Os pássaros…

banner

Humanos… Eles estragam tudo o que tocam. Basta você olhar ao redor para ver. E eles acham que estão construindo as coisas. Eles entretanto não entendem que para construir o que quer que seja primeiro eles têm que destruir tudo que já está lá. Depois nós animais que somos irracionais. Pensou o pássaro sentado no parapeito de um prédio enquanto observava a gigantesca cidade, aquele emaranhando de concreto e pessoas.

Se você acha tão ruim essa cidade grande cheia de gente, prédio e sujeira porque não voar para longe, para um lugar onde não tenha nada disso… um dia um companheiro alado lhe havia perguntado… Ele não conseguira pensar numa resposta satisfatória. E nada de piadas com cérebro de passarinho leitor… eu posso estar passando você voando uma tarde dessas e já sabe né? Acidentes acontecem!

Era uma pergunta interessante. Por que não alçar voo, abrir as asas, deixar o vento me carregar no ar e voar para longe dessa maluquice toda que era a cidade grande e para longe dessa coisa torpe que era o ser humano? Para longe de tanto cinza, de tanta poluição.

Mas, na realidade, aquela cidade era a única coisa que ele conhecia. Era onde nascera, onde todos os dias acordava, procurava comida, voava. Onde construíra seu ninho… Talvez ele não soubesse viver fora do caos que era aquela cidade. Como sobreviveria lá fora na floresta selvagem??? Pelo menos aqui na cidade grande tinha comida em abundância… nem sempre a comida adequada é verdade, nisso até mesmo os seres humanos sofriam o mesmo dilema, comiam muito o que não deviam, mas pelo menos nada de morrer de fome. Podia morrer atropelado quando estivesse no meio fio tentando comer uma lasca de biscoito… mas de fome não!

Sentou em cima do poste pensando no assunto. Olhando para a pracinha do outro lado da rua. Outros pássaros zanzavam de lá para cá procurando o que comer. Os pombos parece que vivam comendo o dia todo… Um velhinho atravessou a rua um saco de papel na mão… isso só poderia significar uma coisa… comida… Comida para os pombos.

Todas as tardes aquele senhor aparecia na calçada, às quatro horas, com o saco de papel cheio de pão dormido dentro… ele surgia na calçada, atravessava a rua, cruzava a praça, se sentava sempre no mesmo banco… abria o saco de papel e um a um ele ia esfarelando e alimentando os pombos… e ele ficava assim algumas horas do dia, todos os dias, cercado de pombos, com um sorriso benevolente no rosto.

É… nem todos os seres humanos eram sujos e desprezíveis… nem todas as coisas eram cinzas e feias na cidade grande. Haviam as pequenas coisas bonitas e interessantes. Talvez ainda houvesse motivos para não voar para longe. Talvez ainda houvesse porque ficar… Talvez amanhã ele mudasse de ideia mas agora… o sol começava a se pôr no horizonte, era hora do velhinho atravessar de volta a rua e ir para a casa, hora dele passarinho se aninhar para passar a noite.

Publicado originalmente em 08/07/2016 em Estante da Shao

O dia que eu conheci um carinha aí…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fala galera, beleza? Post de hoje é curtinho porque eu tenho um monte de coisas para fazer hahahahaha. Hoje é o dia que completam-se 27 anos que eu conheci um carinha aí… Era inverno de 1990 e ele demorou oito horas para sair de dentro da nossa mãe e a mãe deu um show tão grande no hospital que ganhou o apelido de Mulher Maravilha. Hoje é aniversário do meu irmão caçula! 27 anos cara… tá ficando velho hein? Mais três e vc vai ser tiozão hahahaha.

Eu sei que de uns anos para cá seu aniversário não é um dia tão feliz porque perdemos a pessoa mais importante das nossas vidas um dia antes. Mas nada nunca vai me impedir de desejar que vc tenha sempre um Feliz Aniversário! Então é isso Feliz Aniversário Maninho!!! 

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Oito anos é uma vida… e não é nada!

20187344_10214252451845628_1529386980_o

Olá pessoas… hoje o post é meio triste, meio de poucas palavras. Hoje se completam oito anos que minha mãe faleceu. E é sempre um dia triste para mim. Oito anos… parece… tanto tempo… eu cursei dois cursos de graduação, três anos de Letras e mais quatro anos de Direito e estou fazendo uma pós graduação… São oito anos e meio… e eu olho para este tempo todo e sinto que é uma eternidade… oito anos e meio de estudos…

E então… eu paro para pensar que também faz oito anos que ela partiu e tem dias que eu acordo e parece que foi ontem. A maior parte do tempo parece que foi ontem. Tem dias claro que a dor é menor, mais suportável eu diria, mas… está sempre presente. Todos os dias. Acho que não tem um dia que eu não a sinta, que eu não deseje que não fosse verdade, que nada disso tivesse acontecido, que ela ainda estivesse aqui com a gente.

Todos os anos eu me pergunto se vai ser sempre assim… se esta dor e este vazio sempre vão estar assim dentro de mim. Vai ser um dia triste… e eu acho que vou terminando este post por aqui por hoje… tá bem difícil para mim hoje.

See you guys around the corner
Shao

Ás vezes a gente precisa de uma vírgula.

frase-a-gente-sempre-acha-que-colocando-uma-virgula-onde-ja-existe-um-ponto-final-a-historia-vai-ser-tati-bernardi-117336

Fala terráqueos, beleza? Espero que sim. Eu tô legal, na correria da vida mas tô legal e o importante é o que importa como diria o velho sábio dos trocadilhos. Hoje é terça-feira… pelo menos o dia que eu estou escrevendo é uma terça-feira entretanto se eu não mudar o dia de publicação deste post (porque às vezes acontece de eu ter que dar umas reorganizadas nos posts) vcs devem lê-lo numa segunda-feira…

Estava frio, daí fez um calor doido no meio do inverno, agora veio outra coisa de ar polar lá da Argentina e ficou gelado novamente… e pior, eu fui trabalhar hoje e fui com uma blusa só… e me ferrei, meio dia e eu estava congelando lá no trabalho. Daí no final do expediente em vez de eu ir para a academia eu resolvi voltar para casa, tomei um banho quente vesti um monte de blusa e me escondi na minha cama, debaixo de um monte de cobertas até me sentir um ser humano com 36 graus de novo.

Acabei pegando no sono, acordei depois de umas duas horas e jantei e vim aqui para o computador para estudar e fazer as coisas mas eu tô com preguiça hahahahaha. Então para não ficar me sentindo completamente improdutiva hoje eu resolvi escrever pelo menos dois postzinhos aqui no blogue hahahaha.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no texto de hoje… Hoje eu queria filosofar um pouco. Se vcs não quiserem ficar lendo eu discorrer sobre as coisas podem ir embora, voltem quando tiver um post mais interessante. Esses últimos meses aconteceram muitas coisas que agitaram meu mundinho. Maioria delas coisas ruins… a vida é cheia de altos e baixos… é normal.

Mas… voltando, eu fiquei doente uns tempos, e a minha parentela estendida as coisas andam meio de ponta cabeça por conta de umas tretas aí que… é melhor eu nem citar por motivos de eu não querer ficar nervosa novamente. E vamos confessar, ninguém quer passar por momentos ruins na vida… fato. Entretanto outro fato é que vc vai passar por momentos ruins na vida. E eu como aquela pessoa que procura sempre ver o copo meio cheio… procuro tentar encontrar o lado bom de todas as coisas, até mesmo nas coisas ruins.

