Vc quer ser escritora? Então escreve…

sonhos

Fala terráqueos, como vão vcs? Espero que esteja tudo legal. Eu tô legal, quer dizer… mais ou menos. Coisas ruins acontecem todos os dias na vida de todo mundo né? A gente tem que aprender a lidar e enfrentar e muitas vezes ignorar certas coisas… por mais que a gente não queira, às vezes não tempos outra opção. Mas eu não quero falar disso…eu já me chateei o suficiente por um final de semana.

Aliás no último final de semana eu já me chateei o bastante com os meus parentes pelo resto da minha vida ( e sim, parentes, não família… porque família são aquelas pessoas que estão sempre lá para vc, parentes são aqueles que só aparecem quando precisam de vc ou então só aparecem para perturbar vc – ou para te deixar nervoso e doente… que foi o que aconteceu comigo).

Mas, como sempre nem era disso que eu queria falar. Deixa eu perguntar uma coisa para vcs. Tem coisa mais legal do que vc realizar os seus sonhos? Não tem né? Não… sério… de boa… Não tem nada mais legal que vc realizar os seus sonhos. Sejam quais forem eles… Viajar para algum lugar, se formar, conseguir o emprego dos sonhos, casar, comprar uma casa, ter filhos, quaisquer que sejam os seus sonhos, não tem nada mais legal que realizá-los.

Não, mentira… tem sim… tem coisa mais legal que apenas realizar seus sonhos, realizá-los ultrapassando diversos obstáculos que tornaram essa conquista mais difícil é muito mais legal. Quer dizer, para mim pelo menos. Quanto mais a gente batalha para conseguir alguma coisa, maior a sensação de triunfo no final quando conseguimos conquistar aquele objetivo.

Nossa Shao mas isso é gostar de sofrer. Não, não… é claro que o melhor seria a gente conseguir as coisas sem ter que batalhar tanto. Sem ter que enfrentar tantos tropeços. Mas a gente sabe que a vida não é simples assim. Cada pessoa tem o seu caminho a percorrer, uns tem mais sorte na vida, outros nem tanto. Os caminhos de uns são mais fáceis, estradas mais retas outros mais difíceis estradas mais íngremes e esburacadas…

E para algumas pessoas nada na vida é lá muito fácil, e se essas pessoas desistirem de tentar, de correr atrás das coisas elas não vão conseguir nada. Mas é bacana, olhar para trás e ver onde vc estava e onde vc chegou. E lembrar que vc pensava que nem era capaz de conseguir aquilo, mas então a conquista está lá na sua mão e vc fica… UAU cara! Eu consegui!! Olha só!

Eu acho que a parte mais difícil de perseguir um sonho é quando muitas vezes a gente não tem apoio das pessoas que nos cercam. Nossos amigos, nossa família… não é nem culpa deles. Até mesmo porque quando um filho fala pro pai ou pra mãe que quer por exemplo, seguir uma carreira artística qualquer, ou quer ser jogador de futebol e os pais sabem que não é uma carreira muito estável, que depende de sorte… primeira reação deles vai ser tentar desencorajar vc porque seus pais não querem que vc sofra que vc quebre a cara. É muito mais reconfortante para os nossos pais quando a gente escolhe um caminho mais convencional. Como ser advogado ou médico.

Não que seja fácil ser advogado ou médico… tem suas dificuldades também, horas de estudo, e longe da família e dos amigos, gastos imensos e tal. Mas o seu pai e sua mãe certamente vão te apoiar porque são carreiras mais convencionais. São raros os pais que apoiam os filhos a seguirem carreiras que eles não considerem lá muito promissoras…

Minha mãe mesmo… ela ficou preocupada quando eu disse que queria fazer Bacharelado em Letras ou em Linguística porque eu queria ser escritora. Mas ela não deixou de me apoiar. Aliás… em toda a minha vida, minha mãe foi a minha maior apoiadora (e às vezes eu sinto que única), ela me apoiava incondicionalmente… Claro que ela sempre me dava conselhos e falava… procura um plano B filha, porque o mundo não é fácil e a gente nunca sabe o dia de amanhã… mãe é mãe né? Tirando a J.K. Rowling, é difícil um escritor ficar milionário vendendo livro gente.

E é por causa do plano b que eu sou funcionária pública, que eu fiz cursos diversos como… Técnico em Edificações, Técnico em Hardware, Técnico em Webdesigner, Técnico em Massoterapia, Faculdade de Direito… cursos mil de capacitação em leis e processos e excelência do atendimento e resolução de conflitos no trabalho… (sim eu fiz tudo isso). E não me arrependo porque… aprender nunca é demais e são esses cursos todos e o meu emprego que é o plano B que pagam as minhas contas no final do mês…

Uma coisa entretanto que eu não esqueço é que minha mãe sempre me dizia, vc quer ser escritora, então escreve… um dia vc chega lá. Mas lembre-se que nem todas as estradas para os nossos sonhos são uma linha reta (e a gente sabe que uma linha reta é o caminho mais curto) às vezes a gente tem que fazer uns desvios. O plano B (empregos e obrigações) às vezes levam a gente para longe dos nossos sonhos, dos nossos objetivos. Minha mãe também dizia que o importante era não desistir e não ficar parada. E não perder o objetivo de vista.

Mas a vida é pesada às vezes… e minha mãe não está mais aqui, agosto próximo completar-se-ão oito anos que ela partiu, para me dar aquele apoio incondicional e infelizmente 99% do tempo eu não tenho isso dos meus irmãos, do meu pai e do resto da parentela que me sobrou. Mas nem é por nada, por maldade nem nada é que realmente as pessoas não entendem o quanto o seu sonho é importante para vc. Não estou me lamentando… como eu disse anteriormente, quanto maior o obstáculo maior a vitória.

E várias vezes o plano B te afasta tanto do que vc queria que vc se questiona se talvez não fosse melhor desistir… partir para outra, deixar o plano B se tornar o plano A e parar de querer tanto aquela coisa que parece que nunca vai dar certo. Perseguir um sonho novo… mesmo que ele não seja tão legal quanto aquele que vc sonhou antes da vida te dar tanta rasteira que nem adianta sacudir a poeira mais, vc só levanta depois do tombo e continua caminhando (muitas vezes se arrastando) empoeirado mesmo… só porque sim… só de teimosia.

E às vezes no meio daquelas dúvidas todas uma pessoa que vc ama, que vc respeita que do jeito dela te quer bem, vira pra vc e fala: Nossa, mas vc fica desperdiçando o seu tempo com isso… porque vc não faz isso e aquilo… vc é tão inteligente… eu te admiro tanto eu acho que vc devia largar isso de mão e…

E vc já tá na dúvida, já tá empoeirado de tantos tombos, ainda tá meio machucado da ultima queda… vc só precisava de um empurrãozinho pra frente, pra não desanimar. De um… “não desiste não… vc consegue”, mas o que vc consegue é mais um obstáculo, para deixar as coisas mais difíceis através de um “larga disso, que perda de tempo…”

Nos piores dias, naqueles que eu não estou me sentindo tão motivada, tão forte… Eu tenho que acordar e repetir para mim mesma… não desiste não Ceres. Continua, nem que seja de teimosia. E de vez em quando dá certo. De vez em quando depois de tantas quedas e tantas tentativas frustradas uma dá certo. Uma é bem sucedida e vc o quanto valeu a pena vc ralar tanto!!! E te dá um novo ânimo e vc pensa… bom, eu vou continuar tentando, afinal de contas eu ainda estou viva, ainda estou aqui. Vambora!

Typewriter 1

Mas por que eu escrevi este post sobre isso hoje? Porque esses dias atrás eu estava assistindo a uma Live de uma das minhas autoras favoritas a Anne Rice e uma das perguntas que fizeram para ela é o que ela aconselha uma pessoa que quer ser escritora a fazer e ela disse exatamente a mesma coisa que a minha mãe “vc quer ser escritora, então escreve!”. Meu sonho é ser escritora, bora escrever!!!

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

O Mundo jurídico tá cheio de coisas sem sentido!

scales_of_justice_117108

Fala terráqueos beleza? Como vão vcs? Eu espero que estejam bem… Eu tô legal. Atarefada para caramba, cansada para caramba. Eu fui dormir duas da manhã ontem e acordei tarde para caramba hoje (ainda bem que é sábado) eu acordei onze da manhã… com uma dor nas costas imensa, minhas costas não estão mais acostumadas a ficar deitada por tanto tempo. A gente vai ficando velha nem pode mais dormir por horas e horas a fio… musculatura não aguenta mais.

Mas, como sempre nem era disso que eu queria falar… Vamos falar de Direito? Vamos falar das coisas doidas que tem acontecido neste país doido de meu Deus. O Brasil aliás é o país dos absurdos. Somos piada mundial. Hoje mesmo eu li um post na internet onde um estrangeiro qualquer disse que o Brasil é uma Ferrari dirigida por macacos. O que dizer disso a não ser abaixar a cabeça envergonhado e concordar. Parece que os estrangeiros são os únicos que realmente enxergam o potencial do nosso país.

Esses dias eu estava assistindo o MasterChef Br e a chefe Argentina disse que a quantidade e a variedade de alimentos que temos no país é quase obscena. Acho que os gringo todos olham pro nosso país e pensam: Caralho mano, se a gente domina esse lugar aí ele vira potência. Se fôssemos nós administrando essa birosca aí estávamos feitos! Como funcionária pública e Bacharel em Direito eu me espanto em como a lei é desrespeitada, com cada absurdo e disparate que acontece no mundo jurídico. Sério, na boa eu parei de tentar entender certas coisas, caso contrário eu ia enlouquecer.

Eu leio cada coisa na Internet… dia desses (faz uma carinha já) uma advogada foi impedida de entrar no Fórum, no Tribunal, sei lá eu onde ela estava, por causa do vestido dela, eu vi a foto do tal vestido e mano… não tinha nada demais no vestido. Nem de menos também… estava super decente e super de acordo o vestido da moça.

Quando eu estava fazendo faculdade de Direito a gente tinha que assistir audiências de diversas áreas, cível, trabalhista, criminal… E numa dessas nossas idas à caça de audiências uma juíza de segunda instância impediu meu amigo de assistir a audiência porque ele estava sem gravata. Pode uma coisa dessas? Ele não era parte, ele estava vestido socialmente só faltou a gravata porque ele saiu correndo do trabalho e foi pro fórum… e a mulher não deixou ele entrar na sala de audiência.

Tivemos o caso do Impeachment da Presidente Dilma (eu me recuso a usar o termo Presidenta, não soa bem aos meus ouvidos)… mas os direitos políticos dela não foram caçados, eu me pergunto como pode uma coisa dessas? Sendo que a lei prevê justamente isto… que um Presidente que sofre o Impeachment tem que ter os seus direitos políticos caçados e fica inelegível por um número X de anos.

Eu sei que a lei não determina isso mas euzinha particularmente acho que se o Presidente sofreu Impeachment o vice tinha que ir embora junto com ele e tinham que ser declaradas nova eleições. Infelizmente não funciona assim.

Agora nesse furdúncio que tá o Brasil está se falando em Impeachment do Temer, em eleições gerais… tá uma baderna… e esses caras da empresa da Friboi que delataram estão milionários cada vez mais e vão se mandar pros EUA (já estão lá aliás) e vão ficar cada vez mais ricos e não vão ser punidos… Olha, quer saber… eu vou terminando este post por aqui, porque dá desgosto tocar nesses assuntos.

Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Uma pessoa ‘ruim’ apenas…

pessoas ruins

Fala galera vcs estão bem? Eu espero que sim, eu estou cansada para caramba. Tô meio doente, eu passei uns perrengues aí, passei um susto aí e fiquei meio zoada. Mas nem quero falar disso hoje porque senão eu vou ficar irritada novamente. Aliás, mais irritada porque eu já estou extremamente irritada.

Mas falando em irritação… É engraçado como uma pessoa ruim apenas pode estragar o seu dia… No trabalho, eu tô falando do trabalho… Esses dias atrás… eu atendi sozinha umas 87 pessoas, sem contar os atendimentos dos meus amigos de setor (sim eu os chamo de amigos e não de colegas porque os considero assim… entre tantos outros amigos que tenho graças a Deus lá na Prefeiturolândia), nem sei quantos atendimentos tivemos ao todo, mas isso é o de menos, já tivemos dias melhores, e dias piores… e já tive dias melhores e piores e confesso que pela primeira vez na minha vida hoje eu tive vontade de sair do setor de atendimento ao público.

Pode ser porque eu dormi pouco, porque eu estou cansada, não sei… Das 87 pessoas que eu atendi… apenas duas foram desagradáveis. O que é até bem pouco num dia comum. ou seja 85 pessoas, mesmo seus IPTUs vindo estupidamente altos, estupidamente errados, com erro de lançamento e o caramba… mesmo o governo estuprando a gente com impostos que não vemos retorno quase que nenhum, foram extremamente educadas e compreensivas.

Seres humanos que usam seus cérebros e compreendem que o atendente que está ali informando tem tanto poder quanto ele na hora de elaborar uma lei (que fodeu uma população praticamente inteira) e que esse poder se resume a ir às urnas e digitar lá o voto… não temos poder na elaboração das leis nem temos poder de mudá-las. 

Mas tem gente que vai lá só para arrumar treta e é engraçado como tem dias que a gente não tá legal e uma pessoa apenas pode estragar o seu dia… este dia especificamente foi um desses dias. Estragou toda a rotina do meu dia, eu fiquei tão chateada que a minha vontade era apenas ir para casa e tomar um banho e dormir e esquecer do dia.

O que é totalmente injusto comigo e com todas as outras 85 pessoas que foram legais comigo. Mas se é um dia que a gente já não tá legal a gente fica pior… pode ser que seja isso… não que eu tenha ficado mal, mas que eu já estivesse mal… Engraçado como a gente foca nas coisas ruins às vezes… nas pessoas ruins e a gente deixa isso influenciar a gente. E isso sempre acontece…

Mas, felizmente… ou infelizmente para mim, eu sou o tipo de pessoa que toma pancada da vida, toma pancada das pessoas e fica claro, triste, se sentindo mau mas depois eu acordo e penso, quer saber? Eu não vou deixar isso me abater. Mas… a gente não é forte e decidido 24 horas por dia. A gente é humano.

Vou terminando este post por aqui, porque hoje eu tirei o dia para editar textos do novo livro. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Nerdices: Back Up no One Drive!

OneDrive Logo

Fala galera, como vão vcs??? Espero que estejam bem. Eu tô legal, acordei cedo para um caramba, trabalhei o dia todo, não fui para a academia porque eu fui relaxada e eu fiquei atrasada com as coisas da faculdade eu tenho uma semana para assistir as aulas e ler uns textos para fazer a prova. Data final da prova cai no final de semana então eu talvez tenha que ralar o final de semana todo para conseguir assistir todas as aulas e fazer a prova.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar… Era de coisas mais práticas, nerds porém práticas. Como vcs sabem eu tive um problema com meu computador no começo do ano e eu quase perdi todos os meus arquivos. Meu HD simplesmente pifou e eu tive que trocar por sorte foi possível fazer um Backup de todos os meus arquivos e eu só perdi mesmo uns programas que… já nem existem mais, nem rodam enfim… mas nada que vá fazer tanta falta. Fora isso estamos no momento tendo problemas sérios com o vírus WannaCry que está infectando computadores pelo mundo.

Então a dica de hoje é para vcs que tem arquivos importantes e insubstituíveis no PC para caso uma tragédia dessas aconteça com vc o HD pifar vcs pelo menos tenham paz de espírito de saber que estes arquivos ultra importantes estão à salvo.

Como a gente faz tia Shao? Não tem segredo, sério… vcs atá já devem saber o que precisa ser feito. Que é ter estes arquivos guardados noutro lugar. E que lugar seria esse? Bom pode ser um HD externo ou pode ser na Nuvem!!! Sim… e isso gente se aplica não somente aos computadores e notebooks, se aplica também aos celulares… 

Então assim que meu PC voltou da Assistência Técnica eu fiz dois Backups dele, um pro meu HD externo. Eu tenho um HD externo de 3TB da Seagate. E fiz tb um Backup no meu One Drive. Shao, por que vc não usa o Google Drive? Eu particularmente curto para caramba o Google Drive mas… eu só tenho os 15GB de espaço que eles oferecem e no momento eu não tenho grana para comprar mais espaço de armazenamento.

Já no One Drive da Microsoft eu tenho 1TB de espaço porque eu sou assinante do Office 356. Geralmente tanto o One Drive, quanto o Dropbox, quanto o Google Drive oferecem 15GB de espaço. Mas o One Drive se vc assina o Office 365 da Microsoft vc ganha espaço extra… então eu tenho 1TB de espaço. Muita coisa menor eu coloquei no Google Drive que é o lugar de armazenamento que eu mais utilizo, mas… para fazer Backup do meu PC, do meu Notebook e dos meus dois celulares, pela questão de maior espaço eu estou utilizando o One Drive. 

Tô até com vontade de assinar o pacote de 100GB do Onde Drive, mas… vamos deixar isso para mais adiante hahahahaha. Não é tão caro pacote de  100GB 70 reais por ano, o pacote de 1TB são quase 360 anuais já é uma facadinha. Já na Microsoft vc assina o Office, vai ter lá todos os softwares do Pacote Office mais 1TB de armazenamento. E se eu não me engano a assinatura anual do Pacote Office era 250 reais numa promoção que eu consegui pegar. Então vale a pena né galera?

Então depois do susto com o PC, eu pensei… melhor não arriscar com os celulares. Passei um final de semana inteiro fazendo Backup de todos os meus arquivos de foto, de vídeo, contatos e tudo o mais para o One Drive.

Isso sem falar que o app para celular tanto Android quanto IOS tem uma fluência ótima na hora de fazer o upload dos arquivos para a nuvem. Claro… eu tinha coisa para caramba e tive que ter uma paciência de Jó para subir todos os arquivos mas no final das contas acabou sendo mais rápido que se fosse pelo Google Drive.

A assinatura do Office 365 também permite que vc instale o pacote em vários aparelhos, acho que são até 5. Eu coloquei no meu PC, nos meus dois celulares, no meu Notebook e no meu tablet. E tenho acesso a todos os meus arquivos na nuvem através do app do One Drive então valeu muito a pena porque eu tenho programas que eu sempre to usando em qualquer lugar e meus arquivos seguros por um preço razoável. Vou falas mais dessa assinatura do Office num outro post.

Então é isso galera… o One Drive é uma das boas opções na nuvem para vc fazer upload de arquivos para vc poder acessar de diversos dispositivos, fazer cópia para segurança. E atualmente é o que eu estou usando mais por conta dessas vantagens que eu falei. Claro que o Google Drive tem outras vantagens… um dia eu vou falar sobre elas… cada um de vcs tem que pesar quais vantagens são melhores para vcs, para os seus usos no dia a dia.

Vou terminando este post por aqui, fiquem ligados porque vira e mexe teremos mais postagens sobre o assunto. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Mamografia semestral…

cancerdemama2
Fala galera… como vão vcs? Eu tô legal… como sempre… ainda cansada, ainda tirando o final de semana de folga e esperando ter ânimo para fazer as coisas que eu tenho que fazer semana que vem… Semana que vem eu tenho um exame chato para fazer. Mamografia. Na verdade quando vcs estiverem lendo este post capaz de eu já ter feito o exame, já ter pego o resultado e já ter voltado na consulta com meu mastologista.

Tenho que fazer todos os anos por causa da grande incidência de câncer de mama na minha família. Ano passado apareceram umas manchinhas no meu ultrassom de mama e por conta disso e do histórico familiar eu tenho que fazer duas mamografias por ano. Uma já era chato pra caramba… duas, ainda mais chato…  e eu sempre fico de mau humor e chateada quando eu tenho que fazer esses exames e com um pouco de medo (na verdade com muito medo) de aparecer alguma coisa no exame…

Quando vc tem um histórico familiar como o meu… vc tem que se prevenir. Mas, vc sabe que tem coisas da genética que não tem como a gente evitar então as células cancerígenas dos seus antepassados estão em vc, não tem como evitar. É como se o câncer fosse uma sombra que está sempre ali… te ameaçando. E esse medo dessa doença tão terrível poder a qualquer momento se manifestar em vc eu acho que é o que me deixa mau humorada, chateada… irritada. Mas… fazer o que… infelizmente eu tenho que passar por isso. Eu faço esses exames desde que eu tinha 20 anos… que foi quando a minha mãe foi diagnosticada pela primeira vez. E toda a vez que eu faço os exames e meus resultados saem normais eu penso… Ufa! Escapei mais um ano…

Conselhos de tia Shao? Façam o auto-exame pelo menos uma vez por mês meninas, se vcs tiverem casos na família, como eu… marquem uma consulta com seu ginecologista e peça para ele te examinar e pedir, uma mamografia e também um ultrassom de Mama. Câncer de Mama mata pra caramba. E uma das formas mais eficientes de combatê-lo é vc descobrir a doença no começo.

Então eu faço sempre, e nunca deu nada mas o ano passado meu exame deu uma alteraçãozinha, na mamografia aliás não deu nada, mas na ultrassonografia de Mama deu uma sombrinha, uma coisinha e o médico pediu uma biópsia. Exame chato do caramba… para fazer nem doeu porque foi com anestesia, mas foi praticamente uma micro cirurgia. E nos dias seguintes doeu a cicatrização do furo que fizeram em mim. E olha que foi um furinho de nada… Eu imagino quanta dor a minha mãe não enfrentou quando ela fez a remoção do tumor e depois remoção da mama… Graças a Deus não deu nada no exame. Mas até eu pegar o resultado dessa biópsia foram meses bem tensos.

Anyway, por conta dessa sombrinha que apareceu no exame agora meu médico quer que eu faça esses exames (a mamografia e o ultrassom, não a biópsia graças a Deus) de seis em seis meses… e é um saco porque eu detesto fazer esses exames (especialmente a mamografia) de seis em seis meses… Legal né? Só que não!

Então se passaram seis meses e estou eu novamente fazendo os exames. E vou levar para o médico, e eu já li os resultados porque, sou dessas mesmo, e não deu nada graças a Deus, nem sombrinha nem nada… eu espero sinceramente que meu médico me libere de ter que fazer esse exame a cada seis meses. Porque a princípio ele me disse que eu teria que ficar fazendo esses exames a cada seis meses por dois anos pelo menos… espero que ele vendo que não deu nada nesse exame ele me libere de ter que fazer dois exames por ano… que eu volte a poder fazer anualmente. Fique com seus dedos cruzados por mim aí…

Vou terminando este post por aqui, fiquem ligados porque vira e mexe teremos mais postagens sobre o assunto. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

 

Primeiras descobertas…

banner
Paulo colocou as malas no chão em frente ao balcão que parecia ser a recepção do local. Para ser honesto o lugar não parecia ser nenhum pulgueiro. Era aconchegante e aparentemente muito limpo. Kael adiantou-se e tocou o pequeno sino… Uma senhora magra de longos cabelos cacheados e grandes olhos castanhos e um sorriso exageradamente grande apareceu porta adentro falando alto.

– Estou indo… Oláaaaa! – o sorriso morreu-lhe nos lábios assim que ela olhou para Kael. – Jesus, Maria, José… – fez o sinal da cruz três vezes. – Mas não é que você é mesmo a cara da falecida? Kael olhou-a, uma interrogação gigantesca estampada nas feições delicadas. – Er… me desculpe, me desculpe… mas é que… eu não esperava, a sua chegada causou um alvoroço na cidade. E todo mundo estava falando da semelhança… Sabe como é né? Cidade pequena… Eu sinceramente não esperava que vocês… – gesticulou apontando a casa. – Achei que ficariam hospedados na casa do viúvo. É um lugar muito mais adequado do que minha humilde pensão.- disse ela num turbilhão incessante de palavras.

– Gostamos de privacidade. – disse Paulo quebrando o clima estranhíssimo com um sorriso encantador. Kael observou-o… fazendo o que fazia de melhor. – E não queríamos causar algum incômodo.

– Claro, claro… eu compreendo.- ela continuava encarando Kael com espanto.- Desculpe-me… – disse ela. – Eu às vezes falo sem pensar, as coisas vão direto para a boca e saem sem passar pela cabeça. – ela riu e Kael não pôde deixar de rir junto. – E eu acabo causando confusão, mesmo sem querer. Não se importem comigo.- Kael então resolveu abraçar a oportunidade que se apresentava.

– Eu entendo… quer dizer, mais ou menos… Até ontem eu nem sabia da existência de outros parentes além do meu tio.

– Coincidentemente parece que ninguém também sabia da sua existência. Eu moro nesta cidade desde que nasci e conheço tudo e todos. Também achávamos que a falecida Cecília era a única parente viva do Professor Gamaliel. Eu particularmente sei que ele tinha duas irmãs gêmeas, que viviam em outro lugar, eu nunca soube ao certo onde… mas que eram casadas e levavam suas vidinhas… – Kael ouvia com atenção o relato. – O seu tio sempre foi uma pessoa muito solitária… até que um dia, Cecília veio morar com ele… os pais dela haviam morrido. Nunca ficamos sabendo como. Ela devia ter uns 6 anos quando chegou na cidade. E o seu tio a criou como filha…

– Certo… – Kael estava tentando absorver toda aquela informação.

– Ela era uma moça linda… como você. Não era uma moça muito agradável posso lhe dizer. Se me perguntarem, tinha bem o rei na barriga. – Fez o sinal da cruz. – Mas não se deve falar mal dos mortos não é mesmo? – Paulo riu. – Ela cresceu e se casou com o rapaz mais bonito, e mais rico, da cidade… o Dr Franco. E eles faziam um casal tão lindo e tão feliz. Até o acidente. Vocês viram como a estrada para a mansão fica próximo à encosta não é? Estava chovendo muito, e ela ia muito depressa… todo mundo na cidade acha que ela tinha brigado com o marido naquela noite por causa do Senhor Rodrigo…

– Rodrigo???- Perguntou Kael.

– Ahhh, claro… me esqueci dele. O Senhor Rodrigo sempre foi apaixonada por ela, e nunca se conformou de perdê-la para o rival sabe? Então, mesmo ela estando casada ele não desistia de tentar conquistá-la, enviava presentes, e cartas e telefonava e procurava se encontrar com ela sempre que possível… Ele e o Doutor Franco se pegaram de socos em diversas ocasiões. Tinham que separá-los diversas vezes. Algumas pessoas acham que ela encorajava o Senhor Rodrigo, que ela gostava de sentir-se amada, admirada, desejada. Mas ela dizia ao marido que não ele acreditava piamente nela. Até que naquela noite… os dois aparentemente tiveram uma discussão, ela pegou o carro e saiu na chuva e… perdeu o controle naquela estradinha da encosta. – Kael sentiu um calafrio percorrendo-lhe a espinha. Conseguia se identificar com aquela situação. Ela também podia ter morrido.

– Deram falta dela apenas pela manhã. Franco achou que ela estava na casa do seu tio. Quando pela manhã o Professor Gamaliel bateu na porta do Doutor Franco foi que eles somaram um mais um e viram que ela estava desaparecida… Encontraram partes do carro boiando próximo às rochas. Mas nunca encontraram o corpo… Dr Franco ficou muito triste, nunca mais se casou nem teve nenhuma namorada, acho que ele se culpa. – Paulo e Kael trocaram olhares…

– Uma história muito triste… – disse Paulo.

– Muito triste mesmo. – a mulher concordou com ele. – Ele era um rapaz tão alegre quando jovem. Estava sempre com um sorriso no rosto. Se tornou um homem muito triste depois que perdeu a esposa. Eu imagino que a sua chegada deve tê-lo deixado muito abalado… – prosseguiu ela sem pensar, as palavras saindo boca a fora. – Desculpe. Eu… falo demais eu sei… – Kael não disse mais nada.

– Bom… – disse Paulo. – Vamos precisar de dois quartos. – Dois??? – ela perguntou, olhando para um e outro. – Sim, dois quartos. Um para mim, o amigo e empresário e outro para minha artista aqui.

– Artista? – ela não continha a curiosidade. Kael apenas assentiu com um gesto de cabeça.

– Sim, bastante famosa por sinal… – Paulo adorava isso. Kael apenas parecia enfadada. E estava aparentemente muito cansada. – Podemos…? – ele perguntou gesticulando escada acima.

Claro, claro… venham, me acompanhem por favor… eu levo vocês. Podem se registrar mais tarde, aposto que estão muito cansados. Vou colocá-los nos melhores quartos do nosso pequeno hotel.

Continua num próximo post qualquer…

Publicado originalmente em 06/06/2016 em Estante da Shao

Nerdices: Freestyle Libre #04

freestyle libre

Fala terráqueos. Vcs estão bem? Espero que sim… eu tô morrendo de sono (que novidade Shao! vc tá sempre com sono), tô tomando aqui uma caneca gigante de café para conseguir ficar acordada. E eu tenho tanta coisa para fazer gente vcs não tem ideia. Parece que quanto mais coisa eu tenho para fazer.

Hoje eu acordei cedo para caramba, fui trabalhar, trabalhei o dia todo daí eu fui pra academia e nem pude treinar muito porque me deu Hipoglicemia no meio do exercício e tive que tomar um guaraná e comer uma barrinha de fruta pra subir o açúcar no sangue. E fui procurar meu lanche na sacola e então eu percebi que eu tinha esquecido o lanche no trabalho… esperei subir um pouco e vim pra casa. Daí cheguei e comi um lanche… Hipoglicemia é uma meleca.

E já que estamos falando de Hipoglicemia, vamos falar de diabetes e vamos falar novamente do sistema Freestyle Libre… eu já postei aqui diversas qualidades deste sistema novo de medir açúcar no sangue. E falei de alguns problemas (poucos) que eu tive com o sistema, com o aparelho e algumas dicas de apps e diferentes formas de usar e abusar da tecnologia. Mas hoje vamos falar de pequenos problemas que eu tive com o sistema Freestyle e como eu resolvi esses pequenos problemas. Este é o quarto post que eu faço sobre o assunto se vcs quiserem ler os três primeiros cliquem no link no parênteses (Texto 1, Texto 2, Texto 3).

Uma coisa que a gente tem que ter em mente quando falamos de novas tecnologias na área de saúde é que a gente vai ser meio cobaia da empresa mesmo. Nossa Shao credo… é… vc vai ser cobaia para eles poderem desenvolver aquela tecnologia e ir melhorando era, às vezes a tecnologia falha… Vamos falar então dos probleminhas que eu tive. Algumas pessoas que usam falaram que tiveram falhas no sensor… erro de leitura, sensor que começa a não funcionar mais dentro do prazo de 14 dias (cada sensor dura exatos 14 dias – clique no link Texto 3 para ver uma dica de como usar o sensor após esse período e dar uma esticada no uso do sensor e economizar uma graninha), diferenças de leitura comparado a outros aparelhos e tal… vamos lá… Problemas que eu tive com relação à isso ok?

Eu nunca tive um sensor (sorte? talvez!) que deixou de funcionar antes do 14 dias. Então não posso opinar sobre isso. Neste caso geralmente o que se deve fazer? Ligar na Abbott e reclamar e pedir a substituição do sensor e ponto! Não tem escapatória. Vc pagou por um sensor que dizia que deveria funcionar por tantos dias ele não funcionou ou funcionou de forma inadequada.

Eu já tive entretanto dois sensores que deram leituras meio malucas. O que eu fiz para resolver? Primeiro… o aparelho do Freestyle Libre também faz leituras de fitas reagentes que vc usa o sangue da ponta do dedo. Ele lê as tiras reagentes do Freestyle Optium okay? Então eu comprei um pacote pequeno dessas tiras reagentes e quando as medições começaram a dar muito abaixo do que realmente estavam… Das duas vezes que eu estava com problema foi que as medidas estavam dando como se eu estivesse eternamente com hipoglicemia… E eu peguei as tiras e fui medindo, três vezes por dia… até o sensor regular com as medidas do sangue… das duas vezes levou dois dias para ele ajustar as medições.

Problemas com o aparelho eu tive apenas uma vez… mas a culpa foi minha não foi do aparelho em si, eu esqueci de carregar a bateria dele e ele simplesmente desligou e quando ele estava com a bateria totalmente carregada novamente ele simplesmente esqueceu do sensor. E faltavam tipo dez dias para expirar o sensor ainda. Eu só não perdi esse sensor porque eu usei o celular para medir a glicemia durante esses dias.

Outro problema recorrente desse sistema da Abbott é alergias, dermatites de contato. Vi nos sites da vida aí, nas redes sociais um monte de gente reclamando sobre alergias ao adesivo do sensor. Eu tive essa alergia apenas uma vez com um sensor… não sei se foi a minha pele que está ressecada, se a cola estava mais forte… não sei, mas depois de tipo uns cinco dias que eu estava usando o sensor ele começou a coçar de forma insuportável. Mas porque o sensor é caro pra caramba e eu não queria perder o sensor… no final das contas foi muita labuta para manter o sensor no lugar… e no final de 14 dias quando eu finalmente tirei o sensor a pele onde estava em contato com a cola estava toda vermelha. E eu tive que passar uma pomada para tratar a alergia.

Na época eu cismei que era porque a minha pele estava muito seca na época que eu apliquei o sensor. Diabético já tem a pele seca para um caramba… então eu agora tomo o cuidado de intensificar a hidratação da pele na área onde eu vou aplicar o sensor e eu não tive mais problemas de alergia.

Com relação à aplicação, muita gente reclama que o sensor solta da pele… bem antes dos 14 dias. Geralmente pessoa que tem a pele mais úmida ou galera que mora em Estados onde o ambiente também é mais úmido. Eu não tive problema do sensor soltar… Eu tive problema de arrancar o sensor porque eu sou desastrada. Eu acho que eu arranquei sem querer do braço esbarrando nas coisas pelo menos uns quatro sensores hahahahahaha. Desses quatro, dois eu consegui salvar ainda porque o sensor não tinha saído da pele. As outras duas não teve jeito mesmo foram para o vinagre. E como a gente resolve esse problema de ser desastrada tia Shao? Eu comprei uma fita de knésio, que é um fita que esportistas usam para isolar músculos, para evitar lesões e ela é a prova d’água e eu cubro o sensor com um pedaço dessa fita e assim evita geralmente a pessoa desastrada arrancar o sensor. Tem que trocar a cada sete dias. Mas tem dado certo.

Outro problema que eu tive foi com o aplicador do sensor, ele tem uma mola que pressiona a agulha para furar a pele e inserir o sensor, e a mola travou bem na hora de aplicar e depois disparou sozinho fora do braço e depois que ela dá esse disparo a agulha recolhe para dentro do aplicador e a mola trava o aplicador, não tem como vc utilizar novamente aquele aplicador. O que eu fiz? Pela primeira vez em meses eu liguei na Abbott e eles trocaram o sensor para mim.

Como eu disse anteriormente. Toda a nova tecnologia vai ser cara, vai dar problema, vai dar defeito, a gente vai servir de cobaia da empresa detentora desta tecnologia, mas se é uma coisa para melhorar, sua saúde, ajudar no seu tratamento, melhorar a sua qualidade de vida e se vc tiver condições de bancar, vale muito a pena.

Por hoje é só… Vou terminando este post por aqui, fiquem ligados porque vira e mexe teremos mais postagens sobre o assunto. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

 

E a Netflix cancelou Sense 8

 

cancelado

Fala terráqueos beleza??? Vcs estão bacana? Espero que sim… Antes de efetivamente começar este texto deixa eu dizer que eu já tinha agendado e postado este texto mas… eu simplesmente esqueci de escrever ele hahahaha então foi pro ar o rascunho dele, mas vamos consertar agora…

sense8

Então a Netflix cancelou “Sense 8”… Eu particularmente não assistia a série, meu irmão assistia e ficava… ai, vc tem que ver porque a série é boa e blábláblá… e eu falava, beleza… já já eu assisto… e agora a Netflix cancelou a série… e ela vai ficar sem final (Agora é que eu não assisto mais mesmo hahahahahaha – detesto ver coisa sem final!!!

O meu irmão, o Carlos, ele é da nova geração, ele até pegou mas eu não sei se ele lembra que antigamente a gente que não tinha TV a cabo (como eu) tinha que esperar uma rede aberta de TV comprar os direitos da série (que eram anos depois que a série tinha sido exibida na TV americana) ele é dessa época nova que tem lançamento mundial na Netflix, que mal a série saiu do ar nos EUA ela já está disponível pra vc baixar ou então na própria Netflix mesmo…

E naquela época, direto a .ente ficava sem saber os finais das séries, porque ia lá a Globo e o SBT e comprava uma ou duas temporadas de uma série que tinha dez… e vc via apenas uma parte da história e quando terminava, a TV aberta repetia, repetia e repetia hahahaahahahaha.

Fora isso, se a TV que produzia a série simplesmente decidia que a série não estava dando audiência o suficiente. Eles simplesmente cancelavam a série e pronto, não adiantava chorar hahahahaha. Então, eu estou acostumada a ver séries legais que eu curtia serem canceladas. Diversas séries que eu assistia, e curtia… foram canceladas e ficaram sem final. Vou citar umas aqui para vcs…

Acho até que já falei desta série em outro post… “Terminator: The Sarah Connor Cronicles”. Eu amava essa série, ela contava a história… o vácuo entre o segundo e o terceiro filme, depois que John Connor com a ajuda do Exterminador resgada Sarah do manicômio… e até a morte de câncer da mãe… o que acontece nesses anos? O que eles andaram fazendo??? Era uma ideia bacana. Mas… eu confesso que… apesar de ter atores muito bons e talentosos, o roteiro não era muito bom, tinha muita barriga, tinha umas coisas meio sem sentido… e acabou afastando a audiência. Ela teve quatro temporadas… depois cancelaram ela… sem final também. 

Outra série, muito, muito legal… era “V” essa séria era um remake de uma série que se eu não me engano era dos anos 60. E era bem bacana, a história era bacana, o elenco era maravilhoso… mas não teve audiência e eles acabaram suspendendo ela, cancelando no final da segunda temporada.

Terceira série… essa eu fiquei irritada quando cancelaram porque a série era muito boa “Legend of The Seeker” – acho que ela nem chegou a passar em lugar nenhum no Brasil, em nenhuma emissora… Era baseado nos livros “Sword of Truth” do escritor Terry Goodkind. Era uma história de literatura fantástica, são mais de dez volumes… eu achei que ia durar pra caramba a série… o elenco era maravilhoso, cheio de atores talentosos, a fotografia era linda… mas… não deu. Não teve audiência e foi cancelada também no final da segunda temporada.

“Dead Like Me” era uma série bem bacana. Era uma história meio surreal, eram atores desconhecidos e era série de humor negro tipo… “Pushing Daysies”. Único defeito da série era ter um ritmo bem lento… mas era de propósito porque a série falava de morte. Uma menina morria e depois da morte ela tinha que ficar vagando aqui pela terra num outro corpo, e ela tinha que recolher almas, então ela era tipo, uma assistente da morte, e ela só poderia ir para o céu ou whatever ela tinha que recolher um número X de pessoas para o além, mas ela não sabia exatamente qual era esse número. Era muito engraçada essa série. Mas… também foi cancelada.

Infelizmente, cancelamento de séries é muito comum galera, porque quer vc queira quer não tudo se resolve a dinheiro no SHOWBIZZ. Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

 

Reclamando na Ouvidoria do SUS

sus

Fala galera beleza? Eu tô legal… Eu devia estar estudando mas na verdade eu estou vendo série e escrevendo. Tô maratonando uma série que já acabou chamada “Unforgettable”, uma pena que acabou era uma série muito bacana. Tô na terceira temporada. Eu sou muito Caxias e eu fico me culpando quando eu tiro umas horas para descansar e fazer aquilo que eu gosto de fazer que é justamente o que eu tô fazendo hahahahaha. Eu fico me culpando, Ceres, Ceres vc tinha que estar estudando, fazendo exercícios, traduzindo alguma coisa, escrevendo alguma coisa… mas eu também preciso descansar e eu tenho que me lembrar disso, especialmente nos finais de semana.

Mas hoje, sexta-feira, dia útil (para vcs, para mim é domingo) então eu resolvi criar uma nova sessão aqui no blogue. Uma sessão de Utilidade Pública. Porque eu sou servidora pública e graças ao meu emprego eu tenho bastante conhecimento acumulado e eu uso eles todos os dias lá no meu trabalho. Esses dias eu pensei em lançar tipo uma cartilha com diversas orientações para ajudar os cidadãos de São Paulo, mas… por enquanto eu ando sem tempo, mas ainda está nos meus planos… enquanto isso… vamos postando algumas coisinhas por aqui para ajudar vcs.

O post útil de hoje não é apenas para cidadãos de São Paulo, não é específico da Prefeiturolândia. É sobre como fazer reclamações na Ouvidoria do SUS. Como vcs sabem a saúde neste país é uma merda… e os governantes estão pouco se fodendo ferrando. Mas… como cidadãos que pagamos nossos impostos nós temos direitos, que geralmente não são respeitados e nessas horas a gente tem que reclamar. Mas muita gente não sabe como reclamar. Eu recebo um monte de gente na Prefeitura reclamando de um monte de coisas que não tem nada a ver com o nosso trabalho… eles tem razão de reclamar mas eles estão reclamando no lugar errado.

Primeira coisa que a gente tem que saber quando queremos reclamar é onde exatamente temos que reclamar. Não adianta vc ir na Prefeitura reclamar de um serviço que é do Estado por exemplo. Entretanto a Ouvidoria do SUS é um órgão que vc pode reclamar de postos de saúde, ubs e outros tanto estaduais quanto municipais. Não adianta vc ir na Prefeitura Regional fazer essa reclamação, vc tem que reclamar na Ouvidoria da Secretaria Estadual da Saúde, na Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde e na Ouvidoria do SUS.

Hoje vamos falar da Ouvidoria do SUS… temos dois modos de reclamar… o primeiro é ligando gratuitamente no telefone 136. Eu nunca usei este método, não seu como funciona. Mas para quem não tem acesso à internet… ou não sabe usar a internet, computadores, etc… fica a dica!

O segundo método é o que eu sempre uso pela Internet… Que na verdade é bem simples! Tem alguns detalhes que devem ser observados e vamos falar disso mais adiante. Primeira coisa é clicar neste Link aqui para reclamar. Quando vc acessar esse link vc vai direto para esta página abaixo.

ouvsus

Vc tem que preencher todos os campos do formulário eletrônico que tem estrelinhas, que estes campos são obrigatórios. Nem todos os campos são obrigatórios. Se vcs não quiserem preencher os não obrigatórios não precisa. Mas vc tem que preencher os obrigatórios senão não vai conseguir fazer essa reclamação.

Depois de preencher todos os obrigatórios temos o campo mais importante que é o campo mensagem. Neste campo vc vai detalhar a sua reclamação. Mas atenção… vc precisa neste campo colocar algumas informações importantes, caso vc não coloque seu pedido vai ser negado. Primeiro… vc precisa colocar seu nome completo, seu CPF, o número do seu cartão SUS, o nome e o endereço do Estabelecimento de Saúde sobre o qual vc está reclamando. E dependendo do caso vc precisa colocar o nome e o CRM do seu médico… se por exemplo for reclamação de falta de medicamento.

No meu caso eu reclamei por falta da entrega do KIT DIABETES… então eu tive que colocar além de todas essas informações que pede no formulário, o nome e o endereço da unidade de saúde, meu nome completo, meu CPF, número do meu cartão SUS , minha idade e minha data de nascimento, nome do médico e CRM, o que eu pegava no KIT e as quantidades que eu pegava e há quanto tempo eu estava sem retirar o KIT. Se seu caso é o mesmo vc tem que colocar todos esses dados. Lembrem-se, essas informações são extremamente importantes porque caso elas não estejam no campo mensagem seu pedido vai ser indeferido (negado) sem nenhuma cerimônia.

Depois que vc fizer o pedido… vai aparecer essa mensagem igual a imagem abaixo, dentro do quadradinho entretanto vai vir o número do seu pedido e uma senha para vc acompanhar o andamento do seu pedido. Se vc colocou e seu e-mail correto no formulário eletrônico assim que vc terminar de realizar a reclamação o site envia o número do pedido e a senha para seu e-mail e também o link onde vc pode consultar o andamento do pedido.

OUVSUS1

Eu já utilizei essa forma de reclamar quatro vezes… das quatro, duas eu obtive resposta e solução, das outras duas ainda não porque né? Nada é perfeito nesse Brasil. Entretanto temos que continuar reclamando porque é nosso direito!!! Se vc tem problemas com médicos, com remédios, com atendimento, não sejam tímidos, não sejam acomodados e façam suas reclamações.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

A menina sem memória

banner

– O que deu em vc?? Sair que nem um doida a esmo por uma cidade que vc não conhece, vc poderia ter se perdido… – Kael mal ouvia a ladainha de Paulo, já havia pedido desculpas mas… ele sempre achava que tinha que tratá-la como uma irmã mais nova inconsequente.

– Este lugar me dá nos nervos. – disse ela. – Esta casa imensa mais ainda. – cochichou. – Vamos para o hotel da cidade.

– Aquele pulgueiro? – Paulo baixou a voz. – Você quer mesmo trocar isso.- gesticulou em volta. – Por um quarto naquele pardieiro? Aposto que não tem nem banheiro independente. É daquelas pensões que vc tem que ficar na fila do banheiro no corredor.

– Se vc quiser ficar aqui muito bem… Eu não vou ficar, essa casa me dá calafrios. O jeito que essas pessoas me olham, como se me conhecessem me dá ainda mais calafrios.

– Vai ver eles conhecem… – ele murmurou e ganhou um olhar atravessado.

– Que seja, eu estou indo… – disse apanhando a mala e saindo do quarto quase tropeçando em Franco.

– E para onde vocês estão indo?- Franco ele perguntou. Paulo titubeou, gaguejou, não queria ser indelicado.

– Para o hotel. – respondeu Kael sem muita cerimônia, tato não era uma das coisas que ela podia se gabar de possuir. Franco quis protestar mas ela não lhe deu tempo. – Agradecemos a sua gentil oferta de nos hospedar, mas… acho que ficaremos mais à vontade num hotel, não queremos incomodar e estamos acostumados a termos nosso próprio espaço. Não precisamos e muito luxo, apenas de um lugar reservado onde possamos repousar. – Franco engoliu em seco obviamente ofendido com a recusa da moça.

– É… sim… er… agradecemos.- Paulo endossou com um sorriso sem graça.- Eu vou pegar a minha mala… encontro você no carro? – Kael assentiu com um movimento de cabeça e seguiu em direção à saída. Pensou ter visto uma faísca de raiva nos olhos do misterioso anfitrião. Ele acompanhou-a até a porta e olhou-a fixamente nos olhos por um longo instante. Paulo chegou meio correndo.

– Se precisarem de alguma coisa… não se acanhem.- disse Franco estendendo a mão para Paulo, que o cumprimentou efusivamente e depois para Kael, demorou um instante mais que o necessário segurando a mão dela. Depois, com a mesma faísca nos olhos virou-se bruscamente e sumiu mansão a dentro.

– Parabéns! Você pisou nos calos de uma pessoa que aparentemente deve ser uma das mais ricas e mais importantes da cidade… Você e sua eterna falta de tato. Eu vou te contar…

– Você é tão panaca… e daí que ele é rico e poderoso? E vê se para de reclamar feito uma velha! Você não precisava nem ter vindo comigo, podia ter ficado em São Paulo… mas, vc insistiu em vir. – disse colocando a mala no porta malas, deu a volta e entrou no carro. – Só insisti porque eu sou um empresário e melhor amigo maravilhoso que queria apenas ajudar a melhor amiga e empresariada neste momento tão difícil quando o único parente vivo dela está entre a vida e a morte. Você devia me agradecer. – disse ele também entrando no carro e procurando pelas chaves.

– Aparentemente meu tio não é meu único parente vivo…- ambos ficaram um momento em silêncio enquanto Paulo ligava o carro e colocavam-no a caminho para a cidade. – Obrigada. Eu estaria muito mais surtada se vc não estivesse aqui comigo… – ele deu um meio sorriso. -E eu sei que o lugar é mesmo um pulgueiro, e sua bunda gorda está acostumada há um tratamento cinco estrelas… – ele gargalhou alto e ela riu. – Em primeiro lugar surtada deveria ser incorporado ao seu sobrenome. Em segundo lugar sim, minha bunda gorda está super habituada a lugares classudos, como aquela mansão que acabamos de abandonar… – disse com um suspiro. – E em terceiro lugar, lembre-se dos sacrifícios que eu faço por você quando quiser me dar um presente de aniversário, ou de dia do amigo… certifique-se de que tenha algo a ver com uma viagem ao exterior, Nova Iorque seria ótimo… num hotel cinco estrelas, por favor.

– Vou me certificar pode deixar… vou me certificar que eles tenham cadeiras bem grandes de cinco estrelas…

– Para caber minha bunda gorda? – gargalhou ele. – Para caber sua bunda gorda e aristocrática! – os dois riram ainda mais. – Agora, falando sinceramente Kael… eu acho que você deveria aproveitar a oportunidade que a vida está te oferecendo para… não sei… quem sabe… lembrar do seu passado?

– Isso é uma página virada na minha vida Paulo. Meu terapeuta e eu chegamos à conclusão que ficar buscando o passado me impede de viver o hoje.

– Não estou dizendo pra você ficar obcecada pelo passado nem nada. Mas sei lá… é uma ótima oportunidade. Pelo menos para descobrir o resto da sua família não? – ele olhou-a de soslaio.

– É… pode… ser… Não sei. Não posso focar nisso agora. O que mais importa é a saúde do meu tio agora… Quando ele melhorar, quando acordar… tenho certeza que ele vai me explicar direitinho toda esta história. – ficou em silêncio por um longo tempo. Paulo começou a achar que tinha passado dos limites dessa vez. A perda da memória era uma questão delicada para Kael, ela não gostava de tocar no assunto desde que resolvera ‘virar a página’.- Não estou descartando totalmente a ideia… – o encarou. – Mesmo que eu não me lembre de nada… não deixa de ser interessante saber mais sobre… minha família. Eu achei que eu sabia de tudo mas pelo jeito eu estava enganada. É frustrante isso… por que ele não me contaria…???- com um gesto brusco correu os dedos entre os cabelos. Paulo riu consigo mesmo, era tão típico dela, descontar a raiva no cabelo que ela mantinha curto porque ‘não tinha tempo para ficar se preocupando muito com isso’. Kael encarou a paisagem do lado de fora irritada.

Talvez, ela pensava, estivesse encarando as coisas de forma errada mesmo. Talvez devesse aproveitar as oportunidades. E quando tio Gamaliel acordasse… teria que ter uma conversa muito séria com ele. Afinal de contas, que motivos ele teria para ter lhe dito que ele era seu único parente vivo?

– Chegamos!. – disse Paulo.- Brincadeiras à parte eu espero que não seja um pulgueiro mesmo. Kael riu. Eles desceram do carro, apanharam as malas e entraram no único hotel da cidade.

Continua…

Publicado originalmente em 27/05/2016 em Estante da Shao