Arquivo

Archive for Abril, 2010

Dear Mr Reaper…

Hey… Mr Reaper… How are you? Probablu busy right. Yeah… I’ve been watching the news. Lots of places, full of dead people… working hard… Let me tell you you may think I didn’t notice you passing by my work last month but I did. Thanks for taking one of my co-workers. you just made life much more hard living… thank you very much! It’s already hard to get someone to agree working there, now the ones I get you just take them away. I need to say that you still are aiming in the wrong direction. I was travelling, I was on vacation… but I did notice you know?

I’m touched because you seem to be always thinking of me, reminding me of your existence by taking the people who happens to just be around me and all… but, could you please go to China? They could need a little help there you know? There are 2 billion people there, they could use the extra space. Or Tokio… lots and lots in Tokio Japan… they’re subway is a living hell… you could take some thousands as give them some space too… think earthquakes… think big populations and leave my sorry person alone for a while okay? I’m tired of your dark company.

I guess you probably think it’s not a good idea take ME now, because of my brothers, my responsabilities and all the other things you and the All Mighty may have planned for this insignificant little life I’m living… this is not even a issue anymore true to be told. I’m far from it right now. But stop taking my friends, relatives, favourite actors, actreess and singers please! Looks like a damn curse! I’m feeling like an egyptian mummy already!

Of course my best friend and a lot of other people don’t believe me, some think I’m all right and let me tell you, are giving me a hard time… making life even more complicated than it already is. And others, like my best friend, think that I’m ready to fall apart or break like a cristal glass at anu moment. I fell like in between, I’m not breaking, but I’m not completely well at all… My best friendo just called me (well she called me in the morning and told me to call her but I didn’t want to. I just don’t like to intrude… she has her own life to deal with) and told me to stay away from the windows. Aparenttly she thinks you may push me through it all the way down to the first floor. Yeah… they don’t know me at all… but then again, no one really knows anyone. I don’t know myself, but I can tell that suicide is not a very smart plan.

I’ve been talking to other friend of mine who is a doctor and he really thinks I should look for professional help… a therapist… or… whatever… I’m still not sure about it… I just wish people wold stop asking me how I feel… I don’t feel fine, but I don’t want to talk about it. I was reading something about losing a family member… and the doctor wrote that you can’t face the pain, or avoid it… you gotta live through it… I wish I could understand what the hell it means… If I could, maybe I could do it and I would feel better…

I wouldn’t crys so much every other day. I wouldn’t forget so much what I was about to do nor get distracted all the time. I could focus on my job and on my books. I could be able to do my papers and researchs for school…

I don’t know if The Lord All Mighty gave you a big knowledge about all the humans souls, or if maybe you’re just my stalker and because of it you know a lot about me but the truth is… I’m going a little crazy you know, a little out of my mind. I can’t sleep well… tonight I had nightmares about my mom all night long… and some nights I just can’t sleep… because lately I can’t stop thinking! About my problems and all that I feel like is wrong with my life. And it’s not a good moment for it because the graduation is coming closer, I have this big papper to write and work is a mess… I need to sleep and take it easy because otherwise I’ll go COMPLETELLY crazy!

So My Dear Mr Reaper… find yourself another person to get attached or find a hobbie… reading is good. I do it sometimes when I have free time. I have lots and lots of books just waiting for me to have some free time to devour them… you should do the same.

Take care of your dark self …
See you… sooner than later

Your Friend… Me

Categories: Uncategorized

Foi bem legal…

Howdy galera… como foi o feriado de vocês? O meu foi bem legal, bem melhor do que eu esperava na verdade. Até porque eu estava num estado de espírito um tanto conturbado. Mas… whatever… já está virando rotina isso. Não vem ao caso, deixa para lá…

Então a casa estava cheia de gente ontem e foi mais divertido do que eu achei que seria, e também foi um dia produtivo o marido da minha prima conseguiu instalar a rede wireless aqui em casa agora eu estou cogitando cacelar a assinatura do Claro. São 119 reais a menos para pagar todo o mês.

O Cezar estava emburrado com a Kate e o Leandro ainda, por conta de águas passadas, da confusão que deu em mil novecentos e bolinha. Não tiro o direito dele ainda mais quando ele estava se doendo por coisas que fizeram comigo. Mas a ira dele estava mal direcionada e eu queria que ele visse isso. Acho que às vezes eu sou sutil demais e meus irmãos não me entendem. Não estou dizendo que todos os homens são assim mas meus irmãos às vezes você precisa soletrar pra eles e ainda assim eles não entendem. Entretanto ainda há esperanças… depois de dois, três dias ruminando eles entendem… E eu acho que ele entendeu que eu queria que a gente se reaproximasse da Kate e do Leandro que durante muito tempo foram pessoas próximas da gente e por causa de maldade de terceiros. Mas nunca é tarde demais para concertar certas coisas… algumas coisas não tem concerto… mas não era esse o caso.

Whatever eu tinha planejado ficar em casa o dia todo dormindo porque afinal de conta são meus ultimos dias de férias, mas eu resolvi ir para a igreja. Umas coisas aconteceram (que não vem ao caso agora) que me deixaram super chateada… mas… como diriam os franceses cest la vie. Se eu não tivesse um motivo eu juro que ja teria tomado certas atitudes. Eu sei que isto está soando completamente vago mas não tem porque eu ficar remoendo o que aconteceu, até porque ficar remoendo não vai resolver o problema, não vai fazer com que eu me sinta melhor e não vai fazer com que as pessoas deixem de ser as criaturas estapafúrdias que são.

Mas… mudando de assunto… Minhas férias estão acabando e eu estou sinceramente chateada de ter que voltar ao trabalho. Como eu já disse… eu não sei exatamente o que está me incomodando no trabalho, sei lá… acho que cansei do atendimento ao público, também… quase oito anos fazendo a mesma coisa. E pior que eu não vejo, pelo menos não num futuro próximo, as coisas mudando. Na verdade eu nem queria mais trabalhar alí na Subprefeitura eu queria, de repente poder trabalhar num outro lugar, mais perto da minha casa, não ter que pegar condução. Mas eu sei que o novo gabinete mantém a mesma política de não liberar os funcionários para outros lugares, a não ser com permuta, a não ser que seja pra assumir um cargo melhor noutro lugar então nem acalento a idéia. Mas que ia ser legal de repente trabalhar aqui na biblioteca que fica na minha rua… acho que ia. A Jucilene que trabalha comigo disse que é ruim trabalhar em biblioteca mas… até porque tem que trabalhar de sábado. Mas… não quer dizer que o que é ruim para ela é necessariamente ruim para mim também certo?

Já me disseram que não compensa eu sair da Praça, deixar o cargo… eu sei que financeiramente não compensa… meu salário vai cair tanto que não vai dar pra pagar a faculdade… mas, eu acho que as pessoas dão muito valor à dinheiro, eu dou muito mais valor à minha paz de espírito sabe e eu não tenho tida muita paz de espírito ultimamente. Talvez não seja o trabalho, talvez seja a faculdade, talvez sejam os problemas que eu tenho em casa, talvez sejam os problemas que andam passando pela minha cabeça, ou talves seja uma equeção somatória de todos eles sei lá. Eu tenho esperanças que o ano que vem… quando não vai ter mais faculdade… as coisas mudem para melhor.

Pior que eu acho isso tão triste sabe? Meio melancólico até… eu lembro de um tempo que eu adorava meu serviço, meu trabalho… eu me pergunto quando foi que eu deixei de gostar de trabalhar na Praça de Atendimento… mas não consigo encontrar uma resposta satisfatória para esta pergunta. Mem pergunto se isso é passageiro ou se é definitivo…

Às vezes eu acho que tudo faz parte de um pacote único que resume-se ao fato de eu estar simplesmente fazendo as coisas que eu TENHO que fazer e não as coisas que eu gostaria de estar fazendo… Eu estou vivendo a vida de outra pessoa e as coisas não fazem sentido…

Abriu concurso para o Tribunal de Contas do estado, são poucas vagas… 31 só, mas eu vou fazer… vou esperar até dia dez e vou fazer minha inscrição. Não vai cair matemática o que já é uma boa notícia. O salário é um pouco maior que o meu e com certeza a responsabilidade seria menor também, apesar de que… com certeza vai ser um inferno na terra ter que ir trabalhar lá na Avenida Rangel Pestana… a condução pra lá é bem mais complicada que a condução pra onde eu trabalho agora. Eu acho… mas pode ser que eu esteja enganada.

Este ano entretanto é ano de eleição, provávelmente não vão abrir concursos bons, minha pressa de ‘mudar de ares’ acha isso péssimo mas meu lado racional acha bom porque ano que vem eu vou ter tempo (em tese né???) de fazer um cursinho e me preparar melhor para as provas dos concursos que DEVEM abrir a partir de janeiro de 2011 como: TRE, TRT, TJ-SP e diversos outros para outros estados. Estou pensando em prestar para outros estados… São Paulo está muito cheia de gente… estou ficando com pessoafobia morando aqui…

Essa terça eu fui no shopping e tinha fila na loja da CLARO… fila… de terça-feira… no meio da semana!!! À tarde… quando todo mundo deveria estar trabalhando… e eu tipo… WHATAHELL??? Depois vc sai do shopping, a lotação deveria estar vazia pq vc está indo no contra fluxo… mas não… ônibus vazio em SP não existe mais. O Metrô eu nem comento…

Bom… vou ficando por aqui porque são uma e meia da manhã (eu acordei tarde pra caramba hoje) e amanhã eu tenho prova daquele livro do além… não li tudo… é muito chato, vou ler um resumo e entregar nas mãos de Deus tomara que seja o suficiente. Depois segunda eu volto à labuta e sexta  mais um trabalho e a prova da DP de Processo Civil… ahhhh sem esquecer o fato de que eu preciso marcar meus exames que a Ginecologista pediu pra saber se eu estou ou não com um nódulo na mama… a Eliana pegou no meu pé hoje pq eu  ainda não marquei… Não tô com pressa… más notícias voam sozinhas a gente não precisa acelerar elas ainda mais…

Falando em más notícias recebemos mais uma esse feriado o irmão caçula da minha vó… que tem a idade que minha mãe teria se estivesse viva está internado nas últimas no hospital do câncer com câncer terminal no estômago. Não tem mais o que fazer… Como eu disse pro meu irmão, mais um sorteado na loteria do capeta na nossa família… vai ter genética assim pra essa doença lá nos confins do Turcomenistão hein? Logo, os prognósticos relacionados a câncer nunca são bons quando minha família está no páreo…

Deve ser por isso que eu ando com a cabeça tão for a de órbita ultimamente. Olhando para trás no histórico familiar, as chances de eu ter alguma coisa ruim são infinitamente maiores que as chances de eu não ter nada… isso está me deixando meio pirada…

See you guys around the corner
Shao

Categories: Uncategorized

Atitudes falam mais alto que palavras…

Ficar em casa sem trabalhar e a maior parte do tempo sozinha tem suas desvantagens. Tobby Wilson não possui uma conversa lá muito estimulante então eu constantemente estou pensando na vida e sinceramente pensar na vida não é uma atividade que me traz lá muita alegria. Tenho pensado seriamente em três coisas… são três coisas que não têm me deixado dormir direito. Primeiro, morar com meus irmãos, nos mesmos parâmetros que tínhamos quando a mãe estava viva simplesmente não está funcionando. Tenho pensado muito em me mudar, arrumar um canto só meu… Ah Shao, mas faz pouco tempo que a sua mãe morreu e seus irmãos precisam de você e vocês são uma família e yadda, yadda, yadda… é eu sei… mas eu estou tão cansada de colocar as prioridades das outras pessoas à frente das minhas… mas tão, tão cansada… Há muito o que se pensar e muito o que se questionar e principalmente muito o que se planejar … e eu já venho pensando nisso faz uns três meses… Não vou tomar nenhuma atitude impensada até porque atitudes impensadas só tomam quem tem grana o bastante e eu não tenho.

Mas eu tenho seriamente pensado em vender, os terrenos e o apartamento depois que terminar o inventário da minha mãe, dividir a grana em três e falar pros meus irmãos que… sei lá… tá na hora de cada um seguir o seu caminho, levar a sua vida como bem parecer a cada um e pronto. Estou amadurecendo a idéia ainda… e se eu chegar à conclusão que é o melhor que eu tenho a fazer eu vou conversar com eles e depois com o meu padrasto.

Apesar do meu irmão Cezar 99% do tempo só me dar dor de cabeça, preocupação e acabar com a minha saúde fazendo a minha glicemia subir nas alturas… ele me disse uma coisa que… não poderia descrever melhor como eu me sinto a maior parte do tempo (o que exatamente não vem ao caso). Na verdade ele me disse um monte de coisas, ele fala, fala, fala… Eu queria que ele entendesse certas coisas que eu falo para ele, mas é pior que falar com uma parede. Ele disse que se não fosse o fato dele ter a mim ele estaria num lugar muito ruim agora. Eu não me acho tão importante assim, sério… até mesmo porque eu não acho que ele ouve 50% do que eu falo e o que ele ouve ele geralmente não põe em execução. É extremamente estressante pra mim isso. E atitudes falam mais das intenções das pessoas que palavras. Ele não quer mais ir pra igreja, fica tentando se justificar, como se justificando-se para mim fosse fazer alguma diferença. O fato é que a maior parte do tempo eu sinto que estou só perdendo tempo com os dois. Qdo minha mãe me deu a noticia da doença dela em agosto de 2007 eu disse pra ela que… se ela morresse eu ficava sem família, que o Carlos e o Cezar não iam ser minha família… e eu tinha razão. Porque a maior parte do tempo eles não são… porque eu não posso contar com eles nem para coisas simples nem para coisas importantes. Essa é uma daquelas vezes que você pensa… putz, eu não queria estar com a razão, mas está.

Eu não acredito que as pessoas que morrem podem ouvir a gente, acho um pensamento até bonito e reconfortante, mas não acredito. Mas se elas pudessem eu diria agora pra minha mãe… Viu… eu te disse! Eu tinha razão… eu disse pra vc que vc ia ter que me aturar até o fim da sua vida e eu disse que quando vc morresse ia acabar a familia pra mim. Eu não abri mão ainda porque eu amo meus irmãos… mas Deus sabe o quanto eu NÃO tenho paciência… não sei quanto tempo mais eu vou agüentar e quantas pisadas de bola deles eu consigo relevar… sinceramente.

Acho que nenhum dos meus irmãos tem noção do peso que eu carrego nas costas por causa deles. Não tem noção que não é bolinho manter as coisas, a casa, as contas do mesmo jeito que sempre foi tudo quando a mãe estava aqui. E simplesmente não poder contar com ninguém, nem mesmo com eles… Beleza o Carlos faz quase tudo o que eu peço, quase sempre… o Cezar… quase nunca… ele até se esforça sabe, mas ele foca as prioridades dele em outras coisas. Ele é tão egoísta a maior parte do tempo. Não que o Carlos também não seja… os dois são e em diferentes niveis. Mas… todo dia eu acordo e penso, putz, pra quê eu tô literalmente me matando desse jeito? e eu não tenho nem com quem desabafar sabe… antes eu tinha minha mãe…

Ah… claro… eu tenho minhas amigas… a Luciana e a Elaine na faculdade e a Eliana no trabalho, e tenho a minha vó e a minha tia… e não é que eu não confie nelas, eu confio. Mas sei lá… as poucas vezes que eu comentei alguma coisa com elas não me ajudou em nada… e só serviu pra elas ficarem preocupadas, me ligando, me monitorando… e elas tem a vida delas pra se preocupar. Elas não tem obrigação de ficar ouvindo minhas lamúrias nem nada do gênero. O que me leva ao segundo ponto que tem passado pela minha cabeça muito, acho que eu preciso mesmo de uma ajuda profissional… sei lá… é muita coisa ao mesmo tempo na minha cabeça. E eu não tô conseguindo lidar. Sei lá… é como andar numa imensa estrada escura e sem fim sabe, estou tão desesperançosa das coisas… tipo eu só quero que a faculdade acabe, que o meu tempo na chefia acabe, que o ano acabe, quero acabar de pagar as minhas contas… mas não tem um depois sabe, um plano pra depois. Quer dizer, eu até tenho… mas não tenho ânimo e isso é terrível. Pior do que vc não saber o que fazer e não ter sonhos para perseguir é você tê-los mas não poder persegui-los porque você não tem tempo porque tem outras coisas mais urgentes que vc PRECISA fazer, vc TEM que fazer mesmo sem querer. E dia após dia eu acordo para fazer as coisas que eu TENHO que fazer… eu estou tão cansada.

Eu tentei explicar pro cabeçudo do Cezar na lotação hoje mas putz… ele nem me deixou falar, foi dando piti… eu contei até dez, calei minha boca, coloquei o fone de ouvido e virei pra janela e não falei mais com ele. Nem to com vontade de falar… é jogar conversa fora então, pra quê?

Se as coisas não melhorarem aqui em casa talvez eu TENHA que tomar alguma atitude no sentido de… sei lá… arrumar um canto pra mim e me mudar… mas… isso também não pode ser feito assim impensadamente.

Mas eu não sei como funciona esse negócio de psicólogo, a gente precisa de um encaminamento? Ou é só marcar a consulta??? E o que a gente faz no consultório? Vai lá e conversa? Será que é mesmo mais fácil se abrir com um estranho?

Outra coisa que tem me perturbado mas num nível um pouco menor é o trabalho porque eu estou de férias, segunda eu volto à ativa e espero que seja calmo. Mas é pouco plausível. Sabe o que seria perfeito? Eu passar num outro concurso ganhando o dobro do que eu ganho sem ter que ser reponsável por outras pessoas e pelo setor. Anota aí… nunca mais eu quero ser chefe… é muito… chato! Eu me divertia muito mais trabalhando na prefeitura quando eu era simplesmente mais uma funcionária. Abriu concurso pro Tribunal de Contas… o salário é um pouco só melhor que o meu mas… putz… se eu passasse tenho certeza que seria melhor do que o que eu estou tendo que lidar agora. Entretanto são poucas vagas e pouco tempo para estudar… me inscrever nesse concurso vai ser mais ou menos como jogar na megasena, mas eu acho que vou tentar a despeito de tudo, vai que é meu dia de sorte né?

A quarta e ultima coisa que vem me atormentando e claro é a faculdade… não sei se eu vou conseguir fazer a droga das audiências que eu tenho que fazer e tenho que fazer os trabalhos da DP e as provas da DP e eu não posso mais faltar de jeito nenhum e eu não estou no pique de estudar. Esse negócio de eu ‘poder’ estar com um nódulo também não deixa eu me concentrar… só tenho vontade de dormir sabe… e vontade de largar tudo… que se dane a faculdade, a chefia… vontade de deitar na cama e não levantar nunca mais…

Bom… acho que eu botei pra fora um pouco do que estava engasgado… vou tentar dormir porque amanhã vem uma galera aqui em casa. Vou tentar ser menos chata a falar menos da minha vida daqui pra frente no blogue, porque sinceramente isso é chato pra caramba…

See you guys around the corner
Shao

Categories: Uncategorized

Hoje é hoje… amanhã é amanhã…

Olá galera… sexta-feira já… essas semanas de férias estão passando voando eu não fiz nada do que eu tinha planejado. Normal afinal de contas a maldição dos sábados se estende aos domingos, feriados e férias. Eu não consegui ir lá no ambulatório de Itaquera fazer o plano de saúde pro meu irmão. O Cezar não quer saber de fazer, eu não vou inssistir com ele… não estou afim.

Bom crianças, eu estava muito nervosa com a possibilidade de ter algum nódulo dentro da minha pessoa, tanto que eu nem queria ir ao médico. Sabe… de repente eu achei que se eu simplesmente fosse no médico ele ia me dizer que eu estava com cêncer e pronto acabou. Eu sei que as coisas não funcionam assim, eu sei que um diagnóstico desses leva tempo e trocentos exames pra se ter absoluta certeza… minha mente racional sabe, massss… eu estava muito irracional, emocional esses dias.

Ainda bem que minha amiga me arrastou pro médico, fiquei mais calma depois da consulta… claro que eu só vou tirar isso da cabeça depois que eu fizer os exames (isso se os exames derem resultados negativos). Ando pensando seriamente em procurar um psicólogo… sei lá… como a gente faz pra passar no psicólogo? Não precisa de um encaminhamento? Vamos esperar esse resultado do exame… se o pior acontecer tenho certeza que vão me encaminhar pra psicólogo.

Domingo é um dos piores dias da semana… só não é pior que segunda e terça… mas definitivamente não é um dos meus dias favoritos. Essa semana promete ser um tantinho mais calma por causa do feriado. Não tem aula na quarta e quinta também não então… tenho que fazer as coisas da faculdade antes desses dois dias porque eu quero não fazer nada nesses dias… porque na terrível segunda do dia 26 recomeça minha jornada na prefeiturolândia.

Sério galera, essas semanas de férias me fizeram perceber que eu não gosto mais do meu emprego. Não sei exatamente porque… mas de qualquer forma não vem ao caso. Só sei que está mais do que na hora de eu fazer alguma coisa para mudar isso. Não é o velho ditado? Os incomodados que se mudem? Então… preciso de mudanças… e não acho que apenas mudar de setor resolve meu problema. Só sei que quando vc não tem mais motivação para sair de casa de manhã para ir pro trabalho e quando chega lá e fica contando os minutos para vir embora, como diriam os Teltubies… “está na hora de dar tchau”. Não… eu não assistia os Teletibies mas meus irmãos assistiam até o dia que eu disse pra minha mãe que eles iam crescer retardados vendo aquilo. Hahahahahaha…

Engraçado as coisas que a gente lembra do passado… de vez em quando eu me pergunto… será que as pessoas têm mesmo uma missão na terra? E depois que nós cumprimos essa missão, o que deixamos para trás? Nossos atos? As lembranças de quem fomos, das coisas que fizemos? Não sei…  Houve tempos em que eu era capaz de fazer essas incursões filosóficas na minha cabeça e não me sentir uma barata tonta… assim totalmente perdida, agora não sei… não me sinto capaz.

Bom, esse post está um porre principalmente porque eu tô sem assunto… e eu ainda tenho que ler a porcaria do livro sobre julgamento dos nazistas do pós guerra…m ew. Ma anyway… vou ficando por aqui. Estou pesquisando um assunto interessante pra postar futuramente, segurem-se nos banquinhos… mitologia nórdica vem aí…

See you guys around the corner
Shao

Categories: Uncategorized

Dragão??? Eu???

Isso eu postei há muito tempo, é na verdade mais uma repetição de post. Na verdade eu nem acredito muito nisso mas é sempre engraçado quando encontramos algumas similaridades nas descrições. E como o Marcelo veio me falando que lendo Eragon ele lembrou de mim na figura do dragão… vamos lá hahahahaha. Eu nasci em 1976… Dragão do Fogo de acordo com a tabela chinesa… eu grifei aquilo que eu acho que tem a ver comigo… e azul o que eu absolutamente admito hahahahaha. Em vermelho raramente mas não deixa de ser verdade…

Personalidade do Dragão

São considerados superiores a todos os signos animais restantes. Exóticos, intencionais e elegantes.

O poderoso e magnífico dragão do folclore mítico nunca cessa de encantar ou agitar a imaginação. Diz-se que algumas das suas qualidades são mágicas, ilusórias ou não, estão contidas naqueles que nascem sob o seu signo.

A pessoa do dragão é magnânime, cheia do vitalidade e de força. A  vida para ele, é uma chama de cores. Egoísta, excêntrico, dogmático, terrivelmente exigente e pouco razoável, no entanto sempre com uma grande faixa de admiradores. Orgulhoso, aristocrático e muito direto, o nativo do dragão estabelece os seus ideais cedo na vida e exige os mesmos padrões elevados e perfeição da outra pessoa que viva com ele.(meus irmãos que o digam)

No Oriente, o dragão simboliza o poder; aqueles que nascem no ano do dragão são conhecidos por desgastar os chifres do destino. Uma criança do dragão tenderá a agir de acordo com responsabilidades importantes mesmo se for o mais novo na família. Frequentemente, as crianças mais velhas do dragão podem tratar os seus irmãos mais novos com mais autoridade do que os pais.

O dragão é difícil de contestar, por vezes é mesmo impossível. Tende a intimidar todos aqueles que o ousam desafiar. Um dragão irritado, pode ser como um grande lobo mau à sua porta. A sua vontade e o seu sopro deitarão rápida e facilmente a sua casa abaixo. Mas o dragão também é fiel apesar do seu temperamento forte e de suas maneiras dogmáticas.  O dragão pode pôr de lado ressentimentos domésticos e vir prontamente salvar quem dele precisar. Entretanto, a sua família pode também contar com severos sermões caso ele pense ser necessário. O dragão raramente mede as palavras. Fala como um Imperador. Sente-se acima da lei e não pratica sempre o que prega.

Ás vezes ser civil ou comum, afecta e provoca uma tensão terrível no dragão. Tornar-se-ia áspero, rude e totalmente descontrolado quando provocado. Mas não tente dar para trás da mesma maneira.

Apesar do seu vulcão de emoções, o dragão não pode ser considerado sentimental, sensível ou muito romântico. Gosta do amor e da adulação por princípios obrigatórios. Mas apesar de teimoso e por vezes irracional ele também consegue perdoar quando menos se espera. E como as coisas devem ser retribuídas, ele também espera que lhe perdoem os seus erros. Pode mesmo desculpar-se às vezes, o que pode parecer mal, mas o dragão não tem realmente tempo nenhum  para se explicar ou para ser incomodado; quer apenas continuar com o seu trabalho.

Enquanto o dragão puder ser forte e decisivo, ele não será demasiado exigente. Adapta-se facilmente a regulamentos complicados. É frequentemente demasiado confiante. Em vez de cheirar ao redor por esquemas habilidosos, prefere mergulhar na batalha, recusando frequentemente recuar mesmo estando de caras com a probabilidade de sair a perder. Demasiado orgulhoso, ele não pede ajuda; demasiado certo, mantém raramente qualquer coisa escondida. Demasiado correcto, recusa mentir.

É vital para a pessoa do dragão, ter uma finalidade ou uma missão especial na sua vida . Não é saudável nem  justo para ele não ter nada para fazer. Deve sempre ter uma causa para poder lutar ; um objectivo a alcançar, uma emenda para o que está mal. Se não, como pode manter essa chama interna de fogo? Sem os seus projetos preferidos e outros esquemas impossíveis, o dragão é como uma locomotiva sem combustível.

O dragão tem a mesma afinidade para o sucesso que a serpente, mas porque expressa o seu ponto de vista mais abertamente e as suas falhas têm uma maior probabilidade de envolver alguma forma física, é poupado geralmente de problemas psicológicos profundos. Sendo um vencedor determinado, ele fará as cruzadas, conduzirá a demonstrações, escreverá cartas aos meios de comunicação ou colectará milhões de assinaturas numa petição (já fiz isso). Este método de fogo aberto livra-o eficazmente de todo o nervosismo interno que poderia resultar de outra maneira.

A senhora do dragão é a Grande Dama do ciclo. Será determinada, uma defensora dos direitos iguais para as mulheres. Os padrões e a discriminação  despertarão as suas paixões mais selvagens. O que um homem pode fazer, ela pode provavelmente fazer muito melhor. Nunca a subestimem. Ela irá batê-lo no seu próprio jogo – ou morrerá a tentar. Nunca estará inativa ou conformada com o seu destino. Ela tem uma construção feita sobre os impérios mais duros e do matriarca mais velho. Enfrente-a e o céu cairá.

Para dizer a verdade, a fêmea do dragão é estritamente uma pessoa de bom senso. Mostrará isso pela maneira como se veste. A roupa prática e funcional  é lhe mais apelativa. Poucos laços, tecidos delicados, botões e curvas, mas tudo com um mínimo de complicações. A roupa que se veste facilmente e lhe proporciona o máximo de movimentos,  será a sua primeira escolha. Odeia restrições e limitações. Na realidade, pode até preferir um uniforme se pode a ajudar a trabalhar todos os dias sem o incómodo de ter que decidir o que vestir.

A menina do dragão raramente, se não sempre, se excede na sua indumentária com ela mesma . O seu brilho está na sua mente e este brilhará mais além, sem nenhuns reparos. A auto-estima está sempre muito elevada em todos os dragões, assim a fêmea do dragão não será nenhuma excepção. Ela não espera ser tratada como uma  divindade embora tenha os seus ares. Quer apenas ser respeitada e fará tudo ao seu alcance para consegui-lo.

A senhora do dragão é  totalmente emancipada, por isso as táticas fortemente arquitectadas contra ela não levarão a parte nenhuma. Você também se pode redimir – mas ela terá sempre a última palavra.

Apesar das suas falhas serem tão numerosas como as suas virtudes, o lustro do dragão brilha em todos. Não é vitima, nem pede favores. Pode resmungar muito, mas não consegue resistir em dar ajuda a quem precisa ou ir em seu socorro quando você está com problemas. Isto não acontece porque sente compaixão ou interesse genuíno; acontece porque o dragão tem um sentido profundo do dever.    

O dragão terá de algum modo sempre uma contribuição notável a fazer. Você pode contar com o seu apoio, porque não o deixará mal se o puder ajudar. O dragão esgotará todos os recursos antes que admita a sua falha. Um extrovertido e um amante da natureza, estas pessoas serão uns desportistas activos, agente de viagens e um excelente orador.

O nativo do dragão casará jovem ou ficará de preferência solteiro para toda a vida.(Hahahahaha – Essa eu já sabia!!!). Pode ser feliz com uma vida solitária, porque os seus trabalhos e carreira o manterão ocupado. Raramente lhe faltará amigos ou admiradores para lhe fazer companhia.

O dragão não é um gastador, mas também não é um miserável. É generoso com o dinheiro mas nunca se preocupa demasiado com o balanço da sua conta no banco.

A pessoa do dragão é super positiva. Nada poderá mantê-lo em baixo por muito tempo, e mesmo quando tem uma série de problemas, tentará sair deles o mais rapidamente do que qualquer um será capaz de o fazer.

Para um signo que nunca aceita a derrota, o dragão providencia a sua pior oposição. Quando está convencido que está certo resultará uma situação desastrosa. Pomposo e auto-destrutivo? Não propriamente. É que esta pessoa tem de seguir completamente os seus planos – independentemente das consequências. Por mais que você tente mudar o seu percurso de ação ou o tente afastar do problema, mais determinado ele se torna. Vive para além da sua reputação por continuar no seu percurso mesmo quando este se torna insuportável.

O dragão será uma pessoa aberta – você pode lê-lo como um livro. É difícil para ele fingir emoções que não sente e raramente se incomoda de tentar. Não tem segredos.

Os seus sentimentos são genuínos e vêm sempre diretos do coração. Quando declara a alguém o seu amor, pode estar certo de que ele é sincero.

Se pertencer à variedade mais áspera dos dragões, poderia ser demasiado abrasivo. As suas maneiras diretas e bruscas podem gerar inimigos. Mas de forma geral, inspirará ação. Deve atender pessoalmente às coisas que quer feitas de imediato em vez de escrever ou de negociar ao telefone. A sua presença e magnetismo influenciarão as pessoas sobre a sua maneira de pensar. Consegue motivar todos aqueles com quem tiver contato. Ele não necessita de nenhuma motivação, porque é mais do que capaz de gerar o seu próprio momento.

Nunca será difícil para você confiar num dragão. Ele demonstra apesar de tudo muita responsabilidade. Ele raramente tem dúvidas sobre o que é capaz de fazer. Com o seu natural espírito pioneiro, os seus feitos serão estupendamente bem sucedidos. Ele tem que atingir o limite máximo para poder olhar para ele próprio.

Somente quando pode aproveitar os seus poderes legendários ele consegue executar milagres. Necessita que as pessoas acreditem nele.

A CRIANÇA DO DRAGÃO

A criança altamente alegre do dragão é um inovador. Cheio de força, sem medo e vibrando de energia, facialmente demonstrará o seu ideal de vida. Formulará os próprios princípios muito cedo na vida e de pouca ou nenhuma ajuda precisará ou pedirá. Respeitador das pessoas idosas e obedecerá de forma  precisa ao que lhe for pedido fazer.

Esta criança intensa necessita escoar as suas paixões a algo ou alguém que considere digno da sua devoção. Terá ídolos incontáveis – os professores, os pais ou qualquer um que considera altamente importante. É brilhante, agressivo e independente. Resistente e duro, pode ser arreliado e picado ao seu redor porque está disposto e sempre pronto a lutar pelos seus direitos. Altivo e ambicioso, deve lhe ser dado responsabilidades a fim de mantê-lo ocupado e lhe dar a sensação de estar a ser útil. As suas maneiras dominadoras devem ser verificadas ainda em tenra idade idade.

A criança do dragão necessita de ser valorizada. Prefere que você mostre que necessita dele em vez de apenas só o amar. Os seus esforços são sempre sinceros e devem ser elogiados, porque ele trabalhará muito duramente para lhe agradar e ganhar o seu respeito. Nunca fira o seu ego rindo-se dele, mesmo se ele for executar algo simples como se fosse algum ritual intrigante. A auto-estima do dragão é imensurável. Os seus sonhos de grandeza são todos reais e tangíveis para ele. Na vida, as suas emoções atingirão níveis elevados e profundidades fantásticas. Se falhar em alguma coisa, tem que ser tranquilizado que o sol brilhará outra vez no dia seguinte. Ele auto avalia-se muito duramente. Uma vez que se aperceba do seu erro, não haverá nenhuma necessidade para você repreendê-lo ou punir, porque será ele será o primeiro a se castigar e a emendar o que fez.

Se a sua criança for dragão, quererá ou talvez mesmo exigirá  que você confia nele e dará o seu melhor para nunca o decepcionar. Este jovem orgulhoso e confiante será forte e sempre fiel aos seus ideais . Nasceu para conduzir e liderar.

Os cinco tipos de Dragões

DRAGÃO METAL – 1880, 1940, 2000

Este tipo poderia ser o mais forte de todos os  Dragões. Honestidade e integridade são virtudes inerente e embora possa ser brilhante, aberto e expressivo, também é crítico.

Orientado e combatente, ele procurará e motivará todos os que conseguir para o seu próprio nível da inteligência ou de posição social. Tem pouca paciência com o preguiçoso, incompetente e tolo. O metal combinado com seu signo lunar natural, madeira, permitirá também intimidar os seres mais fracos submetendo-os à sua vontade. Poderá ser o guerreiro mais magnífico.

É tremendamente intenso e acartará a sua vida nas suas convicções. É inútil tentar convencê-lo que determinadas coisas não podem ser feitas. Este tipo de Dragão tentará exorcizar qualquer diabo que lhe apareça na vida e poderia tornar-se fanático a respeito das suas convicções e opinião moral.

Quando é negativo, tenderá a ser exagerado com pontos de vista exclusivamente  importantes para ele. É um pouco fraco na diplomacia e tem o hábito de ir sozinho se os outros discordarem ou recusarem aceitar a sua liderança.

O forte Dragão metal apressar-se-á aonde os anjos temem pisar. Terá sucesso porque não se dará a ele próprio outra alternativa. Queima as pontes atrás dele de modo que não possa voltar para trás uma vez que iniciou o ataque.

DRAGÃO ÁGUA – 1892, 1952, 2012

Um tipo mais pequeno de Dragão Imperador que favorece o melhor crescimento e a expansão. Pode pôr de lado o seu ego para o bem de tudo e de todos sendo menos egoísta. Uma pessoa inibida mas progressiva, tenta duramente não ser tão conspícuo quanto os outros famintos Dragões. Porém não será ele que vai ser etiquetado como conciliador. Pode supor uma atitude de "esperar para ver" e as suas sagacidades são tão formidáveis quanto a sua força de vontade.

O Dragão água tem uma filosofia de vida muito própria e gostam de a impor aos outros, no entanto não procuram vingança naqueles que escolhem ir pelo caminho oposto. Democrático e liberal, pode aceitar a derrota ou a rejeição sem se defender.

A água é calma e benéfica para o seu signo lunar e ele saberá agir sabiamente e  fazer o que é essencial para o seu progresso. É rápido e de confiança e é capaz de promover as suas ideias de forma devota e incansável. É provável ser bem sucedido como negociante, porque conhece e sabe quando, onde e como aplicar a força negocial.

O inconveniente principal é que pode ser como um construtor demasiado optimista que se esquece de reforçar a fundação. Por tentar segurar muita coisa ao mesmo tempo pode perder tudo. Tem de aprender a fazer escolhas difíceis e abandonar o que quer que seja duvidoso ou desnecessário. Desta maneira, poderá direccionar as suas energias para menos coisas mas mais compensadoras.   

DRAGÃO MADEIRA – 1904, 1964, 2024

Um tipo criativo e magnânime do Dragão, capaz de desenvolver  novos conceitos revolucionários e brilhantes. A madeira combina com este signo tornando-o bom a formular, implementar e a executar as suas ideias, em trabalhar cooperativamente com outros, pode mesmo ser um bocado condescendente em certas ocasiões.

Dotado de uma natureza aventureira, com um sentido apurado para a exploração, o Dragão madeira adora procurar e expor a causa e efeito das teorias; toda a sua acção será guiada por uma lógica sadia. Contudo, tem também a tendência de investigar demasiado certos assuntos ou submeter as pessoas a debates infinitos quando se encontra a defrontar a oposição.

Aqui está um generoso Dragão capaz de seguir uma estrada média; tenta ao máximo não ofender ou magoar as pessoas; esconde subtilmente a sua forma de dominar. O elemento madeira produz uma diminuição da ferocidade e um maior bom senso nos dragões, quando estes virem que podem tirar alguma vantagem assumirão de imediato o compromisso. No entanto, ainda como dragão, ele sentirá a necessidade de relacionar tudo com o seu super ego e aceitará a mudança apenas se tiver a certeza de que isso possa ser bom para ele.

Não é tão vingativo e egocêntrico como os dragões dos outros elementos, ele é determinado, orgulhoso e destemido quando alguém o desafia.

DRAGÃO FOGO – 1916, 1976, 2036

O mais correto, expansivo e competitivo de todos os dragões, o dragão fogo espera demasiado de todos. Mas quando estiver a ser exigente e agressivo, ele estará abençoado por uma enorme energia e poderá oferecer imenso em troca. O problema é que pode ficar com um ar superior e autoritário afastando as pessoas ou fazendo-as ter medo dele.

O fogo combina com seu signo lunar o que o fará demasiado zeloso.

Na realidade, ele é uma pessoa muito humana e aberta, dada à imparcialidade e defensora da verdade custe o que custar. O seu criticismo é objectivo, detêm o poder de arrastar massas com a sua vibrante personalidade. É um natural construtor de impérios, olha directamente para a ordem suprema das coisas sendo ele a comandar, naturalmente.

Por causa da sua insaciável ambição pessoal, é temperamental e exigente, só se satisfaz com a perfeição. Por vezes generaliza demasiado.

Resumindo, temos um indivíduo com um grau de atuação muito elevado, ele pode facilmente ser uma fonte de inspiração e uma personalidade pública – quando aprender a dominar os seus traços negativos e a comunicar de forma mais humilde com os outros.

DRAGÃO TERRA – 1868, 1928, 1988

Este Dragão sociável, é do tipo executivo, terá uma forma compulsiva de controlar o seu ambiente e as pessoas que o cercam. Como Dragão, é limitado para ser autocrático e seria tolice se esperássemos o contrário. Contudo, será justo e apreciará as opiniões das pessoas, mesmo se não concordar com elas.

A terra torna este dragão mais realista, estável e, por vezes, até mesmo um bocado impessoal. Embora não seja tão severo como os outros Dragões, ele continuará a ter o impulso básico de subjugar os outros. Abordará os problemas com a razão e a sua liderança será  menos ditatorial. Trabalha incessantemente para desenvolver  os seus talentos e explorar  os seus recursos.

O auto domínio do Dragão terra não significa a perda de iniciativa. O que acontece é que a terra o torna menos apressado sendo as suas aspirações mais confiáveis e sólidas.

Extremamente correcto, este dragão aristocrático é calmo, forte e bravo. Dado à reflexão e organização, exaltar-se-á poucas vezes e quando o irritarem não se humilhará discutindo com os que estão abaixo dele. No entanto, retaliará rapidamente se a sua dignidade for atingida.

Vou ficando por aqui, tenho que parar de ser relapsa, vou ler a droga do livro que eu tenho que ler
See you guys around the corner
Shao

Categories: Uncategorized

Recapitulando

Eu descobri que quando a gente está de férias a maldição dos sábados se estende aos demais dias da semana hahahahaha. Vários planos eu fiz não deram certo… uma beleza… eu tenho que ir, ao banco, ao correio, no posto da SPTRANS pra arrumar a droga do bilhete e tenho que tirar um dia dessa semana ainda pra ir no ambulatório fazer o negócio do plano de saúde pro meu irmão, pro Carlos porque o infeliz do Cezar não quer fazer… Isso sem contar as provas e trabalhos que eu tenho pra fazer e putz eu ainda não fiz nenhuma das audiêcias que eu tinha que fazer pro semestre, esse semestre tá todo ferrado.

Falando em Cezar, sério mano esse menino me tira do sério… eu vou ter que ter uma conversa com ele… essa é uma daquelas oportunidades que você se olha no espelho e fala… nossa, eu tinha razão. Mas também é uma daquelas que você não queria ter razão sabe? Eu sabia que depois que minha mãe morresse a convivência ia ficar complicada aqui em casa porque afinal de contas eles são adultos e não tem que ficar obedecendo minhas ordens, mas eu esperava sinceramente mais consideração da parte deles…

Chorei pra caramba esse fim de semana que passou, tô chorona… deve ser a TPM não sei… nunca dá pra ter certeza. Segunda e Terça foram correrias, tudo girando em torno da faculdade, eu tenho tanta coisa pra fazer que sinceramente não sei se vai dar tempo, tô até pensando em pedir pros meus imrãos fazerem um dos trabalhos para mim, eu detesto fazer isso, gosto de eu mesma tirar as minhas notas mesmo sendo elas medíocres. Síndrome de quem um dia já foi professora, odeio desonestidade, mas não sei se eu vou dar conta e olha que eu estou de férias… se eu estivesse trabalhando então seria bem pior. Eu tinha intenção de procurar um assunto legal pra postar aqui no blogue mas não dá tempo toda vez que eu ligo o PC é pra pesquisar alguma coisa pra faculdade, e eu estou sem impressora… viva três vezes…

O que me deixa muito P… da vida é que eu tenho um monte de livro legla pra ler e não consigo porque TENHO ue ler as coisas da faculdade, sinceramente não vejo a hora dessa faculdade acabar!!!!

Segunda eu não estava me sentindo bem, resultado da vacina. E eu tinha que estudar pra prova mas não estava com nem um pingo de vontade. Aí comecei a trocar umas mensagens pelo twitter com o Marcelo que virou o maior bate papo no messenger. Foi legal apesar das nossas divergências doutrinárias e religiosas. Ele é espírita. Eu acho a doutrina espírita bem poética, bonita até… tem algumas coisas que você ouve e pensa… que legal, tomara fosse assim, mas por mais que eu revolva a minha mente ao redor dela eu não ACREDITO no que eles professam. Mas eu respeito… na boa. É dificil pra mim até mesmo me encaixar na minha doutrina muitas vezes, minha mãe dizia que eu penso demais hahahhaha… é, eu estou sempre questionando. É ruim porque a fé absoluta é cega. Mas… ao mesmo tempo é bom porque a fé cega leva ao fanatismo. Deus me deu o livre arbítrio para questionar certo. O que eu tenho buscado desde sempre na religião é o equilíbrio… não romper essa linha tênue entre ter fé e ser fanático. É dificil acreditem ter fé e não embarcar no fanatismo. Parte de mim que acredita em Deus acha que a parte de mim que questiona é pecadora e a parte de mim que questiona acha que a minha parte que crê é ignorante então é uma batalha constante… é uma batalha quase esquizofrênica hahahahaha. Mas… devagar e sempre. Mas de qualquer forma é sempre legal conversar com uma pessoa que tem uma visão de mundo e do espiritual totalmente diversa da sua. Com respeito e tolerância isso é possível, é quase um estudo sociológico. Eu não converso sobre religião com muitas pessoas… eu tenho medo que estrague a amizade na maioria das vezes. Porque a maioria das pessoas apesar de não notarem muitas vezes são intolerantes e o que começa como uma troca acaba virando competição em vez de apenas manter-se como troca de experiências e conhecimentos.

Mas foi uma noite agradável, eu acho que eu precisava conversar assim com alguém, sem ficar naquele assunto de sempre. E foi bacana porque dei mais um passo na minha amizade com o Marcelo. Amizade virtual existe sim galera, eu tenho grandes AMIGOS no mundo virtual e eu não uso a palavra amigo assim desleixadamente.

Voltando aos meus afazeres. Espero que as coisas estejam calmas no trabalho porque se eu tiver que encarar mais problemas quando eu voltar vai ser pior do que tem sido. Eu preciso descansar mas tenho um monte de coisa pra fazer… hoje eu banquei a rebelde e fiquei a manhã toda dormindo mas… tenho tanta coisa pra fazer que fiquei sonhando com o que eu tinha que fazer.

Tenho dois trabalhos pra fazer, um da DP que é gigantesco, tenho que estudar pra uma prova dia 30/04 e outra dia 07/05 e nessas datas eu não vou mais estar de férias. Mas o mais urgente é um debate que tem no dia 23 e eu tenho que ler um livro de 300 páginas pro debate e ainda me reunir com a galera e ninguém leu nada ate agora… nem eu. E tem também um fichamento pro dia 25… ou seja, eu vou estar atolada até o final de junho, porque acabando maio começam as provas finais. Isso sem levar em conta que eu não fiz nenhuma das audiências que eu tenho pra fazer… e eu simplesmente não consigo me concentrar em nada poque tem uma coisa me chateando.

Vamos por partes, tenho médico no dia 16, eu realmente não queria ir…como o mundo é cheio de más notícias e só tem ocasionalmente umas boas notícias no meio. Desde que minha mãe teve câncer pela primeira vez em 98 ela ficava enchendo o meu saco com o auto exame  e blábláblá… Beleza, eu tenho feito e uns dois meses atrás eu senti um caroçinho em mim e minha melhor amiga fica enchendo pra ir no médico e eu marquei médico pra sexta. Sei lá… vem uma série de exames aí pela frente, e eu tô no maisor sentimento de déjà vu… porque eu vi minha mãe passando por tudo isso… quer dizer, pode não ser nada mas eu tô com medo de que seja alguma coisa.

Eu sei que a coisa mais inteligente a se fazer é fazer as drogas dos exames e tirar isso da minha cabeça, mas ao mesmo tempo eu me lembro de umas reportagens que eu li sobre alguns tipos de câncer (entre eles o de mama) desenvolverem justamente por causa de problemas emocionais que as pessoas passaram na vida, e minha vida emocional tem sido uma verdadeira montanha russa. Eu não sei o que pensar, sei o que eu tenho que fazer e eu vou fazer mas… e pior que eu nem posso falar nada pros meus irmãos porque se eu falar qualquer coisa pra eles, principalmente pro Cezar, ele vai pirar… o Carlos acho que não… eu queria ser o Carlos, a visão de vida dele faz com que a vida dele seja tão mais simples. Não que ele não tenha problemas, mas ele não faz um cavalo de batalha dos problemas dele o que é bom… eu acho.

Eu estou seriamente pensando em procurar um psicólogo eu simplesmente não consigo me concentrar em nada ultimamente e eu acho que eu vou me ferrar esse semestre por causa disso. Eu não quero reprovar o semestre ter que perder a convivência e o apoio dos meus amigos e atrasar minha colação de grau em seis meses… Mas eu acho que é o que vai acontecer se eu não começar a resolver as coisas dentro da minha cabeça e eu acho que não estou fazendo um trabalho muito bom sozinha…

Não quero ir fazer uma mamografia e descobrir que eu tenho um nódulo maligno. Se eu tiver câncer… não vou fazer tratamento. Pode parecer estupidez (eu sei que é estupidez) da minha parte mas… não quero passar pelo que minha mãe passou. O tratamento não te cura, apenas prolonga o sofrimento… ela simplesmente ganhou mais oito anos de dores, tratamentos, cirurgias… e os médicos chamam isso de vida? Não… muito obrigada…

Beleza… minha cabeça voltou a doer… não sei se ainda é da vacina ou se é de tanto ler ontem ou se é de ficar pensando nas coisas que eu tenho que fazer… ou no problema do médico… vou ficando por aqui.

See you guys around the corner
Shao

Categories: Uncategorized

Ai ai… o amor…

Esse eu recebi por e-mail da Fernanda…

Quem sabe escrever sabe…

Satânico é meu pensamento a teu respeito,
e ardente é o meu desejo de apertar-te em minha mão,
numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem.
A noite era quente e calma, e eu estava em minha cama, quando, sorrateiramente, te aproximaste.
Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor!
Percebendo minha aparente indiferença,aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos.
Até nos mais íntimos lugares.
Eu adormeci.
Hoje quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão.
Deixaste em meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.
Esta noite recolho-me mais cedo, para na mesma cama, te esperar.
Quando chegares, quero te agarrar com avidez e força.
Quero te apertar com todas as forças de minhas mãos.
Só descansarei quando vir sair o sangue quente do seu corpo.
Só assim, livrar-me-ei de ti, pernilongo Filho da Puta!!!!

Carlos Drummond de Andrade

See you guys around
Shao

Categories: Uncategorized
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 307 outros seguidores