Passar por momentos ruins deixa a gente mais forte. Deixa a gente mais sábio. E quando a gente fica mais sábio a gente às vezes começa a ver as coisas de forma diferente. Eu acredito que a gente só vive uma vez… tem gente que acredita em outras vidas, mas eu não acredito. E tem gente que acha que para vc aproveitar bem a vida vc não deve deixar passar nenhuma oportunidade. Tem aquela máxima de é melhor viver dez anos a mil que mil anos a dez…

Mas o que eu tenho aprendido nos últimos tempos é que de vez em quando… acelerar tanto a vida assim não faz bem e que a gente tem que desacelerar, a gente precisa fazer uma pausa… ou seja, precisamos de uma vírgula na vida. Às vezes até mais… às vezes precisamos de um ponto e vírgula… ou até mesmo um ponto final. Especialmente quando se trata de lidar com outras pessoas e os problemas de outras pessoas…

Minha mãe, quando viva, tinha a mania (não sei se mania seria bem a palavra) de sempre largar mão da própria vida, das coisas que tinha para fazer e ir cuidar de ajudar outras pessoas. É ótimo ajudar as pessoas, todo mundo deveria de vez em quando tirar um tempinho para ajudar seu próximo, ser mais altruísta e tal. E existem pessoas que dedicam a sua vida a isso… largam tudo e vivem para fazer da vida dos seus semelhantes melhores.

Minha mãe era um pouco assim. Eu perdi a conta das vezes que ela deixou de fazer algo por ela mesma para fazer para os outros. Por exemplo… várias vezes ela tirou dinheiro do bolso e passou aperto para socorrer algum irmão dela (meus tios) para que eles não passassem necessidade. Várias vezes ela pegou férias do trabalho, não para viajar e nem para descansar, mas para ficar na casa de uma das irmãs para ajudar porque uma delas tinha passado por uma cirurgia e precisava repousar…

Infelizmente muitas vezes as pessoas pelas quais vc se sacrifica não merecem todo o seu sacrifício… mas isso a gente só aprende dando muita cabeçada na vida. Minha mãe deu muita cabeçada na vida e eu dei muita cabeçada com as pessoas na vida… e acredito que ela não se arrependeu de ter ajudado quem ela ajudou assim como eu não me arrependo de ter feito algum bem a quem quer que seja num momento em que a pessoa precisava. Mas… às vezes, a gente precisa de uma pausa.

Às vezes precisamos focar em nós mesmos e deixar as pessoas resolverem seus problemas sozinhas. Faz bem para vc, e faz bem para a pessoa. Até mesmo porque a gente tem que passar pelas adversidades para podermos crescer como seres humanos para nos tornarmos mais sábios, mais fortes, mais cascas grossas hahahahaha. 

Nem sempre a gente precisa de um ponto final. Nem sempre a gente precisa cortar de uma vez por todas a pessoa da sua vida. Mas vc precisa de uma pausa. Vc precisa deixar as pessoas se virarem um pouquinho a aprenderem, do jeito mais difícil, sem a sua intervenção… a resolverem seus próprios problemas e crescerem para poderem continuar adiante.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

A Menina que não sorria com os olhos…

banner

Agora todo mundo, junta aqui… vamos juntar todo mundo pra uma foto. Esse encontro a gente tem que guardar pra posteridade. Um, dois, três… todo mundo olhando pra câmera… Xis!!! Ahhhh, fulano piscou… Nossa, eu saí com cara de retardada, vamos de novo. Não… não… tira mais uma que eu fiquei muito feia nessa…

Desde que inventaram de colocar câmeras, e câmeras cada vez mais potentes digam-se de passagem, nos aparelhos celulares, qualquer mísera e inexpressiva reunião de família, reunião de amigos, grupo de estudos… se transforma num motivo pra tirar uma foto em grupo.

Eu me lembro de um tempo que nem todo mundo tinha câmera e que celular nem existia e que o filme de doze poses para tirar apenas doze fotos era caro pra caramba. Não era todo esse auê… se vc piscasse, se tivesse ficado com a boca torta, etc, etc… vc ia fica sabendo meses depois… anos até… quando o dono da câmera resolvesse revelar o filme. Fazia sentido então… reunir todo mundo, o maior número possível de pessoas para tira aquela foto, guardar aquele momento. Era muito mais que um registro de família, era uma documentação histórica envolta em toda uma questão econômica…

Bora enfiar todo mundo no quadradinho da máquina fotográfica para… aproveitar bem as doze poses do filme. Bora guardar essa foto no álbum da avó e daqui há vinte anos vamos todos rir dos cortes de cabelo ridículos e das calças boca de sino e pensar… Meu Deus que ridículo que eu era. Eu sinto saudades desses tempos… Não dos penteados nem das roupas, nem mesmo das pessoas… mas dos sentimentos, da sensação tola de que éramos uma grande família feliz e que ali naquele meio todos éramos amados e respeitados.

Eu sei que eu só achava isso porque eu via tudo com os olhos de uma criança… mas mais, muito mais que isso… eu sinto falta de como essa sensação refletia nos sorrisos. Eu olho as fotos antigas e me lembro do dia, e me lembro das coisas felizes e olhando para os retratos os sorrisos que eu vejo, no meu rosto mesmo… são sorrisos felizes de verdade. Daqueles que você está com a cara rasgada, mostrando todos os dentes… mesmo descabelado. Daqueles sorrisos que alcançam os seus olhos… A alegria reflete no olhar muito mais do que no sorriso. E eu sinto falta desses sorrisos dentro dos olhares.

A vida bate bastante na gente, e às vezes bate mais forte… e olhando as fotos mais recentes… essas da geração celular em punho… os sorrisos dentro dos olhares não são os mesmos.

Ela sentou-se ao computador, a tecnologia era uma coisa maravilhosa quando funcionava, precisava digitalizar todas as fotos antigas. Um novo jeito de acumular velhas memórias. E enquanto colocava uma por uma na máquina… analisava as fotos antigas e as novas… e os sorrisos… era estranho como os novos sorrisos não tinham mais o brilho dos antigos. Suspirou… talvez um dia voltassem os sorrisos verdadeiros, os sorrisos brilhantes… por hora ela teria que se contentar em apenas relembrar nas fotos antigas.

Fim.

Publicado originalmente em 01/07/2016 em Estante da Shao

Nerdices: Filme – Pedido de Amizade (Friend Request)

frq

Fala terráqueos beleza??? Espero que esteja tudo bem com vcs…. eu sei que para vcs é Sábado, para mim é domingo, estou escrevendo este post no domingo, e eu tenho coisa para caramba para fazer relacionada à minha pós, ao meu TCC entretanto eu estou cansada e amanhã recomeça a semana e vai ser uma semana agitada então eu resolvi que eu precisava tirar o dia de hoje para descansar. Até mesmo porque eu dei uma boa adiantada nas coisas que eu tinha para fazer e acho que eu posso tirar um diazinho para fazer o que eu gosto que é ver série na Netflix, ler meus livros e escrever aqui no blogue.

Eu acho que eu fiquei umas duas semanas sem escrever aqui no blogue. E agora eu tenho menos de trinta posts agendados. Para conseguir deixar novamente pelo menos trinta posts agendados eu tenho que hoje escrever pelo menos cinco posts. Não sei se eu consigo hahahahaha. Muito provavelmente não hahahahahaha. Então talvez eu tenha que partir para a ignorância e completar aqui as postagens com contos do meu outro blogue hahahahaha (que é o que eu tenho feito de uns meses para cá quando eu estou sem idéias ou sem tempo para escrever aqui…) para preencher alguns dias e conseguir novamente ter mais de trinta posts agendados.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste blogue. Esses dias eu estava em casa de boas, e resolvi não fazer nada… (sim, tem dias que eu não faço nada o dia todo- vcs deveriam fazer isto também de vez em quando). E então eu pensei… vamos assistir um filme, mas que filme? Não sei… um filme aleatório… Daí eu entrei no Popcorn Time e encontrei esse filme “Pedido de Amizade” que remete à coisa de internet e esse lance de redes sociais e popularidade nas redes sociais. Daí eu fui ver o filme…

E a história é mais ou menos assim. A história se passa na faculdade… E na faculdade tem uma galera, que são os populares e como sempre tem a garota mais popular de todos, amigo de todos, todas querem ser ela e blábláblá… Até aqui nada de novo, coisa clichê de filme americano. E então… temos uma menina meio gótica punk pós apocalíptica… que não tem amigos e vive sozinha num canto. Vc a princípio fica com dó dela… e a menina vive desenhando e ela faz uns desenhos impressionistas até que bacanas…

E ela manda no Facebook um pedido de amizade para essa menina popular e a menina vê os desenhos dela e fica com pena dela e aceita o pedido de amizade. Mas ela fica sendo A ÚNICA AMIGA da menina gótica lá. Daí a gótica fica meio que stalkeando tudo o que a menina popular faz e querendo participar de tudo da vida dela e as coisas começam a ficar meio estranhas…

Daí ela fica com medo das coisas que a gótica fica fazendo e meio que começa a dar um gelo na menina, aí as duas tem uma altercação num lugar bem público… e depois disso a menina posta um vídeo na Internet cometendo suicídio… E é aí que o filme começa a ficar tenso. Primeiro começa a investigação policial, depois as redes sociais da menina popular começam a serem hakeadas e a pessoa que hakeou começa a enviar o video do suicidio para todos os contatos dela e as pessoas ficam… Ahhhh credo, porque vc fica mandando esse vídeo da pessoa morta ahhhh.

Daí a polícia começa a investigar ela, e então coisas estranhas começam a acontecer com a menina popular. Daí vc começa a pensar… é vc Satanás? Mas pera… não era filme de suspense, de internet, de polícia, que é que o Satanás está fazendo nesse filme? AFF!!! Que farofa dos infernos!! E foi então que o filme começou a ficar chato, pelo menos para mim. Porque eu achei que era uma coisa, depois que era outra e no final das contas ele não é nem uma coisa nem outra ele é um pouco de cada coisa… eu não vou contar o que acontece depois… porque não quero dar spoiler e pode ser que alguém queira ver este filme no futuro. E ele é um filme razoavelmente novo então…

Assim… a ideia parecia boa mas a execução não foi lá essas coisas e eu não recomendo nem um pouco esse filme hahahahaha. Mas Shao se vc não recomenda porque é que vc fez um post sobre ele diacho? Pra vcs verem que nem sempre eu assisto filmes que eu curto. De vez em quando eu dou o azar de gastar umas horas com um filme qualquer e no final do filme eu penso… Que merda hein? Perdi meu tempo com esse aqui… e esse infelizmente foi um desses hahahahahaa. Agora, não tomem a minha palavra como palavra final se vcs quiserem podem assistir… de repente vcs podem gostar né? Gosto é relativo!

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Falando a verdade na cara sempre!!!

Cristo a verdade que liberta

Não, não é um texto religioso apesar da imagem… não vá embora ainda hahahahaha. Fala galera, beleza? Como vão vcs? Eu tô legal… cheia de coisas para fazer e morrendo de preguiça. Mas… eu tenho que fazer. Eu tenho uma aula de mais ou menos uma hora e meia para assistir, eu tenho que começar a revisar a minha legenda pronta e corrigir os erros e fazer mais uma legenda. E eu tenho que assistir ao chat com o professor de legendagem hoje à noite às oito da noite.

Mas tô extremamente sem ânimo de fazer nada… mas eu vou fazer eu prometo que vou e vai ser hoje, não vai ser nem amanhã nem segunda, vai ser hoje. Vou pelo menos terminar a aula participar do chat e começar a correção das legendas prontas. Eu quero fazer tudo isto que eu tenho que fazer até no máximo dia 25 de julho, mais tardar dia 31 de julho. Se possível antes porque eu preciso ainda mandar para a correção de algum amigo do grupo. Fora isso eu também quero ver se neste final de semana eu escrevo seis textos (contando com este aqui) para o blogue. E eu tenho um vídeo para gravar também.

Mas como sempre… nem era disso que eu queria falar neste texto. Eu queria divagar um pouco com vcs se é que vcs me permitem. Quando eu era criança… eu não entendia muito bem quando a minha mãe me dizia, nem sempre a gente pode ser cem por cento sincera cem por cento do tempo. Eu não entendia porque… veja o raciocínio da criança. Criança não tem filtro e as coisas são muito preto no branco. Então eu pensava… mas, se eu não for cem por cento sincera, eu vou estar mentindo… e mentira é ruim então eu não posso falar mentiras então eu tenho sempre que falar a verdade! Puro raciocínio lógico infantil hahahahahaha! Criança é bem oito ou oitenta, é bem literal…

Às vezes, até hoje eu sou meio oito oitenta é difícil para mim encontrar o meio termo em certos assuntos. Eu tenho me esforçado muito para melhorar… neste sentido e em outros. Uma hora a gente tem que crescer! Entretanto, diferentemente de quando eu era criança hoje eu entendo certas coisas que então eu não entendia.

Passaram mais alguns anos e uma vez eu me lembro de ter perguntado para a minha mãe se não dizer a verdade completa para a pessoa não era um tipo de mentira… se omitir, não era uma forma educada de mentir. Ela disse que não… e que um dia eu entenderia. Demorou bastante tempo…. anos se passaram e eu tive que dar muitas cabeçadas na vida para eu perceber, para eu entender que o que minha mãe queria dizer é que nem sempre as pessoas estão preparadas para ouvir a verdade. Que é legal ser sincera mas que não é legal ser grossa, e que pode não parecer mas tem diferença entre uma coisa e outra… é um limite tênue muitas vezes, mas ele está lá.

É legal falar a verdade na cara do seu amigo para ajudar a pessoa de alguma forma, desde que a pessoa tenha te dado liberdade para falar. E também vc em que perceber se a pessoa está preparada para ouvir o que vc tem a dizer. Porque de vez em quando a pessoa não quer ouvir. Ou não está preparada para ouvir. E o mais importante… que vc não é o dono da verdade. No final das contas a sua verdade pode não ser a verdade da pessoa. Sua verdade que vc tá lá cheio das razões jogando na cara da pessoa pode ser apenas sua opinião. 

É complicado admitir, mas se vc não tem essa sensibilidade, e em muitos momentos eu não tive na minha vida, vc acaba não ajudando a pessoa, vc acaba atrapalhando mais que ajudando… porque vc pode magoar a pessoa, perder o amigo. Tem que ter essa sensibilidade. E aceitar que ninguém é senhor da razão e todos somos senhores apenas de alguns aspectos (não de todos) das nossas vidas.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Nerdices: Filme – The Lake House

Poster-lakehouse

Fala terráqueos, como vão vcs? Eu tô legal… Antes de mais nada, deixa eu dizer para vcs que este post era para ter sido publicado comecinho de Julho, mas eu tive que fazer umas alterações e ele acabou ficando para começou de Agosto, então eu escrevi este post faz muito tempo hahahahaha. Se houver alguma incoerência temporal no texto foi por causa disso ok?

Tá chovendo canivetes lá fora… chegou uma frente fria e umas nuvens carregadas do nada e o dia ficou a cara do inverno, frio, nublado e chuvoso. E eu tinha planos para hoje que não envolviam ficar em casa presa pela chuva, mas… é a vida e ela nem sempre está de acordo com os planos que temos para aquele dia… Bora aproveitar para escrever e bora aproveitar para assistir umas aulas. Pra eu não me sentir uma pessoa assim muito preguiçosa por hoje hahahahaha.

Se bem que eu estou de férias, então dane-se eu tenho direito de ser preguiçosa se eu quiser. E como sempre nem era disso que eu queria falar. Vamos falar de nerdices, vamos falar de filmes, este filme eu já vi faz um tempo (muito tempo na verdade – eu vi pouco depois do lançamento) e eu achei que eu já tinha feito resenha sobre ele, mas acabou que eu dei uma geral no site e eu não fiz. E eu me pergunta… como pode? Um filme que eu curti tanto e eu não ter feito nenhum comentário sobre ele no blogue. Então bora lá, bora corrigir este engano.

O filme de hoje é “A Casa do Lago” (The Lake House – em inglês). Como vcs podem ver na foto abaixo… esta é a casa. Uma linda casa por sinal. Primeiramente… os protagonistas deste filme são dois dos meus atores favoritos. A Sandra Bullock e o Keanu Reeves. O filme é de 2006 (faz uma cara né? – se vcs não viram até hoje… vão ver!!! Vergonha para vcs!!! O filme é ótimo!!!). Se vcs ainda não viram, não leiam o post porque vai ter spoiler para caramba ahahahahahaha.

222

E a história do filme é mais ou menos assim… Kate é uma médica, que mora numa casa no lago. E assim que termina sua residência médica ela assume uma posição de médica num hospital então ela se muda da casa do lago para um apartamento próximo ao seu novo emprego. E quando ela se muda ela deixa uma carta na caixa do correio pedindo ao novo morador da casa para se possível encaminhar para seu novo endereço qualquer carta que chegue para ela.

Um dia quando ela está almoçando com a mãe no dia dos namorados de 2006 acontece um acidente, um rapaz é atropelado e ela tenta salvar a vida dele entretanto ele morre nos braços dela e a morte desse rapaz deixa Kate abalada. E então seguindo o conselho de sua mentora ela resolve passar os finais de semana longe da cidade e ela volta para a casa do lago, que foi o local onde ela viveu o tempo mais feliz da sua vida.

Chegando lá ela encontra uma carta de Alex, respondendo à sua… dizendo que a casa do lago estava vazia há anos. Que ele tinha comprado a casa agora e ele assina, colocando a data 2004. E é nesse momento que as coisas começam a ficar estranhas hahahahaha.

A carta de Kate acaba indo parar nas mãos de Alex, um arquiteto que comprou a casa do lago que esteve abandonada por anos. Pera… como assim? Explique-se Shao! Acontece que Kate está em 2006 e Alex está em 2004, dois anos antes de Kate sequer ter morado na casa. O que acontece é exatamente isso. A caixa de correio da casa do lago funciona como uma máquina do tempo para as correspondências entre. Kate que está em 2006 está se comunicando com Alex em 2004. Os dois então quando descobrem o que esta acontecendo eles começam a se corresponder regularmente e começam meio que a viver um romance platônico à distancia.

E por mais que eles tentem e planejem transformar esse amor à distância, parece que sempre acontece alguma coisa para atrapalhar o casal. Sim… como se o lapso temporal já não fosse o bastante hahahahaha. Afinal de contas, duas pessoas vivendo em anos diferentes… ainda não inventaram a máquina do tempo (e eu não acho que vão inventar um dia) então não tem como um dos dois entrar no Delorean e ir encontrar o outro.

O filme é ligeiramente baseado na obra “Persuasão” de Jane Austen, principalmente o tema de encontros e desencontros e de como as coisas acontecem na hora certa, quando tem que acontecer. Seria mais ou menos uma mistura de “Persuasão” com “A Máquina do Tempo” (sem exatamente uma máquina do tempo hahahahaha tá confuso eu sei, desculpa).

56656

Enfim… depois de ficarem muito tempo se correspondendo, e de tentarem algumas vezes se encontrarem e das coisas não darem certo. Kate decide que é a hora de parar de acreditar em conto de fadas e começar a viver a vida, mesmo que as oportunidades que se apresentam para ela não seja aquelas com as quais ela sonhava.

Essa é uma questão bem interessante do filme. De como às vezes é dolorido lutar pelos nossos sonhos e como às vezes é mais fácil a gente se contentar com menos do que a gente queria porque não acreditamos fortemente que alcançaremos aquele sonho e que é melhor um pássaro na mão que dois voando.

Assim sendo, Kate pede para Alex que não escreva mais para ela… que ela vai tocar a vida adiante e pede que ele faça o mesmo. Ela conta para ele que encontrou a carta dele num dia que ela estava mal por ter perdido um paciente, que ele tinha morrido nos braços dela e que ela fora até a casa do lago procurando por uma resposta e encontrara ele, mas… que o que eles tinham vivido era apenas um sonho e jamais poderia ser real.

Entretanto o Alex não desiste dela, ele continua escrevendo… mas Kate deixa de ir até a casa do lago para apanhar as correspondências, ela volta para o seu ex-namorado e começa a tentar construir uma vida com o cara.

Depois de insistir por meses e meses… Alex resolve deixar para lá. Ele se junta ao irmão e monta uma firma de arquitetura. Mas diferentemente de Kate, ele resolve ficar sozinho. No fundo, no fundo ele não desiste de verdade dela. Na verdade nem Kate nem Alex estão felizes.

Dois anos depois… Alex está em 2006 (Kate já está em 2008) e um dia… depois de trabalhar o dia todo com o irmão ele se toca que é o dia dos namorados de 2006. E que numa das cartas, Kate comentou onde ela estava naquele dia… Ele volta correndo para a casa do lago, ele encontra a carta em que ela menciona onde estava almoçando com a mãe e vai correndo para lá…

Enquanto isso em 2008, Kate e o namorado estão comprando um apartamento antigo que precisa de recuperação. Então eles encontram um novo escritório de arquitetura para fazer o trabalho de restauração. E BAM!!! É o escritório que o Alex montou com o irmão Henry… enquanto eles estão na sala em reunião para decidir o que precisa falar do projeto quando Kate vê o desenho que Alex fez da casa do lago. Ela pergunta para Henry quem fez o desenho, ele diz que é do irmão e fala o nome do Alex e ela pergunta se tem alguma forma de entrar em contato com ele… e então…Henry revela para ela que o Alex morreu… há dois anos atrás, no dia dos namorados, atropelado!

E então vc fica!!! Mano!!! O cara que foi atropelado, que ela tentou salvar era o Alex!!! Então ela descobre porque todas as vezes que eles tentaram se encontrar não deu certo… foi porque ela estava morta. Então ela sai correndo que nem uma louca e vai até a casa do lago, e escreve para ele… tentando se comunicar com ele, para que ele não vá atrás dela no dia dos namorados em 2006… que ele ia morrer. Ela pede para ele esperar mais dois anos… até 2008 e vir encontrá-la na casa do lago.

E vc fica naquela agonia. Será que ela consegue??? Será que ele viu a carta? Será que deu tempo! Daí aparece o Alex… lá onde ela está almoçando com a mãe e ele meio que vai dar o passo para atravessar a rua… e vc fica! Ai, não deu tempo!!! Ele vai morrer!!! Mas então ele não atravessa… ele tira a carta do bolso e então a cena corta para a casa do Lago e a Kate está lá chorando e esperando e ele aparece!! Aêeeeee!! Ele esperou!!! E como toda comédia romântica eles vivem felizes para sempre no final.

111

É um filme bacaninha… é uma comédia romântica, e segue o padrão das comédias românticas, mas… tem uns fatores interessantes, que diferencia esta comédia romântica das outras. Que foram os fatores que eu citei nos parágrafos anteriores, que é a questão da temática do tempo e a influência da literatura, a influência da obra de Jane Austen no filme. E também essa abordagem bastante interessante de como nos contentamos com pouco, com menos do que queremos porque achamos que não somos capazes de alcançar nossos sonhos. Eu recomendo este filme para caramba… podem ver sem medo, é bacana! Eu só não recomendo pra mulherada assistir na TPM porque vcs vão se debulhar em lágrimas e aquelas coisas todas né? Já os mancebos vcs só vão curtirem se vcs forem rapazes românticos… senão vcs vão achar chato mesmo…. hahahahahaha.

Vou terminando este post por aqui, espero que tenham curtido mais este post nerd. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

“Só vc trabalha??”

trab

Fala terráqueos, como vão vcs? Eu tô bem… tá frio né? Mas sem problemas porque eu gosto de frio. Eu prefiro o frio ao calor. Por incrível que pareça eu não fiquei nem resfriada até agora neste inverno, eu geralmente fico doente no verão, sabe aquele verãozão que vc fica derretendo em vida? Pois é… geralmente acontece de eu suar que nem uma cavala no verão, daí chove, ou eu pego aquele vento nas costas e pronto… gripe, faringite, pneumonia… meus maiores problemas de saúde foram em pleno verão.

Por isso que eu prefiro o frio, eu durmo melhor, eu não fico toda inchada, eu não tenho que aturar gente fedorenta e eu não fico doente. Eu já devo ter dito isto aqui no blogue mas quando eu era criança eu amava o verão porque no verão eu estava se férias e não tinha que trabalhar. Mas agora que eu cresci, eu tenho que me vestir formalmente, tenho que usar um uniforme às vezes e ir trabalhar, e o prédio onde eu trabalho é muito quente no versão… é abafado… é um forno na verdade, é um ambiente extremamente insalubre geralmente e mais ainda no verão… imagina vc usando um uniforme sufocante, num ambiente sufocante, atendendo gente fedorenta por oito horas??? Me desculpe… mas o verão é péssimo para mim.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste post. Quer dizer, mais ou menos… Este final de mês de Junho e começo de Julho deste ano… vieram dois serviços novos para o meu setor… sempre assim, eles só socam e socam serviço na gente e nada de computadores novo, internet mais rápida, nada de novos funcionários… sempre só aumenta nosso trabalho. E quando eles ‘os chefões’ acrescentam um serviço novo qualquer à nossa já imensa lista de serviços… causa um rebuliço e aumenta o volume do atendimento. E quando aumenta o volume do atendimento normal rolar barraco, normal a gente ter que atender gente mal educada e normal às vezes um atendente atender mais rápido que o outro porque os casos dele foram mais fáceis ou mais rápido e os do outro foram mais complicados… ou até mesmo porque uma pessoa é mais rápida no atendimento que outra.

E toda a vez que isso acontece eu tenho que ouvir essa malfadada frase. “Nossa, só vc trabalha???” Porque eu trabalho há 15 anos no setor, eu tenho um certo conhecimento do serviço por conseguinte eu geralmente atendo mais rápido. Aí chega aquele cidadão querendo dar uma de engraçadinho e solta aquela frase… Vcs não tem noção de como isso me irrita. Fica semeando a discórdia no meio dos colegas de trabalho. Eu sinceramente detesto… e eu faço de conta que nem escutei o comentário da pessoa. Eu ja emendo um… pois não senhor/senhora, em que posso ajudar pra mudar de assunto, pra mudar o foco.

Porque se vc vira pra pessoa e diz, todo mundo aqui trabalha senhor/senhora, a pessoa pode virar e falar, não parece e aí é 50% de chance de dar barraco. E se tem uma coisa que eu aprendi em 15 anos de atendimento ao público e não alimentar ânimos acirrados, e não causar discussão desnecessariamente e se puder acabar com uma discussão. Acabe!

E é claro que tem pessoa que ainda insiste… vc muda de assunto, a pessoa te fala o que ela precisa e vc vai fazer e ela insiste… Nossa, só vc que tá chamando, né? Vc deve ganhar mais por produção, né? E coisas do gênero… instigando vc a cair na conversinha besta dela. Eu geralmente ignoro esses comentários também e despacho a pessoa o mais rápido possível. Noventa por cento das vezes dá certo hahahahahah. As outras dez por cento a pessoa exige uma resposta… metade das vezes dá barraco, porque eu respondo com o famoso, não… todo mundo trabalha aqui. Aí a pessoa solta um Não parece… irritada porque eu não concordei com ela. E eu repito. Todo mundo tá trabalhando senhora.

E a pessoa acha que eu fui grossa e sai xingando… Nossa eu quis elogiar, vc não precisa ser grossa… Eu não fui grossa, eu estava apenas mostrando os fatos para a pessoa… se tem quatro guichês, e os quatro estão ocupados por atendentes e cidadãos… todos estão trabalhando certo? HAHAHAHAHAHAA… É… atendimento ao público não é fácil. Lidar com o ser humano não é fácil!

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

SUPERNATURAL – Episódios Favoritos 2ª Temporada

Movies_Films_S_Supernatural_New_Season_026500_

Fala galera, beleza… como vão vcs? Espero que vcs estejam bem. Eu tive um dia meio cheio de altos e baixos. Mais baixos do que alto… crises de hipoglicemia durante todo o dia, e está frio… eu comi umas coisinhas, deu uma subida na glicose mas tá sobe, cai, sobe, cai… e agora eu jantei e tô sentada aqui na cama, escrevendo este post e assistindo uma série nova da Netflix. Eu queria assistir último módulo das aulas mas… acho que eu preciso repousar. Amanhã eu vou estar melhor então eu termino de ver a última parte das aulas e vou começar a fazer as duas provas que eu tenho que fazer.

Meus irmãos tem aula na faculdade agora à noite, eles nem queriam ir, queriam ficar um deles comigo achando que tinha que ficar alguém aqui comigo mas eu disse que estava bem (e estou) e eles foram para a aula. Mas como sempre, nem era disso que eu queria falar…

Acabei de assistir a 12ª Temporada de Supernatural. Essa temporada foi até legal… há um tempo eu comecei a escrever aqui meus episódios favoritos de Supernatural, eu fiz um post aqui sobre os meus episódios favoritos da Primeira Temporada (clique aqui para ler sobre este post) já faz um tempinho isso… então eu resolvi retomar… no post de hoje vamos falar sobre os meus episódios favoritos da segunda temporada… esse post vai ser longo porque eu gosto de absolutamente TODOS OS EPISÓDIOS DESTA TEMPORADA. Então vamos direto aos episódios.

EPISÓDIO 1 – CHEGOU A HORA DE MORRER: Um dos meus episódios favoritos desta temporada e de todas as temporadas. Se vcs leram o post sobre a primeira temporada vcs sabem que o episódio final terminou com um puta cliffhanger. Um demônio com um caminhão veio e atropelou o carro dos Winchester, e pais e filhos ficam jogados na estrada sangrando. Primeiro episódio da segunda temporada continua do exato momento que terminou o anterior… O demônio desce do caminhão no corpo do motorista e Sam que é o único consciente ameaça ele com a COLT (a arma que mata quase todas as criaturas sobrenaturais existentes) e ele sai do corpo do cara e todo mundo vai parar no hospital.

E é então que começa o episódio. No hospital, John e Sam estão baqueados, quebrados e machucados mas estão relativamente bem. Mas Dean bate a cabeça e está em coma entre a vida e a morte. Sam então começa a procurar uma maneira, qualquer maneira de salvar o irmão enquanto John aparentemente não está fazendo nada para ajudar o filho… Sam e John discutem.

Enquanto isso Dean está tendo uma experiência fora do corpo. Enquanto seu corpo está em coma seu espírito fica vagando pelo hospital tentando se comunicar com Sam. E como eles são os Winchesters caçadores, claro que tem que ter nesse episódio uma criatura sobrenatural que precisa ser caçada… neste episódio temos duas criaturas sobrenaturais UM DEMÔNIO (ninguém mais, ninguém menos que de novo Azazel, o demônio dos olhos amarelos) e UM CEIFEIRO (que seriam os ajudantes da morte, que vem na terra para levar as almas dos mortos.

Dean então começa a caçar o ceifeiro em espírito e também impedir que ele leve a sua alma, enquanto John está tentando invocar o demônio. Uma das melhores cenas desse episódio é Dean se comunicando com Sam através de uma Tábua Ouija dos espíritos hahahahahaha. O ceifeiro revela a Dean no mundo espiritual que se ele não aceitar que está morto e ir embora, ele vai se tornar um espírito vingativo como tantos que ele já caçou. Dean não aceita. Sam não encontra forma de salvar o irmão e John faz um pacto com Azazel, sua alma, sua vida e a COLT em troca da vida de Dean. 

EPISÓDIO 2 – PALHAÇO DIABÓLICO: Outro episódio bem bacana e bem engraçado. O episódio começa triste… John está morto e Sam e Dean estão investigando que tipo de acordo ele fez com Azazel. No meio da investigação eles vão parar num bar chamado RoadHouse, que é um recanto de caçadores, onde eles conhecem Ellen e Jo Harvelle, mãe e filha, e Ellen é uma velha amiga do pai deles… e Ash. Ash é um gênio que está tentando ajudá-los a encontrar Azazel.

Enquanto isso eles resolvem investigar diversos assassinatos estranhos onde os suspeitos são… palhaços. Nisso descobrimos que Sam, morre de medo de palhaços. Eles investigam e descobrem que a criatura que eles vão ter que enfrentar desta vez é um RAKSHASA que são criaturas que se disfarçam de coisas que as crianças amam para entrarem em suas casas e matarem seus pais e se alimentarem deles. E o único jeito de matar a criatura é esperar o momento que ele está se alimentando e matando ele com uma arma de latão. Enquanto isso… Sam tenta ajudar o irmão a lidar com a perda do pai. Dean não aceita a morte do pai, ainda mais quando descobre que foi por causa dele… 

EPISÓDIO 3 – SEDE DE SANGUE: Tomado de fúria pela morte do pai e querendo vingança… Dean começa a caçar como um louco. Sam tenta ajudar o irmão a superar o luto mas não consegue. No meio desse dilema interno Sam e Dean trombam com um bando de VAMPIROS e resolvem caçá-los. No meio da caça eles conhecem Gordon Walker, um caçador que teve sua família dilacerada por vampiros e que tem a mesma sede de vingança que Dean. Dean se identifica com Gordon e mesmo com Ellen avisando a Dean que o cara é perigoso ele não ouve.

Enquanto isso Sam conhece um grupo de vampiros que não se alimentam de vampiros e tenta dissuadir Gordon e Dean de caçá-los. A princípio Dean abraça a filosofia de Gordon, mas depois ele vê o quão lunático o caminho da vingança de Gordon o tornou e que o doido do Gordon está colocando a vida de Sam em risco então ele pede desculpas a Sam e dá uma surra no Gordon. Atenção no Gordon porque ele vai causar muito mais problemas mais adiante. 

EPISÓDIO 4 – NATUREZA MORTA: Ainda tentando lidar com a morte do pai, Sem e Dean vão visitar o túmulo da mãe para ver uma lápide que um parente colocou em homenagem a ela e durante essa visita ao cemitério Dean percebe que em volta de uma das novas tumbas todas as plantas estão mortas num círculo perfeito e desconfia que aquilo é obra de alguma criatura sobrenatural. Os irmãos então vão investigar o caso. Eles abrem a sepultura e encontram um caixão vazio.

A criatura que eles vão enfrentar neste episódio é um ZUMBI. Não do tipo “The Walking Dead” mas… do tipo que levanta da tumba e fica andando por aí depois que alguém faz um ritual para trazer a pessoa amada de volta dos mortos. A morta em questão morreu num acidente porque descobriu que o namorado a tinha traído com a melhor amiga. Acontece que um amigo nerd que ela tinha e era apaixonado por ela traz ela de volta à vida. Acontece que a morta ressuscitada não quer viver feliz para sempre com o cara que a ressuscitou ela quer vingança, quer matar os culpados pela sua morte.

EPISÓDIO 5 – SEU MESTRE MANDOU: Um episódio importante para o andamento do mistério da morte da mãe dos Winchesters. Sam começa a ter sonhos e visões estranhas. Numa visão ele vê um homem cometendo um assassinato. Ash ajuda os irmãos a rastrearem esse homem. Chegando lá eles descobrem que um rapaz chamado Andy tem poderes de controlar a mente das pessoas e começam a achar que ele está usando este poder para matar as pessoas. Então no episódio de hoje ele estão caçando uma PESSOA COM PODERES TELECINÉTICOS. Acontece que Andy é um cara boa praça e não é o culpado das mortes.

Investigando o caso, Sam e Dean descobrem que Andy foi adotado e que ele foi adotado porque sua mãe morreu num incêndio no seu quarto quando ele era bebê, assim como Sam. Sam e Dean descobre que ele é mais uma das crianças envolvidas no plano de Azazel o demônio de olhos amarelos. Investigando mais eles descobrem que Andy tem um irmão gêmeo e que as pessoas que estão morrendo são de alguma forma envolvidas na adoção de Andy e que seu irmão gêmeo está matando as pessoas que ele culpa por separá-los.

Sam começa a temer que todas as crianças que tiveram suas vidas tocadas por Azazel tenham tendências a se tornarem assassinos. Depois eles descobrem com a ajuda de Ash que nem todas as crianças tocadas por Azazel tiveram suas mães mortas num incêndio… ou seja, nem todas as crianças podiam ser rastreadas por este padrão. Aliá é nessa temporada que vamos começar a entender toda a história dos Winchesters e toda a sua ligação com o mundo sobrenatural.

EPISÓDIO 6 – SEM SAÍDA: Diversas mulheres estão misteriosamente desaparecendo num conjunto de apartamentos. Jo Harvelle descobre o padrão dos sumiços e quer ir investigar. Mas sua mãe Ellen não permite… o pai de Jo era um caçador e morreu caçando e ela está determinada a não permitir que a filha siga esse caminho na vida. Ellen então passa o caso para Sam e Dean. Sem a mãe saber Jo segue os irmãos até o local dos crimes e se oferece para ajudá-los. A princípio Dean e Sam ficam com medo de Ellen mas Jo convence os dois e Dean a deixa participar da caçada.

Juntos eles descobrem que o que está matando os espíritos é um FANTASMA DE UM SERIAL KILLER que em vida matava jovens loiras. Jo se usa como isca e eles conseguem derrotar o fantasma. E uma das partes mais legais deste episódio é o modo como Sam, Dean e Jo conseguem derrotar o fantasma. Mas Ellen descobre da escapada da filha e que os irmãos a deixaram caçar e revela que o pai de Sam e Dean foi o responsável pela morte do pai de Jo. E cria-se o maior climão entre os irmãos e a família da moça.

EPISÓDIO 7 – OS SUSPEITOS DE SEMPRE: Um dos episódios mais legais de todas as temporadas. Um episódio com a participação da icônica Linda Blair, caso vcs não saibam que é Linda Blair… é a atriz que interpretou a Reagan a menininha possuída do filme “O Exorcista” e por conseguinte o episódio está cheio de referências ao filme.

Sam e Dean vão investigar o assassinato de um advogado e sua esposa, mas durante a investigação eles são detidos pela polícia. Sempre que os Winchesters são presos é muito divertido ver como eles são experientes em darem nó na polícia hahahahaha. No meio dessa bagunça eles dão de cara com essa policial interpretada pela Linda Blair e a policial começa a ter estranhas visões com uma mulher assassinada.

Com a ajuda de Sam e Dean ela descobre que  a mulher das visões era uma traficante de heroína que estava fornecendo informações à polícia. Durante as investigações eles descobrem o envolvimento do noivo da policial com a mulher morta e com o advogado e a esposa que estão mortos. Nesse episódio mais uma vez temos um FANTASMA com assuntos inacabados, mas dessa vez o fantasma não está perseguindo pessoas ele está tentando obter justiça para seu próprio assassinato. Então… dessa vez o fantasma ajuda os Winchester.

EPISÓDIO 8 – O BLUES DA ENCRUZILHADA: Outro episódio, que é um dos meus favoritos de todas as temporadas. Sam e Dean começam a investigar um suicídio onde a pessoa se matou porque acreditava que estava sendo perseguida por um cão negro. Neste episódio teremos pela primeira vez contato com o DEMÔNIO DA ENCRUZILHADA.

Sam e Dean começam a investigar o caso e descobre que dez anos antes o cara que se suicidara era um fracassado e sua vida dera uma guinada de 180 graus e quando ele morreu ele era rico e bem sucedido. Por que se matar então? Os irmãos então descobrem que o que matou o arquiteto era um HELLHOUND (ou um CÃO DO INFERNO – tipo o Cérberos o cão que guarda a entrada do inferno na mitologia grega) e que o demônio da encruzilhada envia seu cão do inferno para coletar a alma das pessoas que fizeram pacto com ele, que venderam sua alma em troca de algo.

Sam e Dean desenterram a lenda do cantor de Blues Robert Johnson… diz a lenda que Robert adquiriu sua imensa habilidade em tocar e compor porque ele fez um pacto com o demônio da encruzilhada, dez anos depois do seu sucesso ele morreu de forma estranha balbuciando algo sobre cães do inferno que estavam vindo buscar sua alma.

Entretanto através de um pintor fracassado eles descobrem que várias pessoas fizeram acordos do co demônio naquela noite e eles rastreiam essas pessoas, dentre elas um cara que fez um pacto para salvar sua mulher do câncer e enquanto Sam fica protegendo o cara do cão do inferno. Dean invoca o demônio e usando um truque com uma Devil’s Trap ele faz o demônio cancelar o acordo. Com raiva de Dean o demônio revela a ele que a alma de John está no inferno sofrendo torturas, tudo por culpa dele porque o pai dele fez um acordo para que ele não morresse.

EPISÓDIO 9 – CROATOAN: Um episódio importante na evolução da história dos Winchester e de Azazel o demônio de olhos amarelos. Sam tem outra visão. Desta vez de Dean matando um homem inocente e indefeso. Então eles vão para a cidade da visão de Sam para investigar chegando lá… eles descobrem que alguma coisa estranha está acontecendo na cidade e que a cidade está toda sitiada e cercada por pessoas infectadas com um VÍRUS DEMONÍACO que faz as pessoas ficarem violentas e matarem familiares e amigos.

No meio de toda aquela baderna Sam e Dean descobrem que Sam é imune ao vírus e que o vírus é ligado ao demônio Azazel. Um demônio avisa Azazel que Sam é imune ao vírus e Dean diz para Sam que tem uma coisa importante para contar para ele, que John contou para ele antes dele morrer. E o episódio termina num cliffhanger.

EPISÓDIO 10 – CAÇADO: Dean revela para Sam que antes de morrer o pai deles antes de morrer pediu a ele para tomar conta de Sam e protegê-lo e que se não fosse possível protegê-lo, que ele mesmo matasse Sam. Irritado Sam resolve ir sozinho para o Roadhouse falar com Ash, descobrir mais crianças psíquicas como ele. 

Com as pesquisas de Ash ele conhece Ava uma jovem que assim como ele tem visões e premonições. Os dois descobrem então um vídeo de um jovem como eles com quem Azazel falou e revelou para o jovem que ele estava criando um exército e para esse exército é que ele precisava dessas crianças com poderes psíquicos. Enquanto Sam está tentando entender qual o plano de Azazel, Gordon (lembram do Gordon??? Lembram que eu disse que ele ia causar???) que descobriu as mesmas coisas e está convencido que Sam é o anticristo e quer matá-lo. Neste episódio então o inimigo é um ser humano, um outro CAÇADOR.

Dean então tem que correr para proteger o irmão. Mas ele acaba capturado por Gordon que quer usar Dean para atrair Sam para uma armadilha. Entretanto Ava tem uma visão de Gordon matando Sam e Dean.

E a visão de Ava salva Sam da armadilha e ele consegue salvar Dean e ele arma uma armadilha para Gordon que acaba indo preso. Sam mostrando seu lado badass (raramente aparece isso na série, geralmente Dean é o badass e Sam é o nerd inteligente – mas de vez em quando eles invertem os papéis e quando isso acontece é ótimo!). Depois de se livrarem de Gordon, eles vão procurar Ava e a moça desapareceu e seu noivo está morto. Sam e Dean tentam encontrar Ava mas não conseguem.

EPISÓDIO 11 – BRINQUEDOS: Mais um episódio bem bacana, Sam e Dean vão investigar mortes estranhas num hotel, todas classificadas como suicídio. Entretanto as mortes estão estranhamente conectadas com a possível venda do hotel. Neste episódio nossos heróis vão enfrentar mais um FANTASMA com assuntos inacabados. No hotel moram uma mãe solteira, sua filha e sua mãe. Os caçadores investigam que na sua juventude a mãe da dona do hotel era praticante de vodu e então começam a desconfiar dela. Mas eles logo descobrem que ela teve um AVC e está presa a uma cadeira de rodas, incapaz de fazer mal a quem quer que seja. Quando a dona do hotel quase é morta pelo espírito vingativo, Sam e Dean descobrem que a amiga imaginária da filha dela não era tão imaginária assim, que se tratava da tia da dona do hotel, que morreu afogada na piscina quando era criança e não quer que a família venda o hotel e vá embora, deixando-a sozinha na propriedade.

EPISÓDIO 12 – CAMINHANTE NOTURNO: Sam e Dean vão investigar as mortes de funcionários exemplares e de confiança que sem mais nem menos de uma hora para a outra roubaram seus chefes e logo em seguida cometeram suicídio e o dinheiro nunca mais foi encontrado. Sam e Dean descobrem se tratar de um METAMORFO que toma o lugar das pessoas e comete os roubos depois as mata. Um ex segurança, cruza com o caminho dos irmãos, mas ele desconfia que é um Androide hahahahahaha. Sam e Dean se infiltram num banco como seguranças para tentar capturar o Metamorfo e o ex-segurança invade o lugar e complica as coisas fazendo todos no banco de refém. O que acaba trazendo o FBI para o caso, arrecadando um inimigo para Sam e Dean, o agente Victor Henriksen. Esse episódio tem um dos melhores finais de episódio de todas as temporadas. Mostra o quão cheios de recursos e inteligentes são os irmãos para escapar de enrascadas. Sério… um dos meus finais de episódios favoritos!

EPISÓDIO 13 – CASAS DO SAGRADO: Sam e Dean vão investigar uma série de mortes suspeitas numa pequena cidade. Aparentemente pessoas consideradas pecadoras pela sociedade são visitadas por um suposto ‘anjo’ que manda que elas matem outros pecadores. O suposto anjo meio que aparece para as pessoas e as enfeitiça e as leva a cometer os crimes. Dean não acredita que seja um anjo. Ele acredita que seja qualquer outra criatura. Sam acredita que seja um anjo e o anjo aparece para ele… colocando-o em seu feitiço. Esse é bem legal, com um final bem inesperado. Eu nem vou falar qual é a criatura que eles enfrentam se é mesmo um anjo ou não para não dar Spoiler hahahahaha!

supernatural-tattoo-4-650x650EPISÓDIO 14 – NASCIDO NUM SIGNO RUIM: Este é um episódio bem bacana também… aliás esta segunda temporada eu gosto de todos os episódios, o que é uma coisa rara de acontecer em série. Neste episódio Sam desaparece, fica uma semana desaparecido e Dean doido atrás dele até que ele recebe uma ligação e encontra o irmão num hotel de beira de estrada sem memória de tudo o que aconteceu naquela semana. Neste episódio os irmãos vão enfrentar novamente um DEMÔNIO e… detalhe é um demônio conhecido. Se vcs assistiram a primeira temporada vcs se lembram da estrela de Salomão da menina possuída pelo demônio Meg… No final das contas Sam ficou uma semana possuído aprontando todas mas ele não se lembra de nada. Quem salva o dia é o Bobby, melhor parte do episódio é quando Bobby saca que o Sam tá possuído e prende o Sam. Então Dean e Sam vão fazer um exorcismo e arrancar o demônio do corpo de Sam. E é nesse episódio que aparece pela primeira vez um dos símbolos icônicos da série… que é um símbolo de proteção os irmãos tatuam esse símbolo neles mesmos para evitar serem possuídos novamente (esse símbolo da imagem acima… o non timebo mala).

EPISÓDIO 15 – EXAGERADO: Esse é um dos episódios mais engraçados de Supernatural, aliás, depois das séries de comédia e de Arquivo X Supernatural é uma das séries que mais tem episódios engraçados. É uma série com a temática de terror mas, na verdade é bem eclética e tem bastante humor. Neste episódio Sam e Dean estão brigando como gato e cachorro então eles pedem a ajuda de Bobby para resolver uma caçada que eles não conseguem resolver. Neste episódio extremamente surreal e engraçado (eu sei que eu já disse isso) eles vão enfrentar uma criatura chamada TRICKSTER (os tradutores brasileiros chamaram de Brincalhão… o que eu acho uma tradução meio bosta, mas… é bem ao pé da letra). O mais engraçado deste episódio é que ele me lembra muito um episódio de Arquivo X onde cada um dos personagens Mulder e Sculli contam duas versões diferentes da mesma história. A mesma coisa acontece neste episódio com Sam e Dean, cada um deles conta a sua versão da história para Bobby e é o Bobby que descobre que eles estão sendo tapeados por um Trickster.

EPISÓDIO 16 – O FANTASMA DA ESTRADA: Eu detesto o título em português deste episódio hahahaha, mas deixa isso para lá… Episódio começa com um casal sofrendo um acidente na estrada, a esposa Molly então tenta desesperadamente encontrar o marido e não consegue e no meio dessa busca ela começa a ser perseguida por um FANTASMA. No meio da confusão aparecem Sam e Dean para salvar o dia. Eles começam a caçar o fantasma enquanto isso o fantasma persegue a moça… E eu não vou contar mais nada porque senão estraga… mais um episódio com um final inesperado.

EPISÓDIO 17 – DOLOROSA MISSÃO: Outro episódio que eu não gosto do nome em português, mas este episódio também é bem bacana. Esse é de Drama. Sam e Dean vão enfrentar neste episódio um LOBISOMEM! Enquanto estão caçando o Lobisomem Sam e Dean conhecem a linda Madison e tanto Sam quanto Dean se interessam pela moça, mas no final Madison se interessa por Sam. Infelizmente este episódio não tem um final feliz. E Sam fica mais uma vez de coração partido quando o episódio termina.

EPISÓDIO 18 – ASSOMBRAÇÃO EM HOLLYWOOD: Outro episódio bem engraçado. Sam e Dean vão para Hollywood investigar mortes estranhas num suposto Set de filme mal assombrado. O episódio é bem engraçado porque enquanto Sam está todo compenetrado na investigação Dean está se divertindo fazendo parte da equipe de gravação do filme e enchendo a cara de comida no estúdio hahahahahaha. Nesse episódio os irmãos vão enfrentar um bando de FANTASMAS

giphyEPISÓDIO 19 – NO XADREZ: Atendendo um pedido de ajuda de um velho amigo de John Sam e Dean vão para dentro de uma prisão. Eles se deixam prender e vão para a prisão porque mortes estranhas e sobrenaturais estão acontecendo dentro da cadeia. Entretanto enquanto eles estão na cadeia tentando resolver o problema das mortes e caçar mais um FANTASMA o agente Henriksen que está na caça dos dois desde o incidente do banco onde um Shapeshifter matou pessoas… Vai atrás deles e ameaça transferir cada um para uma prisão federal diferente e separar os irmãos e mantê-los presos para sempre. Então eles tem que correr contra o tempo para resolver o caso, acabar com o Fantasma e escapar do agente do FBI. Esse é um episódio que gerou um dos GIFs mais famosos de Supernatural… Dean sendo adorável hahahahaha.

EPISÓDIO 20 – APENAS UM SONHO: Esse é um daqueles episódios com realidades alternativas. Sam e Dean estão caçando um GÊNIO. Exatamente o Gênio da Lâmpada, mas em Supernatural o gênio é uma criatura maligna que usa os sonhos das pessoas para matá-las. Quando de repente, Dean acorda e tudo está diferente. A mãe deles está viva, Sam está na Faculdade e noivo de Jessica, que está viva também, e ele Dean, está casado e trabalha numa mecânica restaurando carros antigos. E ele finalmente está feliz mas… ele começa a ter visões estranhas de uma moça pedindo ajuda. O que acontece é que Dean foi pego pelo gênio e está preso num mundo de sonho e Sam tem que se arriscar no covil da criatura para salvar o irmão.

EPISÓDIO 21 – DEMÔNIOS À SOLTA (PARTE 1): Os dois últimos episódios da temporada estão conectados, é tipo um episódio grandão dividindo em duas partes. Estes dois episódios estão intimamente ligados à linha demoníaca da série, com a intenção do demônio dos olhos amarelos Azazel, cada vez mais clara. Azazel sequestra Sam e leva ele para uma cidade abandonada onde ele encontra outros jovens que também são ‘escolhidos’ do capeta para lutarem entre si porque dentre eles vai surgir um vencedor que vai liderar o exercito do inferno para destruir a humanidade. Azazel revela que todas aquelas crianças, inclusive Sam, tomaram sangue de demônio quando elas eram bebês.

Sam encontra na cidade Ava (vcs lembram dela?) e mesmo não querendo… eles começam a lutar entre si, Ava tenta matar Sam mas é morta por outro rapaz que vai para cima de Sam, eles lutam… ele tenta matar Sam que consegue o deixar inconsciente e se salvar. Dean e Bobby chegam na cidade para salvar Sam, que se distrai por um segundo e é esfaqueado pelo cara que não estava morto… e ele morre nos braços de Dean.

EPISÓDIO 22 – DEMÔNIOS À SOLTA (PARTE 2): Dean pega o corpo do irmão morto. E leva para um hotel. Bobby diz para Dean que eles tem que queimar o corpo para evitar que o mau use o corpo de Sam, mas Dean se recusa e ele diz que vai trazer o irmão de volta. E assim como o pai fez na primeira temporada Dean faz um pacto para trazer Sam de volta. Ele procura o Demônio da Encruzilhada e vende sua alma em troca da vida de Sam. Mas… em vez de dar dez anos a Dean como é de costume, o demônio dá a Dean apenas um ano. Jake, o cara que matou Sam, de posse da colt e com a orientação de Azazel abre as portas do Inferno. Sam, Dean, Bobby, Jo e Ellen e Ash tentam impedir mas não conseguem. Sam mata Jake à sangue frio… assustando Dean que começa a se perguntar se o Sam que voltou dos mortos é o mesmo de antes.

Dean recupera a colt e tenta matar Azazel enquanto os outros tentam fechar as portas para o inferno. Enquanto isto uma quantidade imensa de demônios escapa. Azazel toma a arma de Dean e Sam abandona a porta para salvar Dean… os dois estão prestes a morrer nas mãos do demônio quando o espírito de John Winchester sai do inferno segura o demônio. Dean recupera a colt e finalmente mata Azazel. Os outros fecham a porta do inferno e o espírito de John desaparece. E este é um dos melhores finais de temporada porque vc fica… e agora??? O que acontece agora??? Dean vai morrer??? Sam vai descobrir que o irmão vendeu a alma por causa dele??? Sam vai virar do mau??? Onde foi parar o espírito de John???

Então foi isso galera, post gigantesco, este acho que foi um dos maiores posts que eu escrevi, mas é que… eu gostei mesmo de toda esta temporada, uma das melhores temporadas da série. Espero que vcs tenham curtido… em breve voltaremos com a terceira temporada… eu acabei de ver a décima segunda temporada… então, tem temporada para caramba para escrever aqui ahahahahahaha.

Vou terminando este post por aqui, fiquem ligados porque vira e mexe teremos mais postagens sobre o assunto. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao