365 dias por ano… Shao vc está exagerando. Provavelmente estou mesmo ahahahahaha. Mas, vcs estenderam o espírito da coisa né?

Este post em particular vai ser publicado num domingo mas eu estou escrevendo ele num sábado e sabadão é dia do quê??? De Pastel Shao! Não… é dia de dormir até mais tarde e de lavar roupa… Tô firma na dieta nada de pastel pra mim hoje… Acordei eram umas nove e meia e tomei um banho e já fui colocando a roupa na máquina de lavar, daí tomei meu café e vim aqui para o computador e vou ficar escrevendo aqui no blogue até terminar toda a roupa, assim que terminar eu vou enfiar a cara nos vídeos que eu tenho que legendar e vou embora até a hora de dormir e é isso que eu vou fazer hoje e mais nada…

Amanhã, domingo, eu não tenho planos de fazer nada. Quer dizer, não tenho planos de sair de casa… mas eu e o Carlos meu mano vamos testar uma receita de frango assado na cerveja e arroz de forno, aumentando meu repertório na cozinha… eu não tenho muita imaginação pra cozinhar, mas… a gente faz o que pode…

Mas como sempre nem era esse o assunto do post… então vamos pro tema. Eu já disse aqui mais de uma vez, eu sou azarada para caramba e quando eu falo essas coisas vcs pensam, ahhhh Shao vc tá exagerando. Não… não tô exagerando galera… e eu vou dar um exemplo para vcs só do que aconteceu de uns dois meses para cá comigo para vcs verem que não é brincadeira.

Nos últimos dois meses meu PC deu pau, duas vezes… da primeira vez eu tive que formatar, quase perco tudo que eu tinha na máquina, perdi efetivamente alguns programas que já não se encontram mais para baixar. Felizmente, coisas importantes como as fotos da minha mãe que eu ainda não tinha em nuvem (agora tá tudo na nuvem), filmes, séries e músicas, arquivos de trabalho, arquivos do Word, do Excell… histórias que eu estava escrevendo… coisa pra caramba… gastei 80 reais, pra fazer back up e reinstalar sistema operacional, fiz um downgrade pro Windows 7… porque o rapaz da Assistência Técnica achou que era um problema no Windows 8.1 (não era…).

Eu fiquei chateada pra caramba… no mesmo dia que o PC morreu meu irmão ficou com pena de mim e me levou no Outback pra almoçar pra ver se me animava, chegando lá eu pedi uma batata assada recheada e ela veio crua mano… ele ficou rindo de mim e falando, nossa, vc é azarada mesmo hein? 

Na mesma semana choveu canivetes e eu perdi a consulta com o oftalmologista… uma semana depois eu fui no Endócrino, esqueci de levar a folha para ela preencher para pegar o Kit Diabetes no posto de saúde… e ela não tinha lá no consultório dela o impresso.

Saindo de lá eu fui no shopping comer um negócio porque eu nem tinha almoçado, eu peco o cartão do estacionamento da entrada da garagem do prédio na Praça de Alimentação… e pra achar aquela birosca depois, felizmente minha amiga estava lá comigo e a gente achou o cartão. No mesmo dia eu chego em casa vou fazer janta pros meus irmãos queimo o arroz todo…

Umas semanas depois o computador para de funcionara de novo… bem no sábado de Carnaval, eu tinha tanta coisa pra fazer online da faculdade, tanto arquivo pra editar… tive que ficar sem computador o feriado todo, cinco dias… levo de volta na Assistência, era o HD mesmo… dito cujo faleceu de vez… simplesmente morreu. Pra completar o meu Nobreak queima… lá se vão 900 reais 590 num HD novo mais uns quebrados no Nobreak novo. E eu sem grana geral…(felizmente agora tá tudo funcionando direitinho com o HD novo).

Mas como azar pouco é bobagem, eu trouxe o PC pra casa e uma semana depois ele começa dar mensagem de… por favor valide seu Windows… o rapaz esqueceu de inserir a licença válida que eu tinha do Windows… Toca eu ir lá de novo pra ele resolver o problema… resolvido.

Daí vc pensa… chega de azar né? Não… nada disso… eu fui trocar o sensor do Freestyle Libre ele travou dentro do aplicador a agulha retraiu para dentro. E eu sem grana, perdi o sensor, e até agora não consegui trocar o danado na Abbott. Uns dias depois o sensor que eu tinha colocado, eu esqueci de colocar uma fita de Knésio para proteger ele então eu encosto na minha cadeira… o sensor gruda no couro da cadeira e quando eu vou me levantar a cadeira arranca ele do meu braço… perdi o segundo sensor. E cada sensor custa 250 reais…

Terminou Shao??? Não… ainda não… logo em seguida meu irmão teve que ficar internado por causa de uma amigdalite ferrada, na semana seguinte meu outro irmão teve uma gripe pesada e uma semana depois eu fiquei três dias de cama com a mesma gripe. Lá vai grana que eu não tenho em remédio… e eu tive que faltar dois dias no trabalho ainda por cima PQP hein Shao? Pois é… mas não acabou ainda…

Semana retrasada, deu uma chuva horrenda de novo e um raio caiu aqui perto… eu tirei tudo da tomada, mas deixei o modem conectado no cabo do telefone, o que sucede??? O Modem queima claro… Felizmente eu não tive que gastar nada, pessoal da TIM Live veio aqui em casa e trocou o Modem.

E… finalmente pra fechar Fevereiro e Março com chave de ouro com acontecimentos ruins. Um amigo muito querido, com quem eu trabalhava desde que eu entrei na Prefeitura, há quase 15 anos… faleceu semana passada…

Então, assim… Esse é o resumo de Fevereiro e Março de 2017 da minha vida… Como vcs podem ver, eu não estou exagerando… se isso não é ser extremamente azarada, eu não sei o que é ser azarada. Eu sinceramente espero que as coisas melhorem nos próximos meses, porque olha… Deus me livre de mais notícias e coisas ruins acontecendo.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

O Luto e Lancelot – A Cicatriz

lancelot

Fala terráqueos… beleza??? Eu tô com dor de cabeça… eu nem fui pra academia hoje porque minha cabeça á doendo muito mesmo. Estava dando uma facada na minha cabeça… Daí eu vim para casa, tomei uma farmácia de remédio e o paracetamol para variar me derrubou e eu apaguei.

Ou pelo menos eu tentei, eu deitei e tentei dormir mas um bando de desocupado… porque desocupado é o que mais tem no mundo. Ficou me mandando mensagem do Whatssapp, e me ligando e me mandando torpedo. E outro bando de feladaputa ficou gritando na rua aqui na frente da minha janela. Então na verdade eu fiquei deitada mas, não consegui dormir por causa desse bando de gente barulhenta, até o presidente da Iugoslávia resolve me ligar quando eu quero silêncio. Mas isso não vem ao caso agora, já acordei mesmo, então não adianta reclamar hahahahahaha.

Vcs devem estar curiosos sobre o post de hoje, afinal de contas o título é meio diferente… Bom, bora pro tema do post… último post que eu vou escrever hoje e depois eu vou trabalhar um pouco com edição do meu livro. Enquanto eu assisto as aulas do Cursinho pro TJ.

Então… esses dias, acho que eu comentei aqui numa postagem anterior… eu estava bastante triste, com saudades da minha mãe e eu ainda sonhei com ela me contando que estava com outro tumor… Aliás eu sonhei com ela a semana toda. Talvez seja essa uma das razões pelas quais eu tive uma semana péssima. Vc fica a semana toda pensando na pessoa e sentindo aquela falta… e imaginando como seria se a pessoa estivesse alí com vc como a vida seria diferente. Não tem como ficar legal com esses sentimentos e pensamentos te rondando o dia todo… e a noite toda porque vc fica sonhando com isso também.

E o que isso tem a ver com o personagem Lancelot, o lendário cavaleiro da Távola Redonda do Rei Arthur. Caso vcs não conheçam a história, existem várias versões da história claro… Mas na grande maioria delas Lancelot é apaixonado por Guinever que vem a ser a esposa e rainha do Rei Arthur, mas ele era meio que o braço direito do Arthur. E na versão à qual eu me refiro ele se fere numa batalha onde ele salva a vida da Rainha e como ele está ferido ele não pode lutar e como ele está apaixonado por ela ele resolve se afastar de Camelot, usando o ferimento como desculpa. Mas a verdade é que o que dói mesmo nele é não poder ter a mulher que ele ama.

Mas como ele é o cavaleiro fodão da história, precisam dele e ele acaba tendo que voltar para ajudar a salvar Camelot e tal… e tem uma cena nessa versão que quando ele retorna a Rainha pergunta para ele se o ferimento cicatrizou… e ele responde que a ferida nunca se fechou completamente. É uma conversa aparentemente sobre o ferimento dele mas na verdade ela está perguntando para ele se ele ainda a ama e ele meio que diz que sim, que nunca deixou de amar.

Agora, quanto à minha metáfora particular. Eu acho que o luto é como a cicatriz do Lancelot, é uma ferida que nunca fecha. Em alguns dias vc está legal, e tem um monte de coisa para fazer e nem lembra dele, ou lembra vagamente dela e tem aquela tristezinha, aquela dorzinha suportável… e em outros dias parece que os pontos romperam e ela sangra e dói como se fosse o primeiro dia tudo de novo.

Quem já fez uma cirurgia qualquer, mas especialmente uma cirurgia óssea sabe do que eu estou falando, quando esfria muito o tempo, ou quando vai chover… parece que o local da cirurgia dói… tem gente que não acredita nisso. Mas a minha mãe sempre adivinhava quando ia chover porque o joelho operado dela doía loucamente.

E eu acho que a dor da perda de uma pessoa é mais ou menos como essas cicatrizes. Ela vai estar sempre alí, e de vez em quando ela vai doer para um caramba e vc vai ter que tirar um dia para descansar, para tratar do seu ferimento. Cuidar da dor e então uns dias depois vc está em pé novamente… e assim a gente vai levando a vida.

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Meta de Leitura: Livro Quatro – “Os Assassinos do Cartão Postal” – James Patterson.

OACP

Fala galera, como vão vcs… Eu tô legal, graças a Deus já livre da gripe, me sentindo melhor. Um pouco baqueada ainda mas, pronta pra retomar minha rotina. Vou tentar pegar leve entretanto porque tudo o que eu menos quero neste momento é uma recaída e ter que tomar antibióticos.

Estou adiantada para caramba com as postagens aqui, então eu vou tirar uma semana de folga nos trabalhos aqui do blogue… Só vou escrever aqui mesmo, quando eu tiver um tempinho entre um atendimento e outro porque parece que a o fluxo de atendimento da Prefeiturolândia voltou ao seu normal, já deu uma acalmada provavelmente uma semana de folga da academia (que na verdade serão duas, uma porque eu estava doente e não me aguentava em pé e outra porque eu estou extremamente atarefada com as coisas da pós…o que é péssimo para meu condicionamento físico e meu plano de perder peso e ganhar massa magra, mas whatever, a gente tem que priorizar né? – eu sou só uma…).

Essa semana eu tive aula na Pós sobre programinhas que ajudam os tradutores a fazerem seu trabalho de traduzir os textos com maior rapidez. Achei o máximo, infelizmente tem alguns raros programas gratuitos, a grande maioria e os exigidos pelas empresas de tradução são pagos e caros… entre 400 e 700 euros… Isso mesmo que vcs leram, euros… grana para um caramba. Eu baixei o programa, versão trial, tenho 30 dias para usar, experimentar e ver se eu quero comprar… claro que eu não tenho grana para comprar agora, mas… quem sabe mais adiante. Tá certo que se eu pegar duas traduções para fazer, já paga o programa… mas… a dureza é começar a pegar trabalhos, de uma agência, sem ter o programa ou a certificação do programa. Ou seja, é um círculo vicioso… para poder comprar o programa vc precisa de grana, para ter grana vc precisa pegar trabalho para fazer, para pegar o trabalho para fazer vc tem que ter o programa e a certificação do programa… complicado né? Mas, vamos devagar… a gente chega lá…

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar… Vamos falar do quarto livro que eu li esse ano… eu escolhi um livro aleatório, ninguém me recomendou nem nada, eu entrei na loja da Amazon, achei esse título, achei interessante e pensei, vamos ler esta birosca, e baixei pro Kindle. E olha… o livro me surpreendeu positivamente… claro, ele não é perfeito… deixa umas lacunas, especialmente no final… (não vou falar do final o livro é relativamente novo e eu não quero dar spoiler para quem queira vir a ler num futuro próximo).

Antes de mais nada… deixa eu dizer que é um livro bem bacana! Eu recomendo ele… a leitura é fácil, capítulos pequenos, linguagem bem moderna e simples e a história é bem direta, sem muitos rodeios. A história é mais ou menos assim… há um casal de serial killers soltos matando pessoas (outros casais) pela Europa… A identidade do casal não é um mistério os autores já revelam quem eles são e o que eles fazem logo de cara… o mistério do livro se trata de sabermos se eles vão ser pegos, quantas mais pessoas eles vão matar… se os mocinhos vão pegá-los e como!

A maior parte da ação se passa na Suécia, mais especificamente em Estocolmo… o que para mim é um plus. Os personagens principais são… um policial americano, que é pai de uma das vítimas dos serial killers, e uma repórter policial sueca que não tem muito destaque na sua profissão porque só cobre ocorrências sem muita importância. Jacob o policial está procurando vingar a morte de sua filha Kim e para tal abandonou o trabalho nos EUA para perseguir os assassinos por toda a Europa enquanto Dessie a repórter é meio que escolhida pelos assassinos, para cobrir o caso quando eles mandam para ela um cartão postal e uma foto polaroid da cena do crime.

Este é o modus operando dos assassinos aliás eles chegam numa cidade, visitam um museu, veem uma obra de arte famosa do local, daí eles mandam um cartão postal para um jornal local, então eles procuram um casal apaixonado, convencem o casal a tomar um drinque com eles, drogam, matam o casal e posam eles como a obra de arte que eles viram, tiram uma foto de polaroid e mandam novamente para o jornal e partem para outro pais para fazer a mesma coisa tudo de novo.

E eu não vou falar mais nada porque não quero estragar a experiência de prováveis futuros leitores. O livro é legal… entretanto, como eu disse ficaram na minha opinião algumas lacunas, é aquele livro que vc fica empolgado e no final vc pensa que poderia ter sido melhor. E os personagens principais não são tão apaixonantes, na verdade são tão cheios de conflitos internos, se o livro fosse mais longo e esses conflitos fossem melhor explorados talvez eles caíssem mais no meu gosto.

Mas olha, apesar das lacunas, e das coisas que eu mencionei acima, vale bem a pena gastar um tempinho para ler esse suspense rapidinho. É aquele livros de suspense light que vc quer ler para fazer pausa entre leituras mais pesadas, de repente a leitura de uma saga longa…

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Nerdices: Iphone, DVD player e Spotify

spotfy

Fala galera beleza? Vcs estão legais? Eu tô indo… devagar e sempre né? O importante é não parar… a gente vai ficando velho, e quando a gente envelhece, se parar é igual carro velho, é capaz de não andar nunca mais. Ai que drama Shao. Não gente, nem é drama é velhice mesmo. Eu estou velha para caramba e por conseguinte cansada para caramba…

Mas como sempre nem era isso que eu queria falar no post de hoje. Entonces vamos direto pro assunto do post porque eu quero ver se eu dou uma estudada depois que eu terminar de lavar a roupa. Tô tomando uma caneca gigante de café para ficar acordada que eu estou morrendo de sono. Já fiz tanta coisa hoje… e ainda tenho tanta coisa para fazer… certeza que eu vou acabar não fazendo nada ahahahaha.

Então, deixa eu contar para vcs a nerdice que eu fiz aqui em casa. Eu tenho um Iphone 4s velhinho, que eu não uso mais para nada. E eu tenho um DVD player que tem conector para o Iphone 4s e o que foi que eu fiz crianças??? Eu instalei o Spotify no telefoninho e ele fica conectado direto no DVD e às vezes eu estou com preguiça de ligar o PC para tocar música, então eu só conecto o celular e dou play para curtir minhas músicas e tal.

É muito útil, sabe aqueles dias que vc não quer colocar um fone de ouvido, nem ligar o PC nem, o Chromecast, vc também não quer ouvir música no fone de ouvido, vc quer apenas apertar o play, sentar na sua cama com seu Kindle e terminar de ler seu livro enquanto o Spotify toca música clássica no fundo. Então, neste caso é só plugar o celular no DVD player, abrir o Spotify e Shazam! Vc está ouvindo a sua música e lendo seu livro de boas sem muito mais o que explicar.

Meu aparelho de som da Philco faz a mesma coisa, porque ele também tem a mesma entrada para Iphone, então agora em dias de preguiça eu tenho essas duas opções para tocar minhas musiquinhas e fazer aquele som ambiente enquanto eu estou fazendo outras coisas. Se bem que… como eu disse há alguns posts, eu já não ouço tanta música quanto eu ouvia antigamente. Hoje em dia eu estou de boas com o silêncio. A gente vai envelhecendo e com a velhice ou o barulho começa a incomodar ou o silêncio é que já não incomoda tanto… não sei, entretanto as duas podem ser verdade que coexiste mutuamente sem se anularem.

Mas é isso galera, às vezes a gente tem um aparelho velhinho, que ninguém vai mais querer comprar de vc e que vc acha que está meio inútil mas ele ainda serve para bastantes coisas se vc usar a sua imaginação inteligentemente.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Imortal

banner

Abriu a janela de manhã cedo. Os olhos claros ficando cegos por alguns instantes. Tentou piscar a areia do Sr Sono pra fora dos olhos… não conseguiu. Tentou várias vezes enxergar o céu para ver como seria o dia… Conseguiu na terceira vez. Céu azul, sem nuvens. Ia fazer calor de novo. Gemeu reclamando consigo mesmo.

Por que Deus? Céu azul e calor numa segunda-feira? Sol ia obrigá-lo a ter que colocar óculos escuros para andar pelas ruas e o calor ia fazer com que ele chegasse todos suado no trabalho… Calor era legal quando a gente era adolescente e nessa época do ano estava de férias da escola. Podia ficar o dia todo brincando na rua ou na piscina do clube do bairro. Quando se tinha que acordar cedo, morrendo de sono porque não conseguira dormir direito tamanho o mormaço, para trabalhar de terno e gravata num ambiente sem ar-condicionado.

Engoliu o mau-humor momentâneo, tomou banho, tomou seu café e foi trabalhar. Trabalhou toda a manhã. Segunda-feira era sempre um dia complicado. Segunda-feira, o dia internacional do ‘vamos resolver todos os problemas hoje’. Sempre se podia resolver as coisas no meio da semana… mas, porque resolver na quinta algo que se pode deixar para a segunda??

A hora do almoço chegou, ele estava com fome mas não muito, estava apenas cansado, querendo ir para casa, tirar aquela camisa aquela gravata tomar um banho e tentar dormir. Foi para o refeitório, apanhou a marmita e sentou-se para comer. E apenas então reparou na linha de formigas que escalava a parede ao lado da mesa em que ele se sentara. A única que estava vaga por sinal.

As formigas, unidas num esforço hercúleo, se esforçavam para carregar uma casca de pão… presumivelmente, de volta para o formigueiro. Ele pôs-se a observar o trabalho das formigas enquanto almoçava. Criaturinhas organizadas. Admiráveis mesmo. Talvez devêssemos ser mais formigas e menos humanos, ele pensava. Talvez fossemos mais felizes. Elas não queriam muito, apenas o conforto do formigueiro quente e abastecido no inverno, para poderem se multiplicar pela terra. Cada uma delas sabia muito bem qual era a sua função na terra… nenhuma delas se revoltava contra a sua natureza, nenhuma delas queria ser mais importante que a rainha do formigueiro.

Quer dizer, o formigueiro talvez fosse a única sociedade perfeita. As coisas funcionavam. Pelo menos ele ouvira falar sobre isso em algum lugar que ele não lembrava onde. O mundo era um bom lugar, seu avô lhe dissera várias vezes, o que estraga o mundo são as pessoas. Olhando ali naquele momento para aquelas formigas ele tivera um momento de epifania… talvez vovô tivesse razão. As formigas é que estão certas. Talvez na próxima vida, eu devesse nascer formiga. Algumas religiões pregavam que nascer um animal era possível… porque não ser renascer uma formiga???

Deixou-se levar pelos pensamentos, enquanto comia sem prestar muita atenção no sabor do alimento. Sem parar para pensar se estava bom ou ruim. Era apenas mais um dia, mais uma marmita quando de repente… Ai!!! Uma formiga picou-lhe a mão… e caiu de volta na mesa. Filha da mãe! Ele olhou furioso para ela que corria, para lá e para cá em cima da mesa… obviamente perdida longe da fileira, das companheiras, do seu universo.

Enfurecido ele moveu tudo do seu caminho, a marmita, os talheres. Possuído pela fúria e num rompante impensado, tentou… uma, duas, três, quatro, cinco vezes… esmagar a ínfima criatura com a ponta do fino dedo indicador. Então parou… e ela fugiu de seus olhos… Com um suspiro ele pegou novamente a marmita e os talheres, deu uma esfregada na mão dolorida e continuou seu almoço. Ela tinha corrido tão desesperada e ele estava tão desanimado… com tanta preguiça de tentar novamente esmagá-la que deixou para lá…

Ela então que tinha corrido, corrido e corrido… desesperadamente fugindo sem saber para onde, deste violento ataque e… acabara por escapar, voltou para a parede, para o seio das suas companheiras, de volta ao seu mundinho… misturou-se às outras formigas, de volta à fila… a formiga suspirou aliviada… olhando para o gigante, que voltava agora para suas atividades… nem sequer olhava mais para a fila.

Ei Gertrudes… tá pesado aqui esse pão minha filha, será que é pedir demais uma ajudinha??? Claro que não… estou indo Gertrudes respondeu posicionando-se ao lado da companheira e empurrando o pão… o pior tinha passado, era só mais uma segunda-feira complicada.

Fim.

Publicado originalmente em Estante da Shao em 22/04/16

Gripe e Maratona Netflix…

netflix

Fala terráqueos, beleza? Eu tô melhor, apesar de que essa gripe me deixou derrubada três dias e me arrastando os outro quatro dias da semana… Eu estou adiantada para caramba com minhas postagens aqui do blogue, infelizmente eu estou atrasada para caramba nos estudos da minha pós… eu tenho uma semana e uns dias para ver seis vídeos de aulas, fazer uns exercícios e fazer uma prova extremamente técnica. Mas, beleza… eu vou pegar firme essa semana e vou separar o final de semana que vem também para focar nisso e colocar as coisas em dia…

Eu tive azar mano, eu tive problemas com meu computador, depois meu irmão ficou doente, foi internado, depois eu fiquei doente… entre outras coisas… Eu fiquei deprimida uns dias também, eu confesso, e me deixei ficar largada sem ânimo para fazer muita coisa… em parte era por causa da gripe claro, outra parte era desânimo mesmo…

Bom… a única coisa boa de eu ter ficado três dias em casa doente sem poder fazer muita coisa foi que eu fiz maratona de série na Netflix. Como vcs sabem eu acompanho muitas séries… e como eu ando bastante ocupada ultimamente com trocentos afazeres, algumas das minhas séries ficaram atrasadas. Uma delas vai terminar essa semana… “The Vampire Diaries”… acho que essa semana vai ao ar o ultimo episódio da série.

Lá se foram oito temporadas, eu tinha parado de assistir na quarta temporada, então eu aproveitei que eu estava prostrada de cama e tasquei uma maratona… Terminei a quarta, a quinta, a sexta e parei no final da sexta temporada hahahahaha. Assim… três dias… quase quatro temporadas, nada mal né? Eu não podia fazer muita coisa mesmo… Então é isso eu consegui colocar mais ou menos em dia essa série…

Esse final de semana eu não tive muito tempo para fazer nada, a não ser lavar a minha roupa, estudar e instalar uns programas essenciais no computador. Infelizmente eu não tive tempo de legendar os vídeos que eu tenho para legendar nem para terminar a sexta temporada e começar a sétima. Eu vou tentar remediar isso durante essa semana, vou dar uma adiantada bem bacana nas aulas, terminar minha prova se Deus quiser até terça feira, quarta, quinta e sexta eu tiro para legendar os vídeos e assim, com a ajuda de Deus eu fico com o final de semana livre para dormir até mais tarde e ver umas séries na Netflix… eu sinceramente preciso de pelo menos um final de semana para mim sem estresse de doença, de problemas técnicos com meu computador, de estudos… eu tô cansada pra caramba.

Eu tô mais cansada com tudo o que aconteceu do que eu estaria se as últimas semanas não tivessem sido tão agitadas. Mas Shao, vc ficou em casa no Carnaval e mais uns dias por causa da gripe. Sim, eu sei, mas a gente não descansa de verdade quando a gente tá doente mesmo. Mesmo ficando deitada o dia todo… a gripe é uma doença que esgota vc fisicamente falando e eu estou me sentindo meio fraca ainda, mesmo enchendo o meu nariz de vitaminas.

Mesmo me sentindo bem cansada, dor nas costas, sono pra caramba…semana que vem eu vou tentar retomar a minha rotina o máximo possível. Até mesmo porque… cabeça vazia oficina do diabo né?

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Nerdices: Filme – O Grito

ogrito

Fala terráqueos, como vão vcs… eu tô legal, uma dor de cabeça persistente, mas ela é condizente com as atuais conjunturas, eu ando preocupada com um monte de coisa, um monte de coisa para fazer, eu vou dormir e fico sonhando que eu tô fazendo as coisas, resolvendo pepinos e acaba que eu não durmo direito e acordo cansada e com dor de cabeça. Fora isso tem uma gripe chata querendo me pegar faz umas três semanas, eu tô tentando enganar ela com vitamina C daquelas efervescentes mas uma hora ela vai me pegar, tenho certeza hahahahaha.

Eu ando bem sem tempo, mas eu estou tentando ao máximo deixar posts agendados aqui com antecedência de mais de trinta dias para não ficar sem posts aqui no blogue, talvez eu tenha que dar uma parada nas postagens para focar em outras coisas por isso que todo tempinho que eu tenho livre eu tento deixar um ou dois posts agendados porque se eu tiver que realmente ficar um tempo sem escrever não vai ficar sem postagem.

Bom, mas como sempre nem era disso que eu queria falar. O Post de hoje é bem rapidinho, é sobre filme velho, vcs sabem, eu curto ver ou rever filme velho de vez em quando. É legal vc pegar um filme que vc já assistiu e ver novamente, vc acaba reparando coisas que vc não tinha reparado na primeira vez. é como ler novamente um livro. Sempre vc faz novas descobertas porque vc mudou, vc não é mais aquela pessoa que leu aquele livro da primeira vez. Com filme de terror é uma coisa mais engraçada ainda porque com filme de terror… geralmente da primeira vez que vc assiste vc toma um monte de sustos e da segunda vez vc já não se assusta e consegue reparar melhor nas coisas…

Eu já comentei aqui, mas às vezes vc assiste um filme quando vc é criança e morre de medo do filme e quando vc cresce assiste novamente aquele filme e se pergunta, mas por que raios eu tinha medo dessa bagaça? Isso aconteceu comigo com filmes como “O Exorcista” e “Bala de Prata”. Meu irmão Carlos tinha medo de um filme trash dos anos oitenta chamado “O Beijo Maldito” (um dia eu ainda vou fazer uma resenha deste filme… é muito comédia) depois ele assistiu  novamente depois de adulto eu consegui encontrar o filme para download e assistimos juntos e a reação dele foi justamente essa “Por que eu tinha medo dessa merda?” HAHAHAHAHAHAHA.

E o filme velho de hoje é… “O Grito” de 2004, um remake de um filme de terror japonês que apesar do sucesso de bilheteria, foi o sucesso do terror daquele ano, foi também criticado para caramba. É considerado até hoje um filme péssimo, uma adaptação pífia do original. Eu não fui assistir no cinema… na época, eu esperei o filme sair em DVD e aluguei na locadora (sim crianças, a gente antigamente, no período paleolítico ia na locadora alugava um DVD para assistir e devolvia uns dias depois) e fui assistir à noite com meus irmãos hahahahaha. Eu já disse que uma das maiores diversões de assistir filme de terror é assistir com quem toma susto e tem medo, e meus irmãos são assim, um toma susto fácil pra caramba e o outro morre de medo de filme de terror então eu nem preciso dizer para vcs o quão divertido foi hahahaha.

Então… bora resuminho básico do filme. A personagem principal… Karen Davis (interpretada pela atriz Sarah Michelle Gellar – a eterna Buffy) é uma jovem americana que está em Tóquio, Japão, fazendo um intercâmbio cultural para conseguir créditos para a faculdade. Como parte do seu trabalho ela é contratada  como cuidadora de uma senhora idosa. Essa senhorinha morava sozinha, mas então ela começa a demonstrar alguns problemas mentais e dificuldade de se comunicar. E estando lá na casa para cuidar da velhinha, Karen começa a ver coisas estranhas acontecendo e ela começa a desconfiar que a véia tem alguma coisa a ver com esses acontecimentos estranhos. Ela começa a investigar o porque desses estranhos acontecimentos, então ela descobre que mãe e filho mortos na casa, viraram fantasmas que direcionam a sua fúria para toda e qualquer pessoa que pisam na casa e então ela vê sua vida em risco porque ela sem querer entrou na casa amaldiçoada!!!!

Daí vc lê uma descrição dessas e pensa que é uma temática interessante, que é uma premissa interessante… e adicione a isso os sustos e partes de terror, e uma artista famosa. Tinha tudo para ser um filme muito legal né? Pois é… mas foi um filme bem meia boca, eu não me assustei nenhuma vez, e a cena mais aterrorizante do filme para mim foi quando a mocinha estava no chuveiro tomando banho e lavando o cabelo e sai uns dedos de morto de dentro da cabeça dela… tipo um cafuné de satanás… medo eterno. Tem anda pior que capeta atacar vc no banheiro enquanto vc tá tomando banho… Pior que o capeta te atacar nessa situação é se uma barata voadora te atacar nessa situação. Satanás a gente até encara a barata a gente sai correndo pelada pela casa gritando e pagando mico eterno!

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Nerdices: 2 Truques com o Google

logo google

Fala terráqueos beleza. Eu tô bem adiantada aqui nas postagens do blogue. Tenho mais de trinta dias de postagem aqui. O que sempre é bom, mas três dias de doente eu não tenho muito ânimo de fazer nada… então minha matéria da faculdade tá acumulada e atrasada. Olha deixa eu contar para vcs esta é a última vez que eu me meto a balão de estudar para Graduação ou pós graduação.

Shao, vc vive falando isso mas depois que passa uns anos vc esquece o problemão que é e começa a estudar novamente. Eu sei disso, mas dessa vez eu cansei mesmo, eu acho que agora já deu, eu já estudei demais na minha vida. Estudar e trabalhar não é bolinho. Mesmo EAD é treta vc tem que ter um certo grau de comprometimento… e eu tô cansada. Eu tô velha já hahahahaha. Quem sabe daqui uns anos quando eu tiver aposentada e sem mais nada para fazer eu volte a estudar eu faça um mestrado ou um doutorado.

Enquanto isso… eu vou aprender outro idioma… tenho uns anos pela frente. Quem sabe eu só trabalhando e estudando bem pouquinho, para concurso e um novo idioma… eu não fique tantas vezes doente não é mesmo? Acho que eu tô puxando demais meu organismo. Uma pena porque eu queria mesmo começar a trabalhar com

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste post, então vamos ao que interessa. Não é segredo para ninguém que o Google sabe tudo o que vc faz online. O quê? Vc não sabia disso??? O Google sabe tudo o que vc faz online, ainda mais se vc tem um celular Android, ou qualquer app da Google conectado, logado no seu celular. Tudo o que vc já pesquisou e acessou através do site de buscas está lá armazenado com eles, criando um perfil da sua pessoa.

Nossa Shao que coisa horrível… é o mundo moderno, lidem com isso! A única forma de vc não ter que lidar com isso é desconectar-se totalmente da tecnologia, e a única forma de fazer isso é se mudar para as montanhas, para o meio do nada e viver como se vivia há 300 anos. Tem gente fazendo isso sabia? Tem até uma série no History chamada “Homens das Montanhas” mas mesmo assim eles não conseguem ficar totalmente afastados da sociedade eles encontram na natureza restos das tecnologias deixadas para trás… Ou seja, a não ser que vc cave um buraco e se enfie nele fica cada vez mais difícil não interagir de alguma forma com a tecnologia.

Isso é ruim? O Google saber tanto assim da gente? Muita gente acha que sim. E eu concordo que é algo meio assustador, invasivo. Uma forma de vender as coisas para vc e gastar uma grana que vc não tem. Vc pesquisa uma merda qualquer e depois abre o Facebook e pronto… tá lá a propaganda do tênis que vc só pesquisou o preço na Netshoes (por exemplo) e vc nem queria comprar de verdade. Mas eles ficam bombardeando essas coisas em vc… consuma, consuma, consuma!!!!

Mas às vezes é bom, e eu explico porque… é bom especialmente quando nosso computador pifa duas vezes em menos de um mês e a gente perde o todos os bookmarks das páginas que a gente amava e baixava todas as coisas que a gente precisava, pesquisava e o caramba.

Eu perdi todos os meus arquivos, por conta de um HD bichado, duas vezes em menos de um mês como eu já disse. Uma vez eu formatei, outra não teve jeito, teve que trocar mesmo o HD… e na segunda vez… eu instalei tudo bonitinho… (nem tudo, claro… conforme a gente vai usando o PC vc lembra… opa, faltou esta ou aquela extensão e tal e vai instalando conforme a necessidade de apresenta certo?) e menos de duas semanas depois ele pifou novamente. E eu tive que levar o computador para trocar o HD, ou seja, mais um final de semana reinstalando tudo novamente. Mas os bookmarks eu perdi mesmo… então eu encontrei dois modos de isso não acontecer mais…(farei outro post sobre como guardar na nuvem seus bookmarks com uma extensão para navegador… mas isso é assunto para outro post).

Em primeiro lugar eu acessei pelo Google todos os sites que eu pesquisei desde forever, através do link history.google.com/history/ (lembrem-se que é necessário estar logado com a sua conta do Google ou do Gmail para ter acesso a tudo que vc procurou e claro, vc tem que ter procurado as coisas logado, se vc usou o navegador do google mas vc não estava logado não fica registrado). Daí lá dá para vc ver TODOS os sites que vc já pesquisou e acessou.

Assim de cabeça eu consegui lembrar a maioria dos sites que eu preciso para fazer meus trabalhos, para estudar, redes sociais e o caramba. Mas o site que eu uso para baixar séries em torrent que não estão disponíveis na Netflix, eu não achava de jeito nenhum (Eu uso o site Flash Séries by the way). E se não fosse o google xeretar em todas as páginas que eu acesso nesta segunda perda de HD eu não teria encontrado o endereço deste site em especial. Então isso foi útil para mim e pode ser que seja para vcs também num momento qualquer da vida…

Outra coisa bem bacana, bem interessante que o Google xereta da sua vida, via seu celular e vc pode ter acesso também logando a sua conta. É o seu histórico de navegação… O Google sabe, pelo GPS do seu celular onde vc esteve todos os dias desde que vc conectou ele num celular com GPS. Para acessar… vcs cliquem neste link aqui e façam o login com a sua conta do Google e escolham uma data aleatória qualquer no painel que aparece acima à esquerda no navegador. Vai aparecer um mapa do Google Maps e vai mostrar onde vc foi, onde vc esteve e o caminho que vc fez aquele dia todo.

Nossa Shao, o Google tá me espionando!!! Claro que tá… como é que eles vão vender coisas para vc se ele não te espionarem? Como eles vão cobrar das empresas que querem vender para vc para poder fazer propaganda se eles não souberem por onde vc anda. Para se livrar disso galera é simples é só desativar o GPS do seu celular, vc só liga se vc precisar… sei lá, usar o Waze ou algum outro app para achar o seu caminho.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Dor Física, Dor Emocional, Dor Espiritual

dor

Fala terráqueos, como vão vcs?Eu tô doente… três dias de cama contando com hoje. Coisa triste… Não consegui ir trabalhar, não consigo ficar muito tempo acordada, porque o remédio me apaga, tô com falta de ar e uma tosse chata que mesmo dopada de remédio não me deixa dormir. Tô tão doente que tô sem um pingo de apetite. E eu sei que eu tenho que comer alguma coisa senão eu não vou melhorar… então eu fiz uma sopa com beterraba e batatas e frango e um monte de outros legumes para eu aguentar comer… espero estar melhor amanhã para ir trabalhar e voltar para minhas atividades normais.

Anyway… dizem que quando a gente fica doente é o nosso organismo dizendo para a gente que o nós não estamos legais. Psicologicamente falando. Há teorias que quando alguma coisa vai mal com o nosso psicológico quem leva a pior é o nosso organismo e a gente acaba ficando doente. Eu me pergunto às vezes se tudo isso é verdade existem religiões e linhas filosóficas de pensamento que acreditam piamente nisso, que nossos corpos metabolizam nossas dores em forma de doenças.

Nossa Shao, tudo isso vc tirou de uma gripe? HAHAHAHAHA na verdade não… eu estive pensando nisso há bastante tempo. Eu sinceramente nunca acreditei muito nisso, eu sempre achei que doenças eram mais uma predisposição genética ou uma questão de geolocalização, intervenção do clima, do lugar onde as pessoas nascem e moram sabe, algumas pessoas tem mais predisposição que outras a terem certas doenças… Por exemplo, eu li em algum lugar esses dias atrás que quem mora em países nórdicos, por causa da pouca luz solar e por conseguinte por falta de vitamina D muita gente acaba tendo diabetes…

Mas algumas doenças, eu confesso, mesmo não acreditando muito nisso… algumas doenças eu acho que sim, elas pegam vc de jeito, quando vc está despreparada. Quando vc está com a resistência baixa, e quando vc está triste… Gripe eu acho que é uma delas… ela te pega quando vc tá meio pra baixo, estressado e com a resistência lá no chão, eu tenho tomado meus remédios, e vitaminas e tenho tentado comer direito mas eu confesso que tive uns dias muito estressantes… na verdade um mês bem estressante.

Eu me pergunto se isso é verdade, o quanto de doenças a gente não poderia evitar se a nossa vida fosse mais fácil. Porque viver é complicado para caramba. Eu vejo a vida como uma imensa incerteza… a metáfora da vida seria a do peixe, se debatendo loucamente para se desprender do anzol que o pescou. Ele não sabe exatamente o que está fazendo, e se está fazendo a coisa certa para sair daquela situação e ele nem sabe o que vai fazer depois, mas mesmo assim ele luta, ele se debate… ele instintivamente continua.

Outra coisa que eu me pergunto é quanto da dor física que a gente sente, não é proveniente de dor emocional (ou espiritual, na concepção de algumas pessoas) que a gente às vezes a gente nem sabe que tá carregando faz tempo. E se a gente não ficaria muito melhor se em vez de tomar tanto antibiótico e inflamatório a gente não tratasse das nossas dores emocionais. E eu deixo vcs com essa pergunta para vcs meditarem…

Vou terminando este post por aqui, porque hoje eu tirei o dia para editar textos do novo livro. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Thunderbird Vs Outlook

outthu

Fala galera, beleza? Eu espero que vcs estejam melhores que eu… a gripe que vinha me cercando faz uma cara finalmente me pegou a danada. Me pegou no domingo de manhã, acordei ruim, com a garganta raspando, tosse, dor de cabeça… Daí eu tomei um remédio e mano, o remédio me apagou… eu tomei o remédio domingo de manhã e sentei no PC para fazer meus trabalhos da faculdade e eu comecei a dormir sentada, eu simplesmente não consegui fazer nada além de lavar a roupa… depois eu fiquei sonolenta o dia todo.

E hoje segunda eu nem fui trabalhar, eu até acordei para ir trabalhar mas eu não consegui levantar eu estava muito dopada de remédio, não levantei nem para tomar meu remédio, consegui acordar só depois das dez da manhã e ainda estou bem zoada da garganta e ainda estou morrendo de sono. E nem sei se eu vou estar melhor amanhã… veremos… e é uma época péssima para ficar doente porque, começo do ano, problemas com o IPTU, diversos funcionários já de férias, licença… já tá complicado no trampo, eu ficar doente é uma das coisas que não podia acontecer mesmo… Eu devia ter tomado a porcaria da vacina da gripe… fazia uns anos que eu não pegava gripe só resfriadinhos básicos, ano passado eu não tomei a vacina e agora aqui estou eu. Gripada até a última gota de sangue. E eu tô assim agora, eu tomo o remédio eu melhoro dos sintomas da gripe mas ao mesmo tempo ele me dá um sono do capeta.

Mas nem era disso que eu queria falar neste post. Vamos falar então de de nerdices. A nerdice de hoje é sobre programas para ler e-mails. Eu sei que conforme a tecnologia vai avançando outras tecnologias vão ficando obsoletas e coisa e tal… e o e-mail já está ficando obsoleto mas a gente ainda usa hoje em dia, usa e-mail para caramba, especialmente para trabalhar. E quem usa bastante e-mails, precisa de um programa para receber, coordenar, organizar os e-mails, ainda mais quem tem mais de uma conta de e-mail como eu.

No trabalho, eu tenho que usar e uso o Microsoft Outlook… é o e-mail padrão lá no trampo. E eu aprendi a lidar com ele, a utilizar ele como uma ferramenta e eu tenho ele em casa também porque eu comprei o Office completo então eu pensei, ei… vamos usar aqui em casa também para centralizar meus e-mails e facilitar pra eu ler meus e-mails e gerenciar minhas contas e tudo mais. Masss… eu tenho acho que a penúltima versão do pacote Office e eu aparentemente estou apanhando para configurar as minhas contas de e-mail, porque eu simplesmente não consigo configurar nada e nada funciona direito.

Então o que eu fiz para remediar esse problema? Eu baixei o Mozilla Thunderbird e pensei, vou testar este programinha e ver o que acontece e acontece que eu curti o programa. Ele aliás é bem mais bacana que o Outlook, mais leve, menos frescuragem para configurar, aliás a configuração das contas de e-mail são praticamente automáticas. Vc joga o endereço das contas de e-mail e o programinha faz tudo sozinho.

Ele centraliza tudo… eu tive um pequeno problema com o provedor de e-mail do Yahoo… porque o Yahoo tem umas medidas de segurança nova para acessar, o que é ótimo para a segurança em si mas péssimo para utilizar softwares de terceiros… Não que seja impossível configurar apenas dá um pouquinho mais de trabalho do que outras contas que não tem esse detalhe de segurança, tem que entrar no site e pegar uma senha para autorizar e tal… mas dá para fazer. Diferentemente do Outlook que dá um trabalhão sempre e nem sempre funciona.

Então… na luta entre os softwares, o Thunderbird, pela praticidade e pela leveza vence hands down. Então… na indicação de softwares eu indico o Thunderbird para vcs. Eu não vou descrever todas as funções dos dois programas vcs podem ler por aí esse tipo de coisas porque tem trocentos posts na internet descrevendo todas as funções dos dois programas.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